Posts Tagged ‘Gama’

Atendimento será realizado de forma improvisada no corredor do Hospital do Gama e população fica sem especialidades e vulnerável à contaminações

Em funcionamento desde 2007 por meio de um convênio entre a Faculdades Integradas da União Educacional do Planalto Central (Faciplac) e o Governo do Distrito Federal (GDF),  a Policlínica II, do Gama, fechará suas portas a partir de amanhã, 1º de novembro de 2014, por uma decisão da Secretaria de Saúde do DF. E pior: os mais de 20 mil atendimentos realizados pela Policlínica serão feitos de forma provisória, no corredor do Hospital Regional do Gama, também por determinação do governo.

A circular, emitida pela Secretaria de Saúde do DF para os servidores da Policlínica do Gama diz que o espaço onde hoje funciona a unidade de saúde será entregue de volta à Faciplac. Em outubro de 2013, a presidente da Comissão de Saúde da Câmara Legislativa do DF, deputada Liliane Roriz, visitou a unidade e alertou o GDF sobre a importância do atendimento realizado pela Policlínica do Gama para a população. Naquela ocasião, os responsáveis pela unidade de saúde já temiam pelo fechamento da Policlínica, já que o governo havia retirado os pediatras do local para cobrir a carência de profissionais em hospitais da rede pública.

Um ano depois, o medo da população do DF e Entorno, que eram atendidas na Policlínica do Gama se concretiza e a unidade será fechada. Com um agravante: os atendimentos serão realizados no meio do corredor no Hospital do Gama, que também é carente de profissionais e recursos para atender a demanda.

A Policlínica do Gama foi construída pela Faciplac, que atualmente financia também obras no hospital (ala de residência médica). A instituição mantém convênio com o GDF para que os estudantes frequentem o Hospital Geral do Gama, uma policlínica e cerca de 20 centros de atenção básica. Os alunos acompanham também as atividades do programa Saúde da Família, em um povoado agrícola do Distrito Federal.

A população que depende da Policlínica tem acesso gratuito a várias especialidades médicas como ortopedia, dermatologia, neuropediatria, audiometria, otorrinolaringologista entre outras, além da unidade ser equipada com aparelhos hospitalares importantes com Raio X, cabine de audiometria, imitanciometria e ecografia.

Todos os equipamentos médicos estão sendo levados para dois corredores 7 e 8 do Hospital do Gama de forma improvisada. O local não possui estrutura adequada, a fiação está exposta, os azulejos quebrados e os banheiros não estão adequados para uso. Além disso, o paciente estará exposto a todo tipo de contaminação ao ser atendido no meio de um corredor.

Segundo o documento emitido pela Secretaria de Saúde, os serviços prestados pela a Policlínica II do Gama devem ser realizados em caráter temporário, até que a secretaria defina um novo espaço para a ocupação da Policlínica – promessa feita pelo ex-secretário Rafael Barbosa desde o ano passado.

 

Quem aceita sair dessa condição é encaminhado para uma casa de apoio, dentro do projeto Cidade Acolhedora

A Administração Regional do Gama, em parceria com a Polícia Militar, promoveu uma ação na tentativa de resgatar a cidadania de pessoas em situação de rua, no Parque Urbano do Setor Norte do Gama. No local, foram encontradas várias garrafas de cachaça, entulhos, alimentos estragados e cachorros. Agora, cabe ao Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) dar continuidade ao serviço.

“Nossa missão aqui é tentar resgatar essas pessoas. Nós oferecemos cursos, abrigo e orientações para que eles saiam dessa situação de vulnerabilidade social”, disse o assistente social Elso Alquimin, da Gerência de Serviço Social da administração regional. O objetivo é reintegrar as pessoas na sociedade. Contudo, segundo ele, é necessário um projeto maior. “Muitos são viciados e preferem continuar morando na rua”, explicou.

OUTRAS INTERVENÇÕES – A primeira intervenção no local ocorreu em 14 de julho deste ano, após reclamações dos feirantes do Shopping Popular, que alegavam sofrer constantes furtos.

Na ocasião, foram encontrados alimentos sobre uma caixa de esgoto, ferro-velho e colchões, entre outros objetos. No dia 11 de agosto, a Administração do Gama esteve pela segunda vez no lugar. As pessoas foram aconselhadas e encaminhadas para a Casa de Apoio Santo André. No entanto, alguns retornaram às ruas.

CIDADE ACOLHEDORA – A Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest) pretende pregar o conceito de Cidade Acolhedora para difundi-lo com base na ampliação do Serviço de Abordagem Social. No Gama, o serviço é feito pela Casa de Apoio Santo André, em convênio com o GDF, e garante apoio, orientação e acompanhamento a famílias e indivíduos em situação de rua em todo o DF.

Agnelo gama

Governo está trabalhando para iniciar processo de legalização e garantir segurança jurídica à população

Os moradores do Engenho das Lages, no Gama, serão beneficiados com a política de regularização promovida pelo atual governo. O candidato à reeleição pela Coligação Respeito por Brasília, Agnelo Queiroz, anunciou neste domingo (21), que está em andamento o processo para legalizar a região e reforçou que a medida trará mais tranquilidade e segurança para a população.

“Nossa grande meta é regularizar a região para garantir as escrituras aos moradores do Engenho da Lages. Isso vai dar segurança jurídica e estabilidade para a comunidade. Vamos fazer aqui o que já estamos fazendo em todo o DF. Os moradores precisam receber os documentos para saberem que são donos dos lotes e possam repassar para os filhos”, assegurou Agnelo Queiroz durante visita à região.

O presidente da Associação de Produtores Rurais e Moradores do Engenho das Lajes, Davi Lobato, 37 anos, comemorou a notícia. Segundo ele, Agnelo tem atendido as demandas da população. “Esse foi um governo revolucionário. Transformou o DF e está melhorando o Engenho das Lages. A nossa região agora oferece ensino médio aos jovens, a DF 290 foi reformada e agora teremos as nossas escrituras. Isso é um anseio da nossa comunidade e só o Agnelo se comprometeu em nos ajudar”, agradeceu.

Moradora do Engenho há 18 anos, a lavadora Maria de Jesus, 66 anos, aprova as realizações promovidas e quer Agnelo novamente no Palácio do Buriti. “Ele foi muito bom para nós, pois realizou obras importantes. Vou votar nele para que continuem as melhorias”, elogiou.

Na ocasião, Agnelo também se comprometeu em construir uma creche na região e implantar nas escolas o sistema de ensino integral.

ONDA VERMELHA - Durante a manhã deste domingo (21), Agnelo Queiroz realizou uma série de atividades no Gama. A primeira delas foi uma caminhada com a população na área central da cidade. Na ocasião, o candidato à reeleição falou sobre a importância de continuar o projeto iniciado neste mandado.

“Nós fizemos mais em todas as áreas que qualquer outro governo e não podemos interromper essas transformações. Ninguém resolve tudo em três anos e meio, mas fizemos 5.300 obras, avançamos na rede de urgência e emergência, na atenção primária. Construímos o Hospital da Criança, as Clínicas da Família, além de ter colocado nas ruas a Carreta da Mulher e da Visão. Mas precisamos fazer mais. Vamos entregar 14 Unidades de Pronto-Atendimento, uma delas no Gama para organizar o sistema de saúde”, afirmou o atual governador.

Além disso, Agnelo anunciou que a cidade também vai ganhar um novo hospital. “A unidade que existe já não é mais suficiente para atender a demanda. O Gama precisa de um hospital moderno com 500 leitos novos, porque recebe também pacientes das regiões ao redor da cidade”, avaliou.

Após a caminhada, Agnelo participou do café da manhã com os moradores do Engenho das Lajes. Em seguida, compareceu a encontro com movimentos sociais do Gama. Durante discurso, reforçou que tem lutado para assegurar melhores condições a toda a população.

“Não tem obra melhor do que cuidar das pessoas, da vida e da família. Trabalhamos para diminuir a desigualdade e demos atenção a todas as faixas etárias. Desde as crianças, com as creches, até aos idosos. Desenvolvemos políticas para as mulheres, fizemos o programa ‘Cidade Acolhedora’ para a população de rua, atuamos para dar suporte às pessoas com dependência química e promovemos a inclusão social por meio do trabalho com a Fábrica Social”, recordou o candidato.

Para a presidente da Associação Viva a Vida, Socorro Rocha, 67 anos, este foi o melhor governo. “A cidade melhorou muita coisa e quero que continue. O Agnelo dialogou com as entidades sociais e isso beneficia toda a população”.

A servidora pública Lurdes Galvão, 53 anos, reforça a importância de Agnelo continuar no próximo mandato para promover ainda mais mudanças. “Eu não quero retrocesso. O Agnelo transformou o DF, temos ônibus novos e ganhamos também o Expresso DF Sul. Ele cuidou de Brasília, construiu mais creches, Hospital da Criança e isso não pode parar”, afirmou.

Arruda baile terceira idade

Candidato comparece ao tradicional evento no Gama e depois se reúne com produtores rurais

Muito antes de José Roberto Arruda ser governador, ele já freqüentava o Forró da Terceira Idade do Gama. Por isso, na visita que fez na tarde desta sexta-feira, 7, ele foi recebido com imenso carinho pelos idosos, que trouxeram fotografias, cartas e memórias.

Raimundoca do Arruda, como é conhecida a bela e alegre senhora que guarda a idade como segredo a sete chaves, saudou o candidato logo na chegada: “O povo do Gama está gamado por Arruda, aqui nós temos sangue verde”.

Rosária Quaresma e Jafé Pereira, casados há 25 anos, conhecem Arruda desde quando ele era secretário de Obras. “Trouxe esta fotografia para te mostrar, meu governador. Aqui nós te amamos e o Gama sempre foi seu”, disparou Rosária, num abraço apertado com Arruda.

Outra senhora, Arlete Maria Lopes, conta que foi vizinha de Arruda na Octogonal. “Ele (Arruda) morava na 5, e eu morava na 4. Nós votávamos na Escola 8 da Octogonal, isso já tem muitos anos.”

De lá, Arruda andou em várias casas do Gama, conversando com amigos e terminou a tarde no comércio do Setor Norte. Já no início da noite, participou de reunião na área rural Casa Grande. “Meu governo vai cuidar de vocês e dos tantos outros produtores rurais do DF, que acho que chegam a 19 mil, é uma prioridade. É um pedido pessoal do meu maior apoiador, Joaquim Roriz”, disse o candidato.

 Arruda gama

Arruda e empresários ajustam medidas para acelerar Pró-DF e facilitar logística na cidade

Tudo o que os quinhentos empresários instalados no Setor Industrial do Gama queriam era agilidade do Governo do Distrito Federal. Para tirá-los do que hoje é uma zona habitacional mista, com os constrangimentos naturais de funcionarem vizinhos a residências, e levá-los para os lotes do Pró-DF, não muito distante dali. Mas os processos se arrastam há quatro anos.

Duzentos desses empresários e o candidato ao GDF, José Roberto Arruda, encontraram-se na tarde da terça-feira, 22, e esboçaram um plano de ação para atender a demanda rapidamente, depois de vencida a eleição de outubro e iniciado o próximo governo. “Vou viabilizar o Pró-DF e duplicar a rodovia até lá. Mas não só isso, vou construir a rodoviária nova, começar o metrô do Gama e Santa Maria e reconstruir o hospital”, listou Arruda.

“Os empresários querem um compromisso do governo com a cidade. Eu que trabalho pelo Gama, não vi um tijolo sequer colocado pelo atual governador aqui, sequer fomos recebidos”, frisou Sinésio Pereira Franco, 57 anos, presidente da Associação Empresarial do Setor de Indústrias do Gama. “Voto em Arruda porque gosto do Gama. Além do mais, ele já deu provas de que no governo dele as coisas andam rápidas, é um governo eficiente, ágil, não é lento e ausente como esse que está aí.”

Em meio ao entendimento, outros empresários levantaram antigas reivindicações. “As necessidades daqui ficaram paradas por quatro anos. Os alvarás de funcionamento não estão sendo emitidos, não tem como funcionar um setor de indústria no centro da cidade. Queremos um acesso que realmente beneficie a entrada e saída do Gama porque as obras que foram feitas não atendem a nossa realidade. Queremos uma gestão eficiente”, discursou um dos presentes, que por medo de perseguição do atual governo preferiu não se identificar.

Para Arruda, a atual gestão é o pior governo da história de Brasília. “Me tiraram do governo com o golpe, mas não se prepararam para governar. Nem o projeto do VLT, que eu fiz, conseguiram executar.”

Sócios da construtora Atlanta são responsabilizados por serviços extra e não executados, aumento arbitrário dos preços, mudança substancial dos produtos e uso de material com baixa qualidade

O Ministério Público Federal no DF (MPF/DF) pediu à Justiça a condenação de três pessoas acusadas de superfaturamento e alteração de mercadorias nas obras de construção, reforma e ampliação do Complexo Esportivo do Gama, em 2007. Cálculo realizado por peritos criminais revela que o prejuízo aos cofres públicos atingiu, no mínimo, R$ 2,5 milhões.

Os desvios aconteceram durante a execução de contrato firmado entre a Companhia Urbanizadora da Nova Capital do Brasil (Novacap) e a construtora Atlanta. Financiado em sua maior parte pelo Ministério do Esporte, o projeto previa a demolição do ginásio existente e a construção de um espaço de múltiplo uso e também de um complexo aquático na região administrativa. O custo inicial foi estimado em R$ 6 milhões.

Concluída a obra, auditoria da Controladoria-Geral da União e apurações da Polícia Federal e do MPF apontaram inúmeras irregularidades. Entre as falhas estão pagamento de serviços extra e não executados; aumento arbitrário dos preços; alteração da substância, qualidade e quantidade da mercadoria fornecida tornando-a mais onerosa injustamente; e utilização de material com qualidade inferior à pactuada.

As investigações demonstraram, ainda, manobras contratuais que permitiram aos denunciados enriquecer em mais de R$ 206 mil, pagos indevidamente pelo Estado. O desvio se deu por meio de um aditivo destinado à execução de serviços complementares, como instalação de barras de apoio, fórmica nas portas dos boxes e instalação de corrimão na rampa de acesso do estádio.

Laudo técnico da Polícia Federal demonstrou que, mesmo com a supressão de alguns itens do projeto, não houve economia aos cofres públicos, já que os preços unitários dos materiais foi fixado em valores muito inferiores aos originais. “O valor que deveria ser efetivamente abatido em benefício do Estado não chegou nem perto de alcançar o valor do contrato original. (…) Tal expediente fez com que a Atlanta recebesse o pagamento pelo fornecimento de materiais que, em verdade, não forneceu”, esclarece na denúncia o procurador da República Bruno Calabrich.

Em outro trecho da peça judicial, o Ministério Público questiona falhas no complexo aquático e sua consequente inatividade. Além disso, a prestação precária dos serviços, acrescenta Calabrich, obrigou a Secretaria de Esporte a realizar contratos de manutenção e reparos que seriam desnecessários caso o trabalho tivesse sido realizado adequadamente pela empresa Atlanta. O tanque de saltos ornamentais, por exemplo, entregue em fevereiro de 2011 e que sequer chegou a funcionar, demandou ajustes no valor de R$ 313 mil.

São acusados pelas práticas ilícitas Antônio Carlos Porto Almeida, Agenor Santana Reis Júnior e Ferola Torquato da Silva, sócios e administradores da construtora. “Todos os denunciados atuavam efetiva e diretamente na gestão da empresa, inclusive no que tange ao acompanhamento dos procedimentos licitatórios, definição de preços e execução das obras”, destaca o MPF.

Se condenados, eles podem pegar de três a seis anos de prisão, além de multa. A ação também pede o ressarcimento do prejuízo em valores atualizados na data da sentença. O caso será apreciado pela 10ª Vara Federal do DF.

 IMG_8472

O deputado distrital Wasny de Roure (PT) esteve nesta quarta-feira (26) pela manhã, na Procuradoria Geral do Distrito Federal, juntamente com lideranças comunitárias do Gama, em busca de informações sobre o processo de regularização do assentamento do Setor Habitacional Ponte de Terra.

“Estamos construíndo um diálogo maduro com todos os órgãos do GDF para ajudarmos nessa luta, que é de mais de 20 mil famílias”, destacou Wasny. Esta é a segunda reunião patrocinada pelo deputado Wasny junto à Procuradoria em busca de uma solução para o caso. A primeira foi no dia 27 de fevereiro, sendo que no dia 14, o deputado promoveu uma Audiência Pública, para debater o tema com a comunidade.

A boa notícia durante a reunião é que o projeto urbanístico concluído pela Terracap e encaminhado ao Grupar, está pronto, só restando algumas pendências ambientais. A Procuradoria esclareceu via Ofício, que solicitou informações a todos os órgãos governamentais envolvidos, para que no prazo de 15 dias, apresentem as informações atualizadas.

O subsecretário de Regularização da Sedhab, Chico Floresta, disse “que é inédito o andamento do processo de regularização do Setor Ponte de Terra. Equipara-se a Arniqueiras, que está bastante adiantado”. Logo que a Terracap apresente a solução sobre o projeto ambiental, será marcada uma audiência com a juíza do Ministério Publico Federal.

“Estamos caminhando. Temos o discernimento que é uma tarefa árdua lutar pela regularização, mas não podemos esmorecer, vamos continuar junto com os moradores até que uma solução seja encontrada”, comentou Wasny no encerramento da reunião.

Entenda o caso – A paralisação no processo de regularização do setor ocorreu depois da Ação Civil Pública, número 2008.34.00.027592-2, movida pelo Ministério Público Federal, que tramita na 13ª Vara Federal, da Seção Judiciária do Distrito Federal. Por força de Liminar esta Ação impede a implantação de qualquer infraestrutura básica no setor, sem prévia autorização daquele juízo.

Obra permitirá que condutores façam retorno sem que ônibus do Expresso DF precisem parar. Foto: Hmenon Oliveira / GDF

Obra permitirá que condutores façam retorno sem que ônibus do Expresso DF precisem parar. Foto: Hmenon Oliveira / GDF

Foi inaugurado, nesta terça-feira (14), o viaduto localizado em frente ao campus da Universidade de Brasília (UnB) no Gama. A obra faz parte do complexo viário do Expresso DF Sul e beneficiará, diariamente, mais de 65 mil pessoas que trafegam pela região.

“Essa entrega tem significado especial justamente porque é a maior obra de mobilidade do nosso país. Com esse viaduto em frente à UnB, estamos evitando os riscos para a nossa população, para os estudantes e professores. Essa é uma obra de altíssima qualidade e que mostra a marca do nosso governo”, frisou o governador Agnelo Queiroz, acompanhado do vice-governador, Tadeu Filippelli.

Ao todo, serão investidos R$ 533 milhões, com contrapartida do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Mobilidade. Nos últimos meses foram entregues à população as obras do viaduto do Caub I e do Balão do Periquito.

O viaduto da UnB, construído sobre a DF-480, permitirá que os condutores que entram no Gama ou que de lá saiam possam fazer retornos sem que esse procedimento force a parada dos ônibus que operarão na faixa exclusiva. Com isso, está garantida maior agilidade no deslocamento até o Plano Piloto, que deverá durar cerca de 40 minutos quando o novo sistema de transporte estiver concluído.

“O BRT representa 42 Km de estradas contínuas e isso faz com que o projeto do BRT de Brasília seja diferente de qualquer outro no país. Nós escolhemos a melhor forma de fazê-lo, no jeito mais seguro, mais preciso e mais ético, e são essas coisas que vão mudar a estrutura do transporte do DF”, destacou o vice-governador, Tadeu Filippelli, durante a solenidade de inauguração.

Para os moradores, a entrega do viaduto, assim como todas as obras de mobilidade que estão acontecendo na cidade, representa uma nova era, sobretudo no campo da qualidade de vida. Morador do Gama há 41 anos, o aposentado Arquimédio da Cruz, 76 anos, afirma nunca ter visto tantos investimentos feitos de uma única vez na cidade.

“Essas obras vão melhorar em 100% a nossa vida, principalmente em relação ao sufoco tremendo que tínhamos antes no trânsito da cidade. Esse viaduto é uma bênção que o governador nos deu”, destacou Cruz.

A aposentada Dalvaci Felícia da Silva, 58 anos, também mora na cidade e comemorou a inauguração do novo viaduto. Ela, que há 32 anos se desloca diariamente do Gama ao Plano Piloto, garante que poupará tempo durante o trajeto rumo ao centro da capital.

“Essa obra representa a salvação da lavoura. Para mim, é uma atitude do GDF que merece nosso respeito e que vai melhorar muito a nossa cidade. Antes, gastava cerca de 1h20 para chegar ao Plano Piloto fora do horário de pico. Agora, mesmo em obras, gasto apenas 40 minutos. Já é possível ver as melhorias”, opinou Dalvaci.

De acordo com o governador, até o final de fevereiro a primeira etapa do Expresso DF Sul deverá ser concluída. O chefe do Executivo local lembrou, ainda, durante a solenidade, que neste ano também serão iniciadas as obras do Expresso DF Norte e Sudoeste. ( Fábio Magalhães, da Agência Brasília)

Governador Agnelo Queiroz visita às obras do Balão do Periquito, no Gama. Foto: Dênio Simões / GDF

Governador Agnelo Queiroz visita às obras do Balão do Periquito, no Gama. Foto: Dênio Simões / GDF

No local circulam média de 65 mil veículos diariamente

O trânsito no viaduto do Balão do Periquito, no Gama, foi liberado hoje (31) durante visita do governador Agnelo Queiroz às obras do complexo viário, previsto para ser entregue na primeira quinzena de novembro. A medida desafogará o trânsito no local, onde circulam em média 65 mil veículos diariamente.

As obras fazem parte do projeto de construção do Expresso DF Sul, que ligará o Gama e Santa Maria ao Plano Piloto, com previsão de entrega do primeiro trecho em dezembro deste ano e do segundo em fevereiro de 2014. O investimento é de R$533 milhões, com contrapartida de financiamento do PAC da Mobilidade.

“Hoje estamos liberando o trânsito no complexo de seis viadutos e, a partir de agora, vamos dar atenção às alças viárias, que estavam servindo de desvios. A melhora no fluxo de veículos será significativa com essa ação e beneficiará todos os cidadãos do DF”, afirmou o governador.

O vice-governador Tadeu Filippelli, que também acompanhou o ato, ressaltou que hoje o governo está apenas permitindo a circulação de veículos no local, mas que as obras continuam para que sejam realizados os acabamentos.

Expresso DF Sul – A expectativa é que aproximadamente 270 mil pessoas passem diariamente pelo BRT-Sul. Serão beneficiados moradores das áreas de maior densidade demográfica do DF, além da população dos municípios goianos do Entorno Sul.

A obra prevê a construção de 35km de corredores exclusivos para ônibus, 15 estações de integração, 15 passarelas para pedestres, melhoria da acessibilidade e da infraestrutura viária. (Kelly Ikuma, da Agência Brasília)

Governador anunciou, também, reforma na Feira Permanente e no Shopping Popular da cidade. Foto Dênio Simões

Governador anunciou, também, reforma na Feira Permanente e no Shopping Popular da cidade. Foto Dênio Simões

O GDF iniciou ontem a segunda etapa do programa “Asfalto Novo”, no Gama, e, durante o evento de inauguração das obras, o governador Agnelo Queiroz anunciou a reforma da Feira Permanente e do Shopping Popular da cidade.

“Estamos acostumados com a operação tapa-buraco. Aí vem a chuva e abre o buraco de novo. Agora, estamos mudando essa política, colocando asfalto de qualidade até a base do pavimento”, disse o governador, que também inaugurou a Sala do Empreendedor, na Administração Regional do Gama.

A cidade receberá investimento de R$ 20,4 milhões na pavimentação. As obras começam pela Avenida Contorno Oeste e serão estendidas para outras vias de grande fluxo, como as avenidas dos Pioneiros e José Maciel.

A reforma da feira prevê instalação de alambrados, reforma de banheiros e piso, troca da rede de esgoto, manutenção da rede de águas pluviais e restauração do sistema de iluminação elétrica individual e geral. A estimativa de gastos é de aproximadamente R$ 1,2 milhão.

“Essa feira permanente tem mais de 40 anos, já tentaram reformá-la e não deu certo. Com essa nova reforma, ela será modelo para a região”, comemorou o administrador do Gama, Adauto de Almeida.

Já o Shopping Popular terá os banheiros reformados e individualização da energia elétrica para cada permissionário. O investimento é de aproximadamente R$ 220 mil.

A Sala do Empreendedor, inaugurada ontem, funcionará na Administração Regional e oferecerá orientações sobre questões financeiras, qualificação profissional, microcrédito, abertura de conta, encaminhamento para o acesso à linha de crédito assistido, entre outros. O objetivo é regularizar, formalizar, licenciar, fomentar e capacitar o empreendedor local.

PROGRAMA “ASFALTO NOVO” – O DF receberá investimentos de aproximadamente R$ 737,2 milhões até o final de 2014 para revitalizar quase 6 mil km dos 11,7 mil km da malha do DF.

Lançado em junho, ele integra um dos “Projetos Estruturantes do DF” coordenados pela Casa Civil em parceria com a Secretaria de Obras e Novacap.

O objetivo é recuperar mais de 50% da malha viária do DF, com intervenções que variam de manutenção preventiva à reconstrução total, conforme as condições de cada trecho, além de reduzir gastos com operações tapa-buracos.

Um mapeamento indicou a condição dos pavimentos, classificados por tipo, severidade e extensão dos defeitos. (Beatriz Ferrari, da Agência Brasília)

Repasse da Caixa Econômica Federal será investido nas obras que ligarão Gama e Santa Maria ao Plano Piloto

As obras do Expresso DF – Eixo Sul sistema de transporte coletivo de passageiros que ligará Gama e Santa Maria ao Plano Piloto – receberam reforço de R$ 28 milhões da Caixa Econômica Federal.

“Fizemos a gestão junto à Caixa e ao governo federal para cumprir as exigências feitas para liberação do financiamento. Enquanto isso, asseguramos o andamento das obras com recursos do GDF”, destacou hoje o secretário-chefe da Casa Civil, Swedenberger Barbosa, coordenador do Programa de Aceleração do Crescimento no DF.

Os recursos para a conclusão do empreendimento que beneficiará 200 mil brasilienses são provenientes do PAC e essa foi a primeira parcela liberada.

As obras foram iniciadas em dezembro de 2011 e até abril de 2013 o governo local investiu R$ 160 milhões no transporte, cujo investimento total chegará a R$ 785 milhões.

O corredor exclusivo de ônibus reduzirá o tempo de viagem em 50 minutos e haverá terminais em Santa Maria e no Gama, 15 estações, 15 passarelas, além de anexos de terminais nas rodoviárias do Plano Piloto e do Gama.

Ocupantes dos becos acompanharam votação. Foto Carlos Gandra/CLDF

Os deputados distritais aprovaram no início da noite desta terça-feira (27) sete propostas encaminhadas à Câmara Legislativa pelo poder Executivo. Destaque para o Projeto de Lei Complementar nº 51/2012, que regulamenta os chamados becos do Gama, e para o PL nº 1166/2012, que reajusta em 5,39% o valor do Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU) para o exercício de 2013. O IPTU é reajustado de acordo com a variação acumulada do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Relator do projeto dos becos do Gama na Comissão de Assuntos Fundiários (CAF), o deputado Cláudio Abrantes (PPS) observou que a ocupação das áreas intersticiais residências do Gama se deu a pedido dos moradores e contou com autorização do governo por meio da Lei Complementar 29/1997. A justificativa da população era de que as áreas se tornavam depósitos de entulho e eram usadas para o tráfico e consumo de drogas. Os lotes foram destinados a policiais civis, militares e bombeiros. “A aprovação desse projeto vai trazer segurança jurídica a diversas famílias do Gama”, comentou Abrantes.

Já Wasny de Roure (PT) destacou a participação do Ministério Público do Distrito Federal, que acompanhou o processo de construção do projeto. “Seguimos as diretrizes da proposta que regularizou os becos em Ceilândia. É um enorme avanço”, ressaltou o distrital.

Outra proposta de destaque aprovada em plenário foi o PL nº 1273/2012, também do Executivo, que abre crédito suplementar à Lei Orçamentária Anual no valor de R$ 30 milhões. Deste montante, R$ 23 milhões serão destinados à publicidade institucional do GDF.

Vetos - Os deputados apreciaram ainda seis vetos do governador a projetos de parlamentares aprovados na Câmara Legislativa. Cinco vetos foram mantidos. Apenas o PL 499/2012, de autoria do deputado Prof. Israel Batista (PEN), teve parte de seu texto conservado. A proposta concede o direito de pessoas com mais de 40 anos realizarem, bienalmente e de maneira gratuita, um check-up geral na rede pública de Saúde do DF. O GDF havia vetado a explicitação dos exames no corpo da lei. O plenário, no entanto, garantiu a permanência dos seguintes testes: pressão arterial, colesterol, triglicérides, glicemia, PSA, papanicolau e mamografia. (Bruno Sodré – Coordenadoria de Comunicação Social)

Deputado Patrício

Dezenas de moradores do Gama participaram, nesse domingo (8), da 5ª Pedalada contra a Pedofilia. O deputado Patrício (PT) acompanhou a ação de conscientização que acontece pelo quinto ano consecutivo e é organizada pelo Movimento Brasília Contra a Pedofilia, que envolve governo, agentes públicos e toda a comunidade na divulgação de ações contra esse tipo de crime.

 

Estudos revelam que o DF é o 3º maior estado brasileiro em número de casos de pedofilia. “É preciso tirar Brasília dessa perversa estatística. A população precisa ser alertada para ajudar a contribuir na mudança deste quadro. Somente com a conscientização é que vamos reverter esses índices”, observou o deputado Patrício.

Com a experiência de 22 anos trabalhando como agente social, Beth Izidro, 58 anos, concorda com o deputado Patrício e reafirma que a conscientização é o primeiro passo para a mudança de paradigmas. “Trabalho no Centro de Referência em Assistência Social, o antigo CDS, e sei que depois de alertar a sociedade é preciso ter o segundo passo, que é o investimento das autoridades competentes em ações de combate à pedofilia”, afirmou.

A pedalada terminou com os festejos em comemoração às obras de revitalização do Espaço Cultural localizado no Cine Itapuã. A banda da Polícia Militar participou da festa e a Corporação recebeu os agradecimentos do deputado Patrício por ter garantido a segurança dos participantes durante o percurso da pedalada e durante a apresentação das atrações culturais no Cine Itapuã.

Durante seu pronunciamento, o deputado Patrício lembrou que a revitalização do local atende a uma antiga reivindicação da população do Gama. “Serão investidos R$ 2 milhões para a infraestrutura do espaço cultural que faz parte da história do Gama e é uma das poucas áreas de lazer da cidade. Para mim, esse é um momento de muita alegria, porque depois de uma pedalada como esta temos a incorporação do Cine Itapoã”, afirmou.

  

Foto: Roberto Barroso

No dia do aniversário do Gama, em meio a muita festa com direito a queima de fogos, o governador do Distrito Federal Agnelo Queiroz inaugurou o Pró-DF Gama, no início da tarde desta quarta-feira (12) com a entrega de alvarás do Setor de Múltiplas Atividades (Pró-DF Gama), em baixo de muita chuva. Acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz e do vice-governador Tadeu Filippelli, Agnelo Queiroz entregou simbolicamente algumas licenças de funcionamento assinadas na hora pelo administrador Regional do Gama, Adauto Rodrigues. A inauguração representa uma grande vitória aos empresários do Pró-DF Gama, que lutam pela regularização da área há quase 20 anos.

Uma conquista que contou com dedicação total do deputado Chico Vigilante, líder do Bloco PT/PRB, na Câmara Legislativa. Ele se comprometeu no mês de março deste ano, em reunião com o grupo, em ajuda-los junto ao governo a regularizar o Pró-DF. Foram seis meses, durante os quais, Vigilante conduziu o grupo no Governo em busca de resolver todas as pendências e exigência de documentação. Entre elas, o estudo arqueológico e a licença ambiental. Foram muitas reuniões e uma dedicação sem trégua.

São 16 hectares com lotes de 150m² a 1.200m² e atividades de diversos setores que garantirão a geração de 5 mil empregos diretos.

Muito emocionado, o presidente da Associação das Micro e Pequenas Empresas do Gama, Clemilson Frasão, agradeceu entusiasticamente ao governador e aos secretários, e dedicou especial agradecimento ao deputado Chico Vigilante. Durante seis meses, andei neste governo com o Chico, que me abriu todas as portas de Secretaria em Secretaria. Todos me receberam muito bem. O que faltava neste projeto aqui era vontade política”, disse. E completou: “A prova disso é que está sendo entregue hoje fora do período de eleição. Nós nunca vamos esquecer isto. Chico, você é o cara!”, afirmou o presidente da AMICRO –GAMA, Frasão.

Chico Vigilante relatou cada encontro com o grupo de empresários dede o primeiro, há seis meses, quando todos eram pura descrença. Segundo Vigilante, mesmo sem falar com o governador garantiu a regularização ao empresariado por confiar no governador e no vice, Tadeu Filippelli. Foram diversas reuniões com o secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), Jaques Penna, com o presidente da Terracap, Marcelo Piancastelli e o Secretario de Meio Ambiente, Eduardo Brandão e a equipe do Ibram.

“Isso aqui é uma luta de 20 anos, que ninguém mais acreditava ser possível regularizar. Eu disse ao governador que tinha assumido o prazo com os empresários e ele me disse: ‘Chico, toca pra frente. Mobiliza o governo que vamos resolver. E assim eu fiz, afirmou Vigilante. O deputado enfatizou também que a conquista é o resultado de uma verdadeira interação entre o Executivo e o Legislativo.

“Esses empresários que hoje comemoram essa vitória sofreram porque não quiseram pagar propina e por isso ficaram anos nesta luta, mas a situação deles é definitiva, diferente de Santa Maria e São Sebastião, onde a irregularidade imperou”, disse.

Agnelo Queiroz ressaltou que o “pé d’água” que caiu durante a inauguração representou uma benção de Deus para selar o evento. “Isto aqui hoje é uma vitória muito importante, um presente de aniversário para a população, no aniversário do Gama. Isto aqui representa o desenvolvimento da cidade”, disse. Ele confirmou uma história que o vice-governador relatou em sua fala, que durante a campanha, soltaram um boato de que o governo Agnelo e Filippelli não regularizaria a Área de Desenvolvimento Econômico (ADE –Gama). “Isto aqui hoje é o cumprimento de um compromisso de campanha”, afirmou o governador.

Agnelo Queiroz observou que, de posse dos alvarás nas mãos, os empresários vão poder construir nos lotes e ajudar a desenvolver a cidade por meio de geração de emprego e renda. E informou também que mais duas áreas serão regularizadas em breve, o Polo da BR 060 e o de Planaltina. “Nós vamos mudar a realidade de falta de emprego para os nossos jovens no DF e contamos com esses empresários que vão gerar renda e ajudar a desenvolver nossas cidades”, disse o governador e enfatizou: “Ninguém vai poder dizer que pagou por um lote a A ou B. Acabou essa história no DF”.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaques Penna, observou que assumiu a Secretaria com a tarefa de moralização, de concertar os desgovernos dos anos anteriores. “Foram mais de 500 decisões em consenso de cancelamento. Daqui pra frente, Faremos jus ao nome da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

153 empresários já estão com a licença na mão, sendo que nos próximos 30 dias, mais 80 poderão obter o alvará na Administração Regional e nos próximos 60, mais 80. “De cerca de 400 lotes, ainda neste ano, 300 já poderão construir e começar a gerar emprego e renda para o Gama, destacou Jacques Penna

Participaram do evento também o administrador do Gama, Adauto Rodrigues, o presidente da Terracap, Marcelo Piancastelli, o secretário de Obras, Oto Silvério, presidente da Novacap, Juvenal Batista, o deputado federal, Roberto Policarpo, deputado Patrício, presidente da CLDF, além de diversos empresários, lideranças comunitárias, presidentes de associações e moradores do Gama.

Nomes de destaque do esporte nacional estiveram ao lado do governador na inauguração do Parque Olímpico da cidade. Desfile cívico, inauguração de depósito do Detran e concessão de alvarás de construção do Setor de Múltiplas Atividades também fizeram parte da programação especial

Foto: Roberto Barroso

Com as malas prontas para representar o Brasil nos jogos Pan-Americanos de Guadalajara (México), o atleta Hugo Parisi foi o responsável por inaugurar a piscina do Parque Olímpico do Gama na manhã desta quarta-feira. O espaço foi entregue hoje à comunidade pelo governador Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz, e do vice-governador do DF, Tadeu Filippelli. Além do campeão de saltos ornamentais que levará a bandeira candanga ao Pan, os ex-atletas Pipoka e Carmem Maura também participaram da inauguração do Parque Olímpico. O espaço será administrado pelo técnico da seleção brasileira de saltos ornamentais, Ricardo Moreira. Atletas das equipes Olímpica e Juvenil brasileiras do esporte também fizeram suas demonstrações. Após o salto, Parisi recebeu do governador os votos de sucesso e boa viagem.

“É uma conquista para o Gama receber este Parque Olímpico. Os gestores daqui são especialistas, como Ricardo Moreira. Isso contribui para a entrada definitiva do DF nos circuitos esportivos do Brasil e internacionais, preparando atletas para os grandes eventos esportivos, como as Olimpíadas e a Universídade (Jogos Universitários)”, destacou o governador Agnelo Queiroz. Ele lembre que os ex-atletas Carmem Maura e Pipoka são responsáveis, respectivamente, pelos Centros Olímpicos de Ceilândia e de São Sebastião.

Hugo Parisi acredita que o país tem potencial para fazer bonito nas competições internacionais, mas precisa investir no esporte universitário. “O grande passo vai ser a vinda da Universíade para Brasília. O primeiro legado que ficará será nós termos condições para desenvolver um trabalho de excelência em todos os esportes”, destacou o atleta. Brasília oficializou no último dia 30 sua candidatura para sediar a Universíade 2017.

O Parque Olímpico oferecerá 1,7 mil vagas em nove modalidades, destinadas a crianças e adolescentes, de quatro a 17 anos. Eles poderão participar das aulas de natação, futebol, futebol de areia, futsal, basquete, handebol, vôlei, atletismo e psicomotricidade. Apenas moradores das cidades poderão concorrer às vagas, que serão distribuídas por sorteio. As matrículas começam amanhã.

O Gama foi também a quinta cidade a receber a Caravana Esportiva, projeto itinerante da Secretaria de Esporte que leva atividades de lazer e saúde para a população. Durante a caravana são realizados torneios esportivos, corrida de rua e brincadeiras para crianças. O projeto tem como objetivo criar um espaço aberto nas cidades do DF e permite a multiplicidade de práticas esportivas, formando a união entre esporte, lazer e cultura. Além disso, proporciona ações para o bem estar da população, tanto de crianças quanto de adultos. A caravana já passou por Sobradinho, Brazlândia, Planaltina e São Sebastião.

