Posts Tagged ‘Ceilândia’

Imagens mostram leitos vazios e pacientes nos corredores do hospital de Sobradinho, no DF (Foto: Arquivo pessoal)

Imagens mostram leitos vazios e pacientes nos corredores do hospital de Sobradinho, no DF

Sindicato diz que ausências são por falta de pagamento de horas extras. Houve reclamações em emergências de unidades da Asa Norte e Ceilândia.

Raquel Morais, do G1 DF – A secretária de Saúde, Marília Cunha, disse nesta segunda-feira (17) que a corregedoria da pasta começou a investigar os atestados entregues por médicos escalados para plantões na rede pública do Distrito Federal neste final de semana. Pacientes relataram dificuldades para conseguir atendimento neste final de semana. Por telefone, o presidente do Sindicato dos Médicos, Gutemberg Fialho, afirmou que os profissionais não teriam comparecido por não terem recebido as horas extras de agosto.

“São médicos jovens, já apuramos, e, assim, nunca se investiu tanto em saúde quanto no governo Agnelo Queiroz. O hospital está totalmente reformado, equipamentos novos, tem medicamento, tem material médico-hospitalar. Não justifica. Nós vamos abrir, sim, sindicância e apurar os fatos. Não é possível mais um médico ficar dando atestado médico para outro médico”, disse Marília.

Uma equipe da corregedoria esteve no hospital da Asa Norte no início da manhã para buscar os atestados. A secretaria afirmou que ainda não tem uma estimativa do número de documentos a serem investigados.

“Vamos investigar os atestados, vamos questionar o conselho de medicina para tomar providência. O que aconteceu não é grave, é gravíssimo. Eu tinha uma necessidade de três médicos. Três clínicos cobririam muito bem. Colocamos mais um para ficar com uma folga. Estávamos tranquilos. E os quatro vão e faltam?”, declarou.

As reportagens do G1 e da TV Globo estiveram em hospitais da rede pública e constataram o problema. No sábado, nenhum médico da área de clínica geral havia aparecido no pronto-socorro da Asa Norte para dar início às consultas até as 15h30. O próprio diretor da unidade foi ao local para ajudar no atendimento.

Ainda no sábado, um agente penitenciário de 30 anos que não quis se identificar registrou cenas que classificou como “descaso” no Hospital Regional de Sobradinho. Duas fotos mostram pacientes idosos em macas improvisadas no corredor da emergência, e, em outras duas imagens, é possível ver leitos desocupados que, segundo ele, estavam em salas de emergência a poucos metros de distância.

“Meu pai tem 78 anos, levei ele ao hospital com um quadro de AVC. Ele foi atendido, recebeu medicação na sexta-feira, mas passou dois dias no corredor da emergência”, contou.

No domingo, não havia pediatras na UPA de Ceilândia e pacientes e funcionários afirmavam que, dos quatro médicos escalados no hospital regional, apenas um atendia. Um homem que acompanhou a mulher grávida à unidade reclamou da situação. “Minha esposa está sentindo dor, está sangrando direto”, afirmou.

Segundo Fialho, os médicos têm ficado doentes por causa das condições de trabalho – carga horária extensa e falta de estrutura. Ele também criticou a fala da secretária a respeito dos atestados médicos, dizendo que a pasta deve primeiro investigar e comprovar a denúncia para depois dar a declaração.

Segundo a secretária de Saúde, o conselho regional da categoria vai ser acionado para auxiliar na investigação. Se constatadas as irregularidades, os médicos podem ser punidos até com demissão.

Descaso -

A contadora Sarita Lemos, de 36 anos, foi ao hospital da Asa Norte no início da tarde de sábado para acompanhar o vizinho Antônio Lins, de 93 anos, que apresentava falta de ar, tosse e tontura. Depois de uma hora na sala de espera, ela ainda não tinha recebido nenhuma informação.

“É um desrespeito incrível, não quiseram nem fazer a ficha médica. Não passaram nenhuma informação, não deram prazos. Estávamos saindo daqui para o Hospital de Base, mas fomos desaconselhados por outra pessoa doente, que foi para lá e teve que voltar”, afirmou.

Sarita disse ter ouvido dos funcionários na recepção que o motivo para a ausência de médicos era a falta de pagamento. “Me perguntaram, na cara dura: ‘você trabalharia de graça num sábado?’ Eles não dizem que está vazio, e sim que não vão atender. E se não fazem a ficha de chegada, não há como provar que a gente veio aqui”, declarou.

Os servidores no local disseram à reportagem do G1 que não havia médicos parados dentro da unidade. Um recepcionista que preferiu não se identificar afirmou que parte da equipe não havia comparecido e que, por isso, não “adiantaria nada” preencher fichas de pacientes.

Horas extