Arquivo

Posts com Tag ‘Morar Bem’

Prorrogado prazo para cadastro no Morar Bem

2 de dezembro, 2014

morar

Até o dia 7 de dezembro, candidatos da Relação de Inscrições Individuais (RII) deverão atualizar os dados; novas inscrições também poderão ser realizadas

Foi prorrogado até o próximo domingo (7) o prazo para interessados se inscreverem no programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem. O Novo Cadastro da Habitação também foi reaberto para atualização de dados dos candidatos da Relação de Inscrições Individuais (RII) e migração para a Relação de Inscrições por Entidades (RIE).

Das 122 mil pessoas que, obrigatoriamente, deveriam se recadastrar até o dia 30 de novembro, 48 mil realizaram esse processo com êxito. Para que essas pessoas, já inscritas, não percam a oportunidade de permanecerem no programa, a Codhab irá dispor de mais uma semana para que elas realizem o processo de recadastramento.

Durante o período de reabertura, as pessoas interessadas em participar do Minha Casa Minha Vida/Morar Bem também poderão realizar novos cadastros por meio do site: www.morarbem.df.gov.br.

Os candidatos que hoje constam como inscritos na Relação de Inscrições Individuais (RII) do Novo Cadastro da Habitação deverão, obrigatoriamente, atualizar os dados também pelo site do programa sob pena de cancelamento da inscrição, conforme determinação do Decreto n° 36.021/2014. O recadastramento deve ser feito, impreterivelmente, até as 23h59m do dia 7/12/14.

Para participar dos programas habitacionais do GDF o candidato deve ser morador do DF há pelo menos cinco anos, possuir renda familiar bruta mensal de até 12 salários mínimos, nunca ter possuído imóvel no DF e ter no mínimo 18 anos, conforme a Lei nº 3.877, de 26 de junho de 2006, que dispõe sobre a Política Habitacional do Distrito Federal.

Cidade ,

Morar Bem habilita mais 1,8 mil famílias

30 de outubro, 2014

morar

Número de contemplados pelo programa passa de 129 mil

Mais 1,8 mil famílias foram habilitadas pelo Programa Minha Casa Minha Vida/Morar Bem, conforme publicado no suplemento do Diário Oficial do Distrito Federal dessa quarta-feira (29). Com isso, os novos contemplados estão de acordo com a política habitacional do DF e mais próximos de receber a sonhada moradia. Agora, já são mais de 129 mil habilitados.

Da nova lista, 1.286 famílias são da Relação de Inscrição Individual (RII), e 596 são da Relação de Inscrição por Entidade, ou seja, com indicação de cooperativas habitacionais, totalizando 1.882 beneficiados, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Sedhab).

Para a pessoa ser habilitada, é preciso obedecer aos critérios da Lei 3.877/2006. Entre os requisitos estão: morar no DF pelo menos nos últimos cinco anos, nunca ter tido imóvel no DF, ter renda mensal de até R$ 8.688 e ser maior de 18 anos. “Nem todas as pessoas inscritas no Programa, quase 376 mil famílias, estão de acordo com a política habitacional do DF e aptas a receber a moradia de interesse social”, destacou a secretária de Habitação, Jane Diehl.

O próximo passo do programa é encaminhar as famílias habilitadas, que comprovaram os dados fornecidos no momento da inscrição, ao banco – Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil – para a assinatura do contrato de financiamento da moradia. Vale lembrar que a verificação de restrições financeiras referentes ao CPF é realizada pelo banco.

Cidade ,

Quase 125 mil famílias foram habilitadas pelo Morar Bem

9 de outubro, 2014

morar

Lista com mais 3035 inscritos foi divulgada no Diário Oficial do Distrito Federal desta quinta-feira

Mais 3035 inscritos no Minha Casa, Minha Vida/ Morar Bem foram habilitados, nesta quinta-feira (9), e estão  de acordo com a política habitacional do DF. Com o novo número, já são 124.929 famílias mais próximas de realizar o sonho da moradia própria por meio do programa.

Da nova lista, divulgada hoje no DODF, 828 famílias são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 2.207 da Relação de Inscrição por Entidade (RIE), ou seja, com indicação de cooperativas.

Para a pessoa ser habilitada, é preciso obedecer aos critérios da lei 3.877/2006. Entre os requisitos estão: morar no DF pelo menos nos últimos cinco anos, nunca ter tido imóvel no DF, ter renda mensal de até R$ 8.688,00 e ser maior de 18 anos.

O próximo passo do Programa é encaminhar as famílias habilitadas, que comprovaram os dados fornecidos no momento da inscrição, ao banco – Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil -, para a assinatura do contrato de financiamento da moradia. Vale lembrar que a verificação de restrições financeiras referentes ao CPF é realizada pelo banco.

Cidade ,

Recanto vai receber 24 mil moradias do Morar Bem

25 de setembro, 2014

morar

GDF aprovou o projeto urbanístico para o parcelamento do Parque das Bênçãos, a maior obra habitacional do hemisfério sul, com investimentos de R$ 2,6 bilhões

O Projeto Urbanístico para o parcelamento do Parque das Bênçãos, no Recanto das Emas já está aprovado. Com isso, a região vai receber 24.640 unidades habitacionais que farão parte do Programa Minha Casa Minha Vida/Morar Bem, executado pela Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) do DF.

Serão 1.540 prédios de quatro andares com quatro apartamentos por andar, sendo que as unidades  terão dois ou três quartos e irão contemplar famílias cadastradas na Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab) com renda mensal até R$ 1,6 mil (faixa 1), entre R$ 1.601 e R$ 2,6 mil (faixa 2) e R$ 3.274 até R$ 5 mil (faixa 3).

“Essa é mais uma vitória da população do DF. Estamos construindo uma área com qualidade de vida. As unidades habitacionais serão entregues com toda a infraestrutura funcionando”, resumiu a secretária da Sedhab, Jane Diehl.

A contratação junto à Caixa Econômica Federal para a construção do empreendimento está em fase final de análise. A única pendência é referente à análise da empresa que executará as obras. A previsão é de que a operação seja finalizada ainda neste mês de setembro, iniciando as construções em outubro.

O investimento previsto é da ordem de R$ 2,1 bilhões, sem contar o terreno, orçado em aproximadamente R$ 500 milhões. “Trata-se do maior empreendimento da história do Programa Minha Casa Minha Vida, a maior obra habitacional do hemisfério sul. Quando pronto, abrigará mais de 80 mil pessoas, população superior à maioria dos municípios brasileiros”, destacou o diretor de Produção Habitacional da Codhab-DF, Carlos Alberto Valente Viana.

