Posts Tagged ‘Ricardo Callado’

Djacyr Cavalcanti Arruda Filho, Paola Aires Corrêa Lima, Hélio Doyle, René Rocha Filho  e Ricardo Callado. Foto: Gilda Diniz

Djacyr Cavalcanti filho, Paola Aires Corrêa Lima, Hélio Doyle, René Rocha Filho e Ricardo Callado. Foto: Gilda Diniz

 

O futuro chefe da Casa Civil, Hélio Doyle, anunciou mais quatro nomes do primeiro escalão que vão compor o governo do DF

Por Daise Lisboa

O chefe da Casa Civil do novo governo que se instala no Distrito Federal em 1º de janeiro de 2015, Hélio Doyle, anunciou na terça (23), mais quatro nomes que vão integrar o primeiro escalão do governo do DF (GDF). Djacyr Cavalcanti de Arruda Filho vai ocupar o cargo de controlador-chefe do DF. Paola Aires Corrêa Lima será a procuradora-geral do DF, enquanto René Rocha Filho será o consultor jurídico do governador. O jornalista Ricardo Callado será chefe adjunto da Casa Civil para Comunicação Institucional e Interação Social.

Este foi o segundo anúncio de nomes indicados. O primeiro ocorreu no dia 15 de dezembro, quando os 25 secretários foram apresentados.

Hélio Doyle explicou que a Controladoria vai substituir a Secretaria de Transparência. Segundo ele, a estrutura da pasta será absorvida pelo novo órgão, incluindo a página eletrônica onde o Executivo informa sobre salários e contratos. “A ideia é que a Controladoria seja mais do que qualquer secretaria. Ela tem poder de apuração, de investigação, de fazer sindicância sobre qualquer secretaria, sobre qualquer secretário, inclusive sobre o governador e o vice-governador. Nossa intenção é ter um órgão autônomo, com plena independência para agir e atuar”, avalia Doyle.

O chefe da Casa Civil disse ainda que a opção por procuradores é para garantir a transparência das ações adotadas pelo governo. “Qualquer irregularidade será punida. Haverá apuração, haverá sindicância. É por isso que contamos com dois procuradores que, por sua própria função, exercem uma função de Estado, e não de governo. Onde houver denúncia a obrigação é apurar”, completa.

Durante o anúncio, Doyle confirmou o cancelamento da realização das Olimpíadas Universitárias de Verão, a Universíade, em Brasília. O evento seria em 2019 e contaria com a participação de 10 mil estudantes. Segundo Doyle, ‘já que o GDF não honrou com o compromisso até 19 de dezembro, o governador eleito Rodrigo Rollemberg decidiu cancelar o evento. “A situação financeira nos obriga a ter prioridades”, justifica, avisando entretanto que a Fórmula Indi será realizada e que as obras no Autódromo de Brasília serão realizadas. “Rollemberg achou muito arriscado assumir o compromisso”, disse Doyle.

Para o chefe adjunto da Casa Civil para Comunicação Institucional e Interação Social, Ricardo Callado, sua pasta tem um foco abrangente. “Não pretendemos inventar nada. Vai ser a comunicação pura e simples. Vamos atender as demandas de todos os veículos de comunicação de forma clara, transparente e rápida. A palavra desse governo vai ser transparência e estaremos lá para contribuir para isso. Roda de conversa, redes sociais e todas as formas de comunicação serão adotados para facilitar o nosso trabalho”, garantiu.

QUEM É QUEM

Chefe adjunto da Casa Civil para Comunicação Institucional e Interação Social

Ricardo Callado

Natural de Fortaleza (CE), tem 43 anos. É formado em jornalismo pela Universidade do Ceará, é diretor de redação do Grupo Comunidade de Comunicação e assina as colunas Coletivo Político, do Jornal Coletivo, e Opinião, do Jornal da Comunidade. É autor do Blog do Callado, que venceu os prêmios Sebrae de Jornalismo, Paulo Octávio de Jornalismo e Top Blog de Jornalismo, categoria Política. Foi co-redator da coluna política do Jornal de Brasília, assessor de imprensa do Ministério da Agricultura, correspondente na região Norte do jornal Gazeta Mercantil e da GM Latino-Americana e editor-chefe do jornal Diário da Amazônia. Fez trabalhos especiais para a Agência Estado e a revista IstoÉ. Escreveu o livro Pandora e outros fatos que abalaram a política de Brasília.

Controlador chefe do DF

Djacyr Cavalcanti Arruda Filho

Formado em direito pela UnB, e com especialização em direito público, é procurador do DF desde 1999. Tem 44 anos. Na Procuradoria-Geral, foi procurador-chefe substituto da Procuradoria de Pessoal, coordenador substituto de segurança pública e membro do conselho superior, eleito por dois mandatos.

Procurador-geral do DF

Paola Aires Corrêa Lima

Natural de Brasília (DF), advogada, 40 anos, é mestre em Direito público pela Universidade de Brasília (UnB), e procuradora do DF desde 1999. Já foi coordenadora da Procuradoria Administrativa e chefe da Procuradoria Fiscal e de Assuntos Institucionais, além de advogada da Terracap e procuradora do INSS. Ocupa o cargo de procuradora-chefe do DF desde 2013.

Consultor jurídico do governador

René Rocha Filho

Natural de Pitanga (PR), 48 anos, mora em Brasília desde 1976. Formado em direito pela Universidade de Brasília (UnB), é procurador do DF desde 1994. Foi promovido a subprocurador-geral em 2013. Foi promotor de Justiça do Ministério Público do DF e Territórios de 1991 a 1994 e assessor de desembargador do Tribunal de Justiça.