Posts Tagged ‘Jovem Candango’

Cerca de 500 adolescentes do programa Jovem Candango recebem a Carteira de Trabalho para atuar como menores aprendizes nos órgãos do GDF. Após a cerimônia de acolhimento, eles conheceram a arena brasiliense

“Tenho certeza que minha vida vai melhorar e muito com essa nova experiência. Terei mais chances de me qualificar profissionalmente, além de ter uma qualidade de vida melhor”. Foi o que disse a estudante Jéssica Maria, 16 anos, uma das selecionadas do Jovem Candango, programa da Secretaria de Administração Pública, ao receber a sua Carteira de Trabalho, na manhã de sexta-feira (12/9), no estádio Mané Garrincha.

Ela e outros 500 jovens com idade entre 14 e 18 anos terão a chance de ingressar em seu primeiro emprego, obtendo experiência profissional e conhecendo um pouco mais sobre o mercado de trabalho. Em ato simbólico, os aprendizes assinaram contrato e receberam suas carteiras de Trabalho. No fim do evento, conheceram a arena do alto, com uma vista privilegiada.

Oportunidade – Jéssica Maria ficou emocionada ao entrar, pela primeira vez, no Estádio Nacional de Brasília. “Não tenho palavras para descrever a emoção de poder participar de um programa que oferece oportunidade para os jovens, além de estar encantada com esse estádio maravilhoso”, disse. A jovem estava acompanhada do pai, Roberto Vicente, 42 anos, que considera importante a iniciativa do Governo do Distrito Federal de ter políticas públicas voltadas para jovens que querem ingressar no mercado de trabalho.

O estudante Túlio Valente de Assis, 18 anos, também demonstrou sua satisfação em ser um dos contemplados do programa Jovem Candango, e exibiu, com orgulho, sua primeira Carteira de Trabalho. Morador de Ceilândia, ele conta que, ao ingressar no projeto, terá maior chance de se profissionalizar e, futuramente entrar em uma faculdade. “Sabemos que é muito difícil o jovem ter sua primeira experiência profissional. E muitos optam em entrar no mundo do crime por não terem oportunidades. Sou um privilegiado em ter essa chance”, disse empolgado.

Arena multiuso – O secretário de Turismo e Projetos Especiais, Claudio Monteiro, afirmou que o programa Jovem Candango é uma importante iniciativa. “Percebemos a alegria desses meninos e meninas ao receberem suas carteiras de Trabalho. E ainda viram de perto esse estádio que recebeu, com sucesso, sete partidas da Copa do Mundo”, ressaltou o secretário, lembrando que o evento reforça o caráter multiuso e a agenda social da arena brasiliense.

O secretário de Administração Pública, Wilmar Lacerda, enfatizou que o programa já atendeu mais de 2,9 mil jovens até este mês. E que até o final do ano serão selecionados mais mil novos jovens. “Esta oportunidade permite que eles possam ingressar em seu primeiro emprego, abrindo as portas do mercado de trabalho, mesmo para os mais novos, 14 anos, permitindo que conquistem uma vaga de emprego como aprendizes”, explicou Wilmar.

Programa – O Jovem Candango oferece a oportunidade do primeiro emprego para meninos e meninas de 14 a 18 anos que cursam o Ensino Fundamental ou Ensino Médio na rede pública do DF e preenchem critérios sociais. Eles atuarão como menores aprendizes em órgãos do DF, com jornada de 4 horas diárias, no turno contrário ao do período escolar. Os jovens recebem uma contrapartida de R$ 482 e benefícios como Carteira de Trabalho assinada, auxílio-alimentação, auxílio-transporte e 13ª salário.

Serviço:

Programa Jovem Candango

Quem estiver interessado em participar da próxima turma do programa deve acessar o site www.seap.df.gov.br e clicar na Aba Jovem Candango. Mais informações pelos telefones: 3961-1768 ou 3966-6188.

Primeira unidade da Federação a executar projeto nesse formato, DF terá 5 mil vagas para menores aprendizes até o fim deste ano. Foto: Roberto Barroso

Primeira unidade da Federação a executar projeto nesse formato, DF terá 5 mil vagas para menores aprendizes até o fim deste ano. Foto: Roberto Barroso

Com previsão de investimentos na ordem de R$ 13 milhões, o governador Agnelo Queiroz lançou o programa Jovem Candango, que facilitará o acesso de estudantes, de 16 a 18 anos, ao mercado de trabalho.

“Temos cerca de 90 mil jovens entre 16 e 17 anos no DF e somente 18 mil têm ocupação. Seremos a primeira unidade da Federação a abrir as portas da administração pública direta e indireta para os jovens terem qualificação”, destacou o governador.

A iniciativa busca atender jovens carentes ou em situação de extrema pobreza, egressos do sistema socioeducativo e pessoas resgatadas do trabalho infantil. Todos os direitos trabalhistas, como a cobertura do sistema previdenciário, férias, 13º salário e FGTS, serão assegurados aos participantes.

A expectativa do governo é que sejam criadas 5 mil postos de trabalho para os jovens, nesta modalidade, até o final deste ano. Para atender esta demanda, as vagas deverão ser criadas nas empresas públicas e órgãos da Administração Direta do GDF.

Segundo o governador, os jovens beneficiados deverão iniciar os trabalhos no segundo semestre deste ano e o expediente será cumprido em horário contrário ao turno da escola. “Precisamos ter políticas públicas que possam ocupar essa juventude com algo saudável e queremos expandir a oferta para o próximo ano”, reforçou o chefe do Executivo.

EM PRÁTICA - Empresas do GDF como a Novacap, Terracap, CEB, Caesb, Emater e BRB empregam atualmente 698 jovens. Com o lançamento do Jovem Candango, eles passam a fazer parte de uma política de governo mais ampla de incentivo ao primeiro emprego.

Aprendiz desde o início deste ano, Lucas Fernandes, 16 anos, presta serviços de auxiliar administrativo na Novacap e comemora a criação do programa. “Essa medida não beneficia somente a mim, mas uma infinidade de jovens que não têm ocupação. Acredito que isso melhora a percepção da juventude, dá mais oportunidades e melhora a vida de toda a família”, conclui Fernandes.

A contratação de aprendizes está de acordo com a Lei Federal 10.097/2000. O governador planeja, com essa iniciativa voltada ao preenchimento de vagas na Administração Pública, que o exemplo seja seguido pela iniciativa privada. (Fábio Magalhães, da Agência Brasília)