Para ser habilitado é preciso obedecer alguns requisitos, como morar no DF há pelo menos cinco anos, nunca ter tido imóvel na capital do país, ter renda mensal de até R$ 8.688 e ser maior de idade. De acordo com a Secretaria de Habitação, há 376 mil famílias inscritas no programa. Até agora, 119,2 mil foram convocadas. A meta do GDF é colocar em construção 100 mil moradias de interesse social até o fim de 2014.

Cidade ,

Mais 1.076 famílias são habilitadas pelo Morar Bem

23 de setembro, 2014

morar

Quase 122 mil famílias já comprovaram que estão de acordo com a política habitacional do DF

Mais famílias do Distrito Federal estão próximas de realizar o sonho da moradia própria. Nesta terça-feira (23), o Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) trouxe a publicação de 1.076 inscritos no Programa, pela Relação de Inscrição Individual (RII), que foram habilitados, ou seja, que estão de acordo com a política habitacional do DF. Com o novo número divulgado hoje, já são 121.894 famílias habilitadas pelo Programa.

Para a pessoa ser habilitada, é preciso obedecer aos critérios da lei 3.877/2006. Entre os requisitos estão: morar no DF pelo menos nos últimos cinco anos, nunca ter tido imóvel no DF, ter renda mensal de até R$ 8.688,00 e ser maior de 18 anos. “Nem todas as pessoas inscritas no Programa, quase 376 mil famílias, estão de acordo com a política habitacional do DF e aptas a receber a moradia de interesse social”, destacou a secretária de Habitação, Jane Diehl.

O próximo passo do Programa é encaminhar as famílias habilitadas, ou seja, que comprovaram os dados fornecidos no momento da inscrição, ao banco – Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil – para a assinatura do contrato de financiamento da moradia. Vale lembrar que a verificação de restrições financeiras referentes ao CPF é realizada pelo banco.

O GDF tem como meta colocar em construção 100 mil moradias de interesse social até o final de 2014.

Cidade

Filippelli destaca resultados do Morar Bem

18 de agosto, 2014

Filippelli

Em eventos em Planaltina e no Paranoá, companheiro de Agnelo Queiroz à reeleição fala do programa habitacional do GDF e ressalta a necessidade de continuar as mudanças promovidas no Distrito Federal

Dar continuidade aos projetos de governo foi a mensagem que o candidato à reeleição como vice- governador na Coligação Respeito por Brasília, Tadeu Filippelli, fez questão de destacar nos dois eventos que participou neste domingo (17). Filippelli também comemorou os bons resultados obtidos pelo programa habitacional Morar Bem, que já entregou 10 mil moradias com água, luz, esgoto e escritura.

No Paranoá, segundo compromisso do dia, o companheiro de coligação de Agnelo Queiroz participou de confraternização de cooperados que já receberam seus imóveis no DF. “É interessante notar que no governo anterior não conseguiu entregar uma única unidade dentro do programa Minha Casa, Minha Vida. E agora já entregamos 12 mil casas. São 44 mil pessoas abrigadas e já temos 100 mil convocados e 60 mil moradias em construção. Essa é a diferença de compromisso e realização de um governo para outro”.

Com o início da veiculação dos programas eleitorais a partir desta terça-feira (19), Filippelli ressaltou a importância do espaço para mostrar a história do governo. “Com o programa, com o conteúdo que nós temos, será perfeitamente possível mostrar a diferença do nosso governo para os outros. Costumo dizer que se tivesse uma palavra para representar o nosso governo seria mudança. Brasília precisa continuar mudando. Brasília precisa continuar nesse novo caminho que nós propomos”, finalizou.

Na hora do almoço, Filippelli esteve no tradicional Costelão da Loja Maçônica Sete de Setembro, em Planaltina. O candidato foi recebido de braços abertos pela comunidade que há 12 anos realiza esse evento. “Esse encontro já é tradicional na história do Distrito Federal. Podemos desfrutar momentos de alegria e confraternização com os irmãos maçônicos”, declarou Filippelli.

Política , , ,

Mais 144 apartamentos entregues no Parque do Riacho

4 de agosto, 2014

 Morar Bem

Empreendimento faz parte do programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem

Mais 144 apartamentos do Condomínio 13, do Residencial Parque do Riacho, um dos empreendimentos do programa Minha Casa, Minha Vida /Morar Bem, foram entregues nesse fim de semana. Além disso, quinhentas famílias receberam o contrato de financiamento das moradias, que têm valor de escritura.

Francisco Geraldo Neto, 62 anos, foi um dos contemplados e recebeu a chave da sua primeira casa própria. O aposentado chegou a Brasília em janeiro de 1973 e está inscrito no programa de Política Habitacional do DF desde 1977.

Morando de favor na Vila Planalto, ele comemorou a realização de um sonho. “Foram muitos anos de espera. Finalmente tenho uma casa pra chamar de minha. A moradia é uma questão fundamental. É onde você cria a segurança da família.”

As unidades habitacionais são entregues com infraestrutura concluída, rede de água, esgotamento sanitário, energia elétrica e iluminação pública. O casal Maria e Eron Rocha, pais de duas meninas de 4 e 10 anos, também comemora. “Agora temos uma garantia para nossas filhas”, ressaltou Eron.

BENEFICIADOS – O condomínio é destinado às famílias que têm renda mensal entre R$ 1,6 mil e R$ 3,2 mil. Quando estiver pronto, o empreendimento terá 5.904 apartamentos, distribuídos em 42 prédios.

Desse total, 4.624 são apartamentos de dois quartos, que medem 46 m², e 1.280 possuem três quartos, com 58m². As unidades habitacionais custam R$ 75 mil e R$ 85 mil, respectivamente.

Para o presidente da Codhab, Rafael Oliveira, o programa de política habitacional é uma vitória da população. “Ninguém aqui está fazendo favor a vocês, esse é um direito de vocês como cidadãos. As terras são públicas e o governo escolheu assegurar o direto de vocês por uma moradia própria e de qualidade”, concluiu.

Cidade ,

GDF entrega moradias no Parque do Riacho

28 de julho, 2014

 

Mais 144 apartamentos foram entregues

Mais 144 apartamentos do Condomínio 12 do Residencial Parque do Riacho, um dos empreendimentos do Programa Minha Casa, Minha Vida / Morar Bem, foram entregues nesse fim de semana. Além disso, quinhentas famílias receberam o contrato de financiamento das moradias, que tem valor de escritura.

Dona Maria Severina Ferreira foi uma das contempladas com um apartamento. Nascida no Distrito Federal, ela esperava pela casa própria há 20 anos. “A moradia própria é tudo que uma família precisa. É o sonho de todos”, declarou dona Maria.

Com a nova entrega no Parque do Riacho, 864 famílias já foram contempladas com as vivendas de interesse social na localidade. “Proporcionamos essa alegria a quase 10 mil famílias trabalhadoras do DF que podem desfrutar da alegria que é viver num lugar feito para garantir qualidade de vida”, destacou a secretária de Habitação, Jane Diehl.

O Parque do Riacho é destinado às famílias que têm renda mensal entre R$ 1,6 mil e R$ 3,2 mil. Quando estiver pronto, o empreendimento terá 5.904 apartamentos, distribuídos em 42 prédios. Desse total, 4.624 são apartamentos de dois quartos, que medem 46 m², e 1.280 possuem três quartos, com 58m². As unidades custam R$ 75 mil e R$ 85 mil, respectivamente.

O presidente da Codhab, Rafael Oliveira, disse às famílias contempladas para não venderem o imóvel. “Não vendam o apartamento, pois vocês não serão contemplados novamente com a política habitacional. Esse apartamento é um lugar para vocês cuidarem da família de vocês”, declarou o presidente da Companhia.

Cidade

Habilitados no Morar Bem ultrapassa chegam a 100 mil

16 de julho, 2014

morar

Com mais 1.161 famílias habilitadas, total de beneficiados chega a 105,9 mil

Mais 1.161 famílias foram habilitadas para o programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem; com essa nova convocação, elas já somam 105,9 mil. O próximo passo é encaminhar os beneficiados ao banco – Caixa Econômica Federal ou Banco do Brasil – para a assinatura do contrato de financiamento da moradia.

Já foram investidos quase R$ 1,4 bilhão no programa. Os recursos são do programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida.

REQUISITOS- Para a pessoa ser habilitada, é preciso obedecer aos critérios da lei 3.877/2006. Entre os requisitos estão: morar no DF pelo menos nos últimos cinco anos; nunca ter tido imóvel no DF; ter renda mensal de até R$ 8.688,00; e ser maior de 18 anos. “Nem todas as pessoas inscritas no programa, quase 376 mil famílias, estão de acordo com a política habitacional do DF e aptas a receber a moradia de interesse social”, destacou a secretária de Habitação, Jane Diehl.

Confira lista com o nome dos habilitados.

Cidade , ,

Mais 24,7 mil famílias são convocadas pelo Morar Bem

30 de maio, 2014
Foto: Dênio Simões / GDF

Foto: Dênio Simões / GDF

Com isso, o número de inscritos por entidade foi 100% atendido

Mais 24,7 mil famílias foram chamadas nesta quinta-feira (29) pelo programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem, a maior convocação desde o início do programa. Destes, 20 mil inscritos são da Relação de Inscrições Individuais e 4.719 da Relação de Inscrição por Entidade. Com a convocação de hoje, se encerra a lista de inscritos por entidades.

“A relação por entidade foi 100% atendida. Zerada a lista, vamos abrir um novo processo de inscrição por entidades já em junho”, anunciou o governador Agnelo Queiroz. Ele disse também que a convocação de hoje é ainda mais importante, porque, com ela, o número de 99 mil famílias habilitadas no programa foi alcançado. “Estamos materializando um compromisso que parecia impossível, que era entregar 100 mil unidades habitacionais em apenas um mandato”, observou Agnelo, ao frisas que a meta será cumprida até o final deste ano.

As famílias convocadas deverão comprovar dados e formalizar o processo na Secretaria de Habitação/Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab). Para evitar filas, os convocados pela Relação Individual foram divididos em seis grupos e, pelo número da inscrição, serão atendidos em dias diferentes, durante os meses de julho e agosto. Já os pertencentes à lista por entidade foram divididos em três grupos e por ordem alfabética. As pessoas com deficiência serão atendidas no Posto Avançado da Codhab, na Estação da 114 Sul do Metrô, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

BALANÇO - Neste governo, foram convocadas 241.723 pessoas. Foram mais de 375 mil candidatos inscritos, sendo 323 mil da Relação de Inscrições Individuais e aproximadamente 53 mil na Relação de Inscrições por Entidade.

Para ser habilitado, o candidato precisa atender a critérios da Lei nº 3.877/2006, que trata da política habitacional do DF: morar no Distrito Federal há pelo menos cinco anos; nunca ter tido imóvel no DF; ter renda familiar mensal de até R$ 8.136; e ser maior de 18 anos. (da Agência Brasília)

Cidade , , ,

Morar Bem já conta com mais de 99 mil habilitados

29 de maio, 2014

Morar

Mais 1,2 mil famílias foram contempladas nesta quarta-feira (28) pelo programa

O programa Minha Casa Minha Vida/Morar Bem está próximo de atingir a marca de 100 mil habilitados. Nesta quarta-feira (28), mais 1,2 mil famílias que estão de acordo com a política habitacional do DF foram beneficiadas com a sonhada moradia. Com mais esse montante, o número de contemplados alcança a marca de mais de 99 mil.

A secretária de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab), Jane Diehl, reforçou que a meta do GDF deve ser alcançada até o fim de 2014. “Essas pessoas que já foram habilitadas terão as suas moradias garantidas. Até o fim do ano, vamos conquistar o objetivo de colocar em construção essa quantidade de habitações”, afirmou.

Da nova lista divulgada hoje, 954 pessoas são da Relação de Inscrição Individual (RII), e 246 são da Relação de Inscrições por Entidade (RIE), ou seja, que se inscreveram no programa por meio de cooperativas. Desse montante, 242 famílias morarão em prédios construídos por empresas, uma no Jardins Mangueiral e outra em prédios de cooperativas habitacionais.

Para participar é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação, uma das ferramentas do programa “Morar Bem”. Ao todo foram 375.960 candidatos inscritos, sendo 323.015 na RII e 52.945 na RIE.

Cidade

Morar Bem habilita mais 967 famílias

21 de maio, 2014

morar

Foto: Brito / Arquivo

Com nova lista, GDF atinge a marca de 97,8 mil candidatos nessa etapa

Mais 967 famílias foram habilitadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida/ Morar Bem, nesta terça-feira (20). Das listas divulgadas, 567 candidatos são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 400 da Relação de Inscrições por Entidade (RIE), ou seja, inscritos no programa habitacional por meio de cooperativas.

Com a nova publicação, o GDF supera a marca de 97,8 mil pessoas nessa etapa do programa, coordenado pela Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) e pela Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab).

A secretária de Habitação, Jane Diehl, reforçou que a meta do GDF é colocar em construção 100 mil moradias até o final de 2014. “Essas pessoas que já foram habilitadas terão as suas moradias garantidas. Até o fim do ano, vamos conquistar a meta de colocar em construção 100 mil habitações”, disse.

Do montante de famílias, 386 vão morar em prédios construídos por empresas, duas no Jardins Mangueiral e seis ocuparão prédios erguidos por cooperativas habitacionais. De acordo com a publicação de hoje, em Samambaia, o Projeto H4 receberá mais uma família, e o empreendimento Par Paraíso/AFT, outras cinco.

Para participar do programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação — uma das ferramentas do Morar Bem. Ao todo foram 375.960 candidatos inscritos, sendo 323.015 na RII e 52.945 na RIE.

Cidade , ,

Apartamentos do H4 chegam à fase final das obras

18 de maio, 2014

Unidades, construídas em parceria com cooperativas, começam a ser entregues em junho

As obras do Projeto H4, em Samambaia, estão em ritmo acelerado. O primeiro edifício, com 54 apartamentos, será entregue em junho às famílias com renda acima de R$ 3,2 mil que já foram habilitadas. O empreendimento do Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem custará aproximadamente R$ 200 milhões.

Ao todo, o projeto tem 18 prédios, com mais de mil unidades. São seis edifícios com 54 apartamentos, nove com 56 moradias e três com 60 residências. As habitações têm dois quartos, sala, cozinha e banheiro, que variam entre 44m² e 48m². Cada unidade custará ao morador cerca de R$ 120 mil, valor inferior ao preço de mercado, em torno de R$ 200 mil.

O Projeto H4 é uma parceria entre o GDF e 18 cooperativas habitacionais. Os prédios começaram a ser erguidos em 2011 e serão entregues com escritura definitiva, coleta de lixo e esgoto, água e luz.

A secretária de Habitação, Jane Diehl, ressaltou que o governo transformou a habitação em uma política prioritária e que a aliança com os movimentos sociais será fortalecida. “Cada vez mais os movimentos sociais serão protagonistas da execução da política habitacional dentro deste governo”, declarou.

O programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem já entregou cerca de 10 mil apartamentos. As obras dos empreendimentos do Jardins Mangueiral, no Parque do Riacho e no Paranoá Parque também continuam a todo vapor.

Cidade ,

Sedhab habilita 1,6 mil famílias

23 de abril, 2014

d408637d69c615aea70a0b763d54158c_XS

Lista com o nome dos habilitados foi divulgada nesta quarta-feira (23)

Um grupo de 1.686 famílias foi habilitado no programa “Minha Casa Minha Vida/Morar Bem”, conforme publicação do Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira (23). Com mais esse quantitativo, a Secretaria de Habitação atinge a marca de análise de dados comprobatórios do cadastro de 94,3 mil famílias de diversas regiões administrativas.

De acordo com a secretária de Habitação, Jane Diehl, esse procedimento representa um importante passo na conquista da casa própria. “É uma etapa avançada do programa. Após a habilitação, os dados dessas famílias serão encaminhados ao banco para a assinatura do contrato de financiamento”, complementou.

Da nova lista, 1.310 famílias são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 376 da Relação de Inscrições por Entidade (RIE), ou seja, com indicação de cooperativas.

Para participar do programa “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem” é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação. Ao todo 375.960 candidatos foram inscritos, sendo 323.015 na RII e 52.945 na RIE.

Cidade ,

Sedhab anuncia 1.024 habilitados à moradia própria

16 de abril, 2014

morar

Mais de 92 mil famílias já foram beneficiadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem

O GDF, por meio da Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) e da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), habilitou mais 1.024 famílias pelo Programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem. O anúncio foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta terça-feira (15).

Com a nova lista, já são 92,1 mil famílias que comprovaram os dados do cadastro e estão de acordo com a política habitacional do DF. Conforme a secretária de Habitação, Jane Diehl, trata-se de um importante passo na conquista da casa própria.

“É uma etapa avançada do programa. Após a habilitação, os dados dessas famílias serão encaminhados ao banco, para a assinatura do contrato de financiamento”, explicou Diehl.

Da nova relação, 780 famílias são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 244 da Relação de Inscrições por Entidade (RIE), com indicação de cooperativas. Desse montante, 238 morarão em prédios construídos por empresas, quatro em apartamentos erguidos por cooperativas habitacionais e dois foram indicados para o Projeto H4, em Samambaia.

Para participar do Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação — uma das ferramentas do Programa Morar Bem. Ao todo foram 375.960 candidatos inscritos, sendo 323.015 na RII e 52.945 na RIE.

Sem Categoria ,

Morar Bem convoca mais 13,6 mil famílias

4 de abril, 2014
Foto: Dênio Simões/GDF

Foto: Dênio Simões/GDF

Até agora, 202.588 pessoas foram chamadas para apresentar documentação e serem habilitadas a receber as moradias

Por Leandro Cipriano – Mais 13,6 mil famílias foram chamadas, nesta quinta-feira (3), pelo programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem para comprovarem seus dados a partir de 12 de maio, e então, serem habilitadas a adquirir as moradias. Até o momento, já foram convocadas 202.588 pessoas pelo programa habitacional.

“Com essa nova chamada, estamos caminhando de forma rápida para chegar ao número de 100 mil pessoas habilitadas a receber suas casas. Hoje, temos 91 mil que já superaram todas as etapas e estão esperando apenas a chave para entrar em seus apartamentos, na medida em que fiquem prontos”, declarou o governador Agnelo Queiroz.

Segundo o secretário de Habitação, Geraldo Magela, desde 2011 foram mais de 375 mil candidatos inscritos no programa: cerca de 323 mil na Relação de Inscrições Individuais (RII) e 53 mil na Relação de Inscrições por Entidade (RIE).

“Muitas pessoas inscritas não conseguem se habilitar porque precisam comprovar que todos os dados oferecidos por elas são verdadeiros, como não ter outro imóvel e possuir a renda mínima exigida. Se algum deles não for comprovado, a pessoa não se habilita”, explicou Magela.

CONVOCAÇÃO – Dos atuais convocados, 10 mil são da Relação de Inscrições Individuais, e 3.644, da Relação de Inscrições por Entidade, do Novo Cadastro da Habitação.

As famílias convocadas da RII devem comparecer à Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), no Setor Comercial Sul, Quadra 4, das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira, obedecendo ao seguinte cronograma:

Grupos

Ordem de Classificação

Prazo

1º grupo 110.001º  ao 113.355º de 12 a 16 de maio de 2014
2° grupo 113.356º  ao 116.710º de 19 a  23 de maio de 2014
3º grupo 116.711º  ao 120.064º de 26 a 30 de maio de 2014

 

 

Já os convocados da RIE devem comparecer ao Núcleo de Atendimento da Codhab, no Setor Comercial Sul, Quadra 6, das 8h às 16h, de segunda a sexta-feira, conforme o seguinte cronograma:

Grupos

Ordem de Classificação

Prazo

1º grupo De A a G de 12 a 16 de maio de 2014
2° grupo De H a O de 19 a 23 de maio de 2014
3º grupo De P a Z de 26 a 30 de maio de 2014

As famílias que tenham pessoas com deficiência deverão comparecer ao posto de atendimento avançado da Codhab, na Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania (Sejus), e no posto de atendimento da Estação 114 Sul do Metrô, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, seguindo os mesmos cronogramas acima.