Desfile

Em homenagem ao Dia das Crianças e ao aniversário da cidade, alunos das escolas públicas do Gama participaram do Desfile Cívico. A proteção aos pequenos brasilienses é prioridade deste governo: tanto que o DF é a primeira unidade da Federação a contar com uma Secretaria de Estado da Criança. O responsável pela Pasta, secretrário Dioclécio Campos Junior, também prestigiou o desfile. Representantes de órgão do GDF, como a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros, o Departamento de Trânsito e o Serviço de Limpeza Urbana também participaram.

“É uma alegria enorme participar do aniversário dessa cidade que já tem vida própria e está vivendo um momento especial, o que nos orgulha muito”, declarou, animado, o governador Agnelo Queiroz. Ele se emocionou ao lembrar que foi no Gama onde começou sua carreira médica e que a cidade o acolheu também na carreira política.

Detran e ADE

O governador inaugurou ainda o depósito de veículos apreendidos do Gama, que ocupa uma área de 7.200 m², na Avenida Contorno, tem capacidade para 300 carros, 25 vagas para ônibus e caminhões e 50 para motos, e começa a funcionar já nesta quinta-feira (13). O posto de atendimento do Gama é o terceiro a receber um depósito do Detran, depois dos postos do Plano Piloto e Taguatinga. O atendimento ao público será realizado por nove servidores, de segunda a sexta-feira, entre 7h15 e 18h15.

Aproveitando as comemorações de aniversário, foi lançada também a Área de Desenvolvimento Econômico (ADE) Setor de Múltiplas Atividades (SMA) do Gama. Agnelo Queiroz entregou aos empresários beneficiados os primeiros três alvarás de construção, assinados pelo administrador regional do Gama, Adauto Rodrigues. A viabilização do setor é resultado de um esforço conjunto realizado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico (SDE), a Terracap, o Ibram e a Administração Regional do Gama. O SMA conta com 404 lotes com metragens variando de 100 a 1.000 metros.

O Setor de Múltiplas Atividades do Gama deverá receber, principalmente, empresas do segmento de serviços. Os lotes que ainda não foram destinados aos beneficiários passarão por processos administrativos para a assinatura de contratos, análise de projetos de viabilidade econômica e análise de cartas-consultas, no âmbito da Secretaria de Desenvolvimento Econômico.

A cidade do Gama completou 51 anos de fundação e, para comemorar, a Administração Regional promoveu uma grande festa que contou com várias atividades, entre elas exposição de fotografias históricas da cidade, apresentação de artistas e bandas locais, comidas típicas, artesanato, corrida de rua, desfile cívico e torneios de futebol.

Também participaram das comemorações do Dia das Crianças e do aniversário do Gama, entre outras autoridades, o presidente da Câmara Legislativa, deputado Patrício; o administrador Regional do Gama, Adauto Rodrigues; os secretários de Desenvolvimento Econômico, Jaques Penna, e de Esporte, Célio René; o presidente da Terracap, Marcelo Piancastelli, e o diretor-geral do Detran-DF, José Alves Bezerra.

 

Os distritais garantiram o pagamento da folha de pessoal de diversos órgãos (Foto: Silvio Abdon/CLDF)

A Câmara Legislativa aprovou na tarde desta quarta-feira (28) cinco projetos de autoria do Executivo, que abrem créditos ao Orçamento do GDF no valor total de R$ 595,8 milhões para diversos órgãos. Os projetos foram aprovados em dois turnos e redação final e seguem para a sanção do governador Agnelo Queiroz.

A maior parte dos recursos, R$ 500 milhões, será destinada ao pagamento da folha de pessoal de professores da Secretaria de Educação e de servidores de órgãos como a Emater e Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania.

Outro montante considerável, R$ 80,6 milhões, foi remanejado para a realização de obras em diversas administrações regionais, como por exemplo a reforma do ginásio do Gama.

As demais quantias serão utilizadas em pagamentos de benefícios, ressarcimentos, Fundo de Apoio à Pesquisa, Jardim Botânico e publicidade da linha executiva de ônibus do aeroporto aos setores hoteleiros Sul e Norte, entre outros. (Luís Cláudio da Silva Alves – Coordenadoria de Comunicação Social)

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) do Senado aprovou substitutivo a projeto do Senado (PLS 166/08) que autoriza o Executivo a criar a Escola Técnica Federal do Gama, no Distrito Federal, e projeto do Senado (PLS 453/07) que autoriza a criação da Escola Técnica Federal de Itumbiara, em Goiás.

Esta foi enviado pelo repórter de Esportes, Adamo Araújo

Caros vascaínos,
o Brasiliense vai derrubar o Estádio Serejão. Sendo assim, o poderoso esquadrão cruzmaltino será obrigado a atuar em outra arena esportiva.

O time do DF quer jogar no Bezerrão, mas o Gama não vai deixar.

Como Cave, Chapadinha, Serra do Lago, Abadião, Rorizão e Adonir Guimarães já têm donos, sugiro que se movimentem o quanto antes e vejam a possibilidade de consiguir a liberação do famoso “Terrão do Magal”, um “gramado” de muita qualidade logo ali na saída da Estrutural. Será um clássico de futebol num templo sagrado!!!

Sugestão: se o jogo se confirmar na praça esportiva, evitem ir com a camisa do Vascão, já que, como não existem arquibancadas por lá, é necessário ficar em pé ao lado do “campo” para assistir o embate. Assim, uma camisa cruzmaltina muito perto das quatro linhas, pode atrapalhar e acabar confundindo a arbitragem.

Bom jogo!!!