O não comparecimento para apresentar e comprovar dados no prazo de 45 dias implicará a desistência voluntária da família convocada, com o cancelamento da habilitação. Isso tornará o respectivo cadastro inativo.

Se habilitada, a família poderá manifestar interesse por até três empreendimentos oferecidos pela Secretaria de Habitação, nas cidades do Gama, São Sebastião (Jardins Mangueiral), Sobradinho, Samambaia, Santa Maria, Recanto das Emas, Riacho Fundo II, Paranoá, Itapoã e Planaltina.

EDITAIS LANÇADOS - Foram lançadas mais de 93 mil unidades habitacionais nas cidades de Samambaia, São Sebastião, Gama, Santa Maria, Sobradinho, Recanto das Emas, Paranoá, Riacho Fundo II, Itapoã e Planaltina, além de Jardins Mangueiral.

No Riacho Fundo II, estão em construção 5.904 apartamentos no Residencial Parque do Riacho – empreendimento que beneficia famílias com renda mensal de até R$ 3,1 mil e o primeiro projeto habitacional do GDF em parceria com o Banco do Brasil. No local, já foram entregues 255 moradias.

No Paranoá, são 6.240 unidades habitacionais em construção no empreendimento Paranoá Parque, o primeiro no DF destinado a famílias da faixa 1, com renda de até R$ 1,6 mil, contratado junto à Caixa Econômica Federal. Nesse empreendimento, já foram entregues 209 moradias.

Estão em obras unidades habitacionais no Mangueiral, com 8 mil residências, das quais 5.926 entregues. Em Santa Maria, estão em construção 168 apartamentos, e em Samambaia, 900.

“Quando os projetos vão ficando prontos, vamos entregando. Nossa expectativa é que todo mês, até dezembro, continuemos entregando cada vez mais unidades habitacionais”, ressaltou Agnelo Queiroz.

Os demais editais estão em fase de contratação do financiamento, seleção de empresa ou em fase de aprovação de projetos. (Agência Brasília)

Cidade , , ,

Samambaia terá mais 384 moradias do Morar Bem

13 de março, 2014

Unidades habitacionais beneficiarão 1.267 pessoas

Quatro entidades foram escolhidas nesta quarta-feira (12) para construir 384 unidades habitacionais em Samambaia. Serão beneficiadas 1.267 pessoas habilitadas no programa “Minha Casa Minha Vida/Morar Bem”. A previsão da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do DF (Codhab) é que as obras comecem no prazo de três meses.

“Agora vai ter a aprovação do financiamento, dos projetos, do Corpo de Bombeiros, só depois as obras serão iniciadas. Cada apartamento terá dois quartos, cozinha, sala, área de serviço e cozinha”, explicou o diretor de Produção Habitacional da Codhab, Carlos Viana.

O Sindicato dos Professores em Estabelecimentos Particulares de Ensino, Associação Habitacional dos Empregados da Caesb, Cooperativa Habitacional dos Servidores e Empregados da Saúde e Cooperativa Habitacional dos Professores da Rede Pública de Ensino do DF ganharam a concorrência pública e agora serão responsáveis por organizar os empreendimentos, aprovar projetos e selecionar as construtoras. A relação das entidades foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF).

A primeira entidade será responsável por unidades na QS 608, conjunto C, lotes 1 e 2; a segunda na Q3 604, conjunto 6, lotes 1 e 2; a terceira na QR 612, conjunto 8, lotes 1 e 2; e a última na QR 614, conjunto 8, lotes 1 e 2.

Cidade , , ,

Mais 14 mil famílias são convocadas pelo Morar Bem

7 de fevereiro, 2014

Governo local ultrapassa marca de 174 mil pessoas chamadas para comprovar dados no programa habitacional

Mais 14 mil famílias foram convocadas pelo programa habitacional do GDF “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem” para apresentar a documentação, comprovar dados e formalizar os processos. Com a nova chamada, o número de candidatos chamados ultrapassa 174 mil, conforme anunciou o governador Agnelo Queiroz, no Palácio do Buriti.

“Outra boa notícia é que temos, até o momento, 84 mil famílias habilitadas pelo programa para receber a primeira moradia. Essas pessoas comprovaram os dados. Isso é uma conquista e resultado da mudança radical da política de habitação que tem êxitos extraordinários”, reforçou o chefe do Executivo local.

“Nós queremos chegar a 100 mil famílias habilitadas, por isso, fazemos chamamentos todos os meses para atingir a meta. As famílias habilitadas estão prontas para fazerem o contrato com o banco”, complementou o secretário de Habitação, Geraldo Magela.

Das famílias que constam nessa chamada, 12.291 são da Relação de Inscrições Individuais (RII) e 2.172 da Relação de Inscrição por Entidade (RIE). Os convocados devem, agora, comprovar os dados declarados no Novo Cadastro de Habitação e formalizar o processo na Secretaria de Habitação (Sedhab) e na Codhab. Confira aqui o cronograma.

O não comparecimento em até 45 dias, contatos após o fim do prazo informado no cronograma de cada grupo, implica a desistência voluntária do candidato convocado. Com o cancelamento da habilitação, o cadastro torna-se inativo.

EMPREENDIMENTOS - As casas e apartamentos entregues contam com rua asfaltada, água encanada, drenagem de águas pluviais, rede de esgoto sanitário, luz e escritura no nome do beneficiário.

“As pessoas, de todas as faixas econômicas, recebem imóveis com infraestrutura completa, licença ambiental, e todos os requisitos necessários para ter qualidade de vida. Essa é uma nova medida para que as famílias tenham dignidade, ao contrário do que ocorria antes, quando era entregue um local sem as mínimas condições para habitação”, avaliou Agnelo Queiroz.

“O programa também é acessível. Uma pessoa que ganha até R$ 1,6 mil por mês pagará até R$ 100 na prestação do imóvel”, complementou Magela.

O secretário de Habitação informou que os editais para a construção de 92.917 unidades habitacionais já foram lançados. Os novos empreendimentos ficarão em Samambaia, São Sebastião, Gama, Santa Maria, Sobradinho, Recanto das Emas, Paranoá, Riacho Fundo II, Itapoã, Planaltina e no Jardins Mangueiral.

Estão em construção 8 mil moradias no Jardins Mangueiral; dessas, 4.462 já foram entregues. Também estão em obras 5.904 no Riacho Fundo II, 168 em Santa Maria, 900 em Samambaia e 6.240 no Paranoá.

Os demais editais estão em fase de contratação do financiamento, seleção de empresa ou de aprovação de projetos.

MORAR BEM – O programa foi lançado em 2011 com objetivo de reduzir o déficit habitacional do DF. Para se cadastrar, os interessados devem atender aos critérios da Lei Distrital nº 3.877/2006, entre eles: residir no DF nos últimos cinco anos, não ser nem ter sido proprietário, promitente comprador ou cessionário de imóvel no DF, não ser usufrutuário de imóvel residencial no DF, e ter renda familiar de até 12 salários mínimos.

Confira no site do programa Morar Bem as listas de convocados pela relação RII e RIE.

Cidade

Mais de 77,8 mil são habilitados no Morar Bem

11 de dezembro, 2013

morar

Publicação de novos contemplados foi publicada nesta terça-feira (10) no Diário Oficial do DF

O programa “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem” habilitou mais 1.139 famílias para receber moradia no DF, segundo publicação desta terça-feira (10) do Diário Oficial do DF. Com a nova relação, já são 77.831 habilitados pelo programa.

“Essas famílias comprovaram dados e foram habilitadas a participar do programa de interesse social promovido pelo GDF”, explicou o secretário de Habitação, Geraldo Magela.

Das 1.139 famílias habilitadas, 891 são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 248 da Relação de Inscrição por Entidade (RIE), ou seja, indicadas por cooperativas. Desse montante, parte vai morar em prédios construídos por empresas, parte irá morar em empreendimentos erguidos por cooperativas habitacionais e uma minoria será contemplada com moradias no Jardins Mangueiral.

O próximo passo é enviar os dados dessas famílias ao agente financeiro (Banco do Brasil ou Caixa), com o objetivo de permitir a assinatura do contrato de financiamento com o banco.

Para participar do “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem” é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação — uma das ferramentas do programa “Morar Bem”. Ao todo, foram 375.960 candidatos inscritos, sendo 323.015 na RII e 52.945 na RIE.

Os nomes das pessoas habilitadas estão no site do programa: www.morarbem.df.gov.br.

Cidade , ,

Entenda os critérios de habilitação do “Morar Bem”

28 de novembro, 2013

Morar

Companhia de Desenvolvimento Habitacional explica como funciona pontuação no programa

Um dos fatores que mais dão credibilidade ao programa “Minha Casa, Minha Vida / Morar Bem” são os critérios nos quais o candidato deve se enquadrar para comprar a casa própria em condições diferenciadas. Esses critérios valem pontos que determinam a posição do candidato na lista do programa habitacional.

Para ser habilitada pelo programa, a pessoa tem que morar há pelo menos cinco anos no Distrito Federal e não ser e nem ter sido dono de qualquer imóvel no DF. Cada ano de residência no DF vale 4 mil pontos, mas isso não significa que quem mora aqui há 10 anos vá ficar, obrigatoriamente, na frente de quem mora há oito, por exemplo.

Isso porque outros critérios influem na pontuação, como o número de dependentes, o número de idosos ou deficientes na família e a renda familiar. Nesse último caso, a pontuação pode ir de zero (se a renda familiar for de 12 salários mínimos, teto para participar do “Minha Casa, Minha Vida / Morar Bem”) a 500 pontos (para quem não tem nenhuma fonte de renda).

Em dezembro, por exemplo, cerca de 900 habilitados serão chamados ao agente financeiro (Banco do Brasil ou Caixa Econômica Federal) para assinarem o contrato de financiamento da casa própria. São pessoas cuja renda familiar é de até R$ 1,6 mil e que escolheram morar no Paranoá Parque, um dos maiores empreendimentos do “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem”.

“A pessoa só é chamada ao agente financeiro quando a obra está 40% concluída”, explicou o diretor imobiliário da Companhia de Desenvolvimento Habitacional, da Codhab, Leandro Barbosa. Isso tranquiliza o candidato que acha que está demorando muito tempo para ser chamado ao banco.

Leandro Barbosa explicou também que sempre são chamados ao banco ou à construtora (caso de quem tem renda maior que R$ 1,6 mil) 30% a mais de candidatos. “É por que sempre há candidatos que não se enquadram nos critérios e são excluídos do programa”, completou o diretor da Codhab. Quem ficou nesse percentual a mais e acabou sobrando estará na frente quando outro grupo for chamado ao banco ou à construtora.

Sempre que há convocação do programa “Minha Casa, Minha Vida / Morar bem” cerca de 50% dos candidatos não conseguem a habilitação. “Geralmente porque a renda é superior ao limite de 12 salários mínimos, porque não comprovaram tempo de residência no DF ou porque possuem outro imóvel no DF”, esclareceu Leandro Barbosa.

Cidade ,

Segov recebe representantes da Vargem da Benção

17 de outubro, 2013

Objetivo é discutir permanência dos moradores na área, que será usada para a construção de mais de 20 mil moradias do “Morar Bem”

A Secretaria de Governo (Segov) recebeu, ontem, líderes do movimento que reivindica a permanência dos moradores no Núcleo Vargem da Benção, próximo ao Recanto das Emas.

A área é ocupada irregularmente e será utilizada pelo GDF para a construção de mais de 20 mil moradias, que beneficiarão famílias de baixa renda, dentro do programa “Morar Bem”.

As reivindicações serão avaliadas pelo GDF, que se compromete em respeitar os direitos dos atuais ocupantes, com a utilização de meios legais para a liberação da área. As demandas serão atendidas dentro das políticas habitacionais, sociais e de regularização fundiária.

Na próxima quarta-feira (23), haverá nova reunião para discutir o assunto com representantes da Terracap, das secretarias de Agricultura e Desenvolvimento Rural e de Habitação Regularização e Desenvolvimento Urbano.

Também participarão servidores da Agência de Fiscalização do Distrito Federal (AGEFIS); e órgãos da esfera federal, como Ministério Público, Polícia Federal e Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

Cidade

Quase 70 mil famílias estão habilitadas no Morar Bem

16 de outubro, 2013
Geraldo Magela

Geraldo Magela

Com nova lista de nomes publicada, que totaliza 1.099, número de candidatos aprovados no programa habitacional sobe para 69,4 mil

Mais 1.099 famílias do Distrito Federal foram habilitadas ontem para receber moradia pelo programa “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem”, de acordo com a publicação do Diário Oficial do DF, e com isso o número total de inscritos nesta etapa chega a 69,4 mil.

“Essas pessoas apresentaram a documentação solicitada pela Codhab e estão de acordo com a política habitacional do DF”, ressaltou o secretário de Habitação, Geraldo Magela.

Dos contemplados, 922 são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 177 da Relação de Inscrição por Entidade (RIE), ou seja, indicadas por cooperativas ou associações.

Agora, os documentos e dados dos habilitados serão enviados aos agentes financeiros (Banco do Brasil ou Caixa), responsáveis pelo prosseguimento à formalização de contrato de financiamento nos bancos.

A listagem completa, contendo o nome e o CPF do candidato habilitado está no site www.morarbem.df.gov.br.

Para participar do programa “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem” é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação — uma das ferramentas do Programa Morar Bem.

Cidade , ,

Morar Bem habilita mais 779 famílias

8 de outubro, 2013

Com nova lista de nomes publicada hoje, número de candidatos aprovados no programa habitacional passa de 68,3 mil

Mais 779 famílias do Distrito Federal foram habilitadas hoje para receber moradia pelo programa “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem”, conforme publicação do Diário Oficial do DF e, com isso, o número total de inscritos nesta etapa chega a 68,3 mil.

De acordo com a Secretaria de Habitação, entre os contemplados, 631 são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 148 da Relação de Inscrição por Entidade (RIE), ou seja, indicados por cooperativas ou associações.

Agora, os documentos e dados dos habilitados serão enviados aos agentes financeiros, responsáveis pelo prosseguimento à formalização de contrato de financiamento nos bancos.

A listagem completa, contendo o nome e o CPF do candidato habilitado está no site: www.morarbem.df.gov.br

Cidade

Morar Bem habilita mais 527 famílias

2 de outubro, 2013

morar

Com nova lista de nomes publicada hoje, número de candidatos habilitados pelo GDF atinge 67,5 mil

Mais 527 famílias do Distrito Federal foram habilitadas ontem para receber moradia pelo programa “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem”, conforme publicação do Diário Oficial do DF, e com isso, o número total de inscritos nesta etapa chega a 67,5 mil.

“O sonho de conquistar a moradia está mais próximo para essas famílias que já comprovaram dados e estão de acordo com a política habitacional do DF”, destacou o secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela.

Das famílias contempladas, de acordo a pasta, 435 são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 92 da Relação de Inscrição por Entidade (RIE), ou seja, indicadas por cooperativas.

Agora, os documentos e dados dos habilitados serão enviados aos agentes financeiros, responsáveis por dar prosseguimento à formalização de contrato de financiamento junto aos bancos.

Confira no site do Programa Morar Bem o nome das pessoas habilitadas: morarbem.df.gov.br.

PROGRAMA – O programa foi criado pelo Governo do Distrito Federal na atual gestão, em 2011, com o objetivo de minimizar o déficit habitacional em todo a capital do país.

Para participar do “Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem” é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação, que tem registrados 375.960 candidatos, sendo 323.015 na RII e 52.945 na RIE.

Além disso, é necessário atender requisitos: como residir no DF nos últimos cinco anos; não ser e nem ter sido proprietário ou cessionário de imóvel no DF; não ser usufrutuário de imóvel residencial no DF; e ter renda familiar de até 12 salários mínimos.

Cidade , ,

Quase 66 mil famílias estão habilitadas no Morar Bem

19 de setembro, 2013

A quantidade foi alcançada com a publicação ontem de mais 572 pessoas no Diário Oficial do DF

A quantidade foi alcançada com a publicação ontem de mais 572 pessoas no Diário Oficial do DF

A quantidade de habilitados pelo programa habitacional “Minha Casa Minha Vida/Morar Bem” chegou a 65.951 famílias, com a publicação da lista de 572 pessoas nesta quarta-feira no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) pela Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab).

“A política habitacional do DF está cada vez mais transparente e justa. Essas famílias comprovaram dados e foram habilitadas a participar do programa de interesse social promovido pelo GDF”, destacou o secretário de Habitação, Geraldo Magela.

Do total de famílias habilitadas hoje 488 são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 84 da Relação de Inscrição por Entidade (RIE).

A próxima etapa será o envio dos dados das famílias habilitadas para o agente financeiro para que possam dar prosseguimento à formalização de contrato de financiamento no banco.

Para participar do programa “Minha Casa Minha Vida/Morar Bem” é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação — uma das ferramentas do programa “Morar Bem”.

Ao todo foram 375.960 candidatos inscritos, sendo 323.015 na Relação de Inscrições Individuais e 52.945 na Relação de Inscrições por Entidade. A relação com os nomes também está disponível no site www.morarbem.df.gov.br.

Cidade ,

Morar bem habilita mais 2.080 famílias

11 de setembro, 2013

Habilitados estão aptos a fazer os financiamentos dos imóveis

Mais 2.080 famílias foram habilitadas hoje pelo programa “Minha Casa Minha Vida/Morar Bem”, 1.790 individualmente e 290 por cooperativas, todas consideradas aptas a fazer os financiamentos dos imóveis.

“O sonho de conquistar a moradia pelo programa está cada vez mais próximo para essas famílias habilitadas”, destacou o secretário de Habitação, Geraldo Magela.

Com o número divulgado, no total são 65.951 famílias habilitadas na capital do país.

A próxima etapa será o envio dos dados dos habilitados para que o agente financeiro dê prosseguimento à formalização do contrato de financiamento.

Para participar do programa “Minha Casa Minha Vida/Morar Bem” é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação — uma das ferramentas do programa “Morar Bem”.

Existem 375.960 candidatos inscritos: 323.015 na Relação de Inscrições Individuais (RII) e 52.945 na Relação de Inscrições por Entidade (RIE).

A relação com os nomes está disponível no site www.morarbem.df.gov.br

Cidade

DF premiado por destaque em programa habitacional

14 de maio, 2013

Morar

Sedhab e Codhab serão agraciadas em evento que começa amanhã (15), no Hotel Nacional, em Brasília

A Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano e a Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab) receberão o Prêmio Selo de Mérito 2013, no 60º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, que começa amanhã e vai até quinta-feira (17).

Os dois órgãos serão agraciados – no Hotel Nacional, em Brasília – na categoria Grande Impacto Regional, com o programa Morar Bem, lançado na atual gestão com o objetivo de minimizar o déficit de moradias no Distrito Federal.

As moradias entregues no DF são construídas em áreas com infraestrutura – rua asfaltada, água encanada, luz – e os beneficiados recebem a escritura do imóvel.

No total, 12 projetos serão premiados e a apresentação de cada um deles ocorrerá nesta quarta-feira (15), às 9.15, com Sessão Solene para entrega do Selo às 19.30.

Durante o evento, a Sedhab e a Codhab participarão com um estande que apresentará as principais ações e programas do governo, como o Morar Bem e o Regularizou, é seu!

60º Fórum de Habitação — O evento é promovido pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) e pelo Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano (FNSHDU).

O fórum reúne dirigentes e técnicos da área de Habitação e Desenvolvimento Urbano de estados e municípios, autoridades do governo federal e representantes de bancos financiadores na área de habitação de interesse social.

Cidade

Governador realiza megachamada do Morar Bem

7 de maio, 2013

 Gov Agnelo Queiroz fala sobre 4° mega convocação do Morar bem_07 05 13_Mary Leal (3)

A quantidade de convocados pelo programa habitacional do DF (Morar Bem) chegou a quase 110 mil hoje, com a chamada de mais 14.187 inscritos, conforme anunciou o governador Agnelo Queiroz.

“Essa quantidade de convocações demonstra a celeridade que estamos dando ao programa para entregar moradia às pessoas que não a receberam e precisam”, enfatizou o governador.

Segundo o chefe do Executivo local, as casas ou apartamentos serão entregues com escrituras em nome do beneficiário e em locais com infraestrutura, o que inclui ruas asfaltadas, água encanada e rede de energia elétrica.

Os contemplados serão informados por cartas enviadas para as residências ou, se preferirem, poderão consultar os nomes a partir de amanhã na publicação no Diário Oficial do Distrito Federal.

Caso o nome esteja na relação, é necessário comparecer ao Núcleo de Atendimento da Codhab, conforme o calendário, para comprovar os dados declarados no cadastro, entre eles, renda mensal de até R$ 8.136 reais; nunca ter tido imóvel no DF e ter residido no Distrito Federal nos últimos cinco anos. Na ocasião, também será feita a escolha da cidade que deseja habitar.

Com a legitimação dos dados, os documentos serão enviados às instituições financeiras conveniadas para análise de crédito e formalização do contrato do financiamento. Após aprovação, o GDF entregará às pessoas a sua primeira moradia no DF em um prazo previsto de 8 a 12 meses.

META – O objetivo do GDF é lançar, até 2014, 100 mil oportunidades habitacionais de interesse social à população. Até agora, o número chegou a 85 mil com o lançamento de editais para Samambaia, Gama, Santa Maria, Sobradinho, Recanto das Emas, Paranoá, Riacho Fundo II, Itapoã e Planaltina, além de Jardins Mangueiral e Riacho Fundo II 4ª Etapa.

As moradias no Setor Habitacional Jardins Mangueiral, com 8 mil residências e 3.612 entregues; no Riacho Fundo II (AMMVS), 5.133 unidades da quarta etapa e 5.904 no Riacho Parque; em Santa Maria, 168 moradias e; no Paranoá Parque, 6.240 estão em obras.

BALANÇO - Desde o início do programa, em 2011, mais de 94,713 mil inscritos haviam sido convocados e, agora, esse número sobe para 108,9 mil. Dos chamados anteriormente, 36.575 mil estão aprovados e receberão os imóveis.

Entre os candidatos de hoje, 10 mil são da Relação de Inscrição Individual. O grupo de pessoas com deficiência foi o segundo mais beneficiado e representa 8,89% da lista ou 889 inscritos. Em seguida, estão os idosos, com 4,66% ou 466 candidatos; e, depois, estão as famílias.

Os outros 4.187 são oriundos da Relação de Inscrição por Entidade, ou seja, daqueles que estão vinculados a alguma associação ou cooperativa. Desse total, 3,39% ou 142 são pessoas com deficiência e 0,33 são pessoas idosas.

Cidade , ,

Divulgada lista com 2 mil para receber moradia

30 de abril, 2013

Os contratos de financiamento serão formalizados após análise da documentação

Mais uma relação com 2.091 aprovados para adquirir sua primeira casa própria, por meio do programa Morar Bem, do GDF, foi publicada hoje no Diário Oficial do Distrito Federal.

A documentação dos selecionados seguirá para análise dos bancos de Brasília (BRB), do Brasil (BB), Caixa Econômica Federal (CEF) ou para os demais agentes financeiros do programa. Caso seja aprovada, os contratos de financiamento serão formalizados para assinatura.

Morar Bem – O programa foi criado em 2011 pelo GDF com o objetivo de minimizar o déficit habitacional em todo o Distrito Federal.

Para se candidatar a um dos imóveis, é preciso residir no DF nos últimos cinco anos; possuir renda familiar de até 12 salários mínimos; e não ter sido proprietário, cessionário ou usufrutuário de imóvel residencial no DF. Mais informações na Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), por meio do site.

Cidade , ,

Programa Morar Bem ganha prêmio

18 de abril, 2013

Projeto desenvolvido pelo GDF foi vencedor na categoria Grande Impacto Regional e receberá Selo de Mérito 2013

O programa Morar Bem, criado pelo governador Agnelo Queiroz, receberá o Selo de Mérito 2013 na categoria Grande Impacto Regional. A premiação será entregue pelo Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, que congrega os gestores de política habitacional e urbana do país.

O Morar Bem competiu com empresas de desenvolvimento habitacional de vários estados. “Isso é motivo de comemoração para o GDF, pois reafirma o esforço do governador em desenvolver programas que superarão o problema do déficit de moradia das famílias socialmente mais vulneráveis”, afirmou o secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano do DF, Rafael Oliveira.

A expectativa é que o prêmio seja entregue de 15 a 17 de maio no evento que comemorará o 60º Fórum Nacional de Habitação de Interesse Social, no Hotel Nacional, em Brasília. Na cerimônia, o GDF, por meio da Secretaria de Habitação, contará com um estande que apresentará as principais ações e programas do governo, como Morar Bem e Regularizou, é seu!

O evento é promovido pela Associação Brasileira de Cohabs e Agentes Públicos de Habitação (ABC) e pelo Fórum Nacional de Secretários de Habitação e Desenvolvimento Urbano (FNSHDU).

Morar Bem – O programa foi lançado pelo GDF na atual gestão, em 2011, com o objetivo de minimizar o déficit de moradias. Para garantir a lisura do processo de aquisição dos imóveis, o governo Agnelo Queiroz criou regras claras para a lista da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), que sofria denncias de irregularidades.

“O prêmio reconhece o ineditismo da política habitacional do DF, que além de ter remodelado e criado novos mecanismos para atender a população de menor renda, também gerará um impacto significativo com as 100 mil unidades habitacionais que o GDF vai contratar até o ano que vem”, ressaltou o secretário de Habitação do DF.

Cidade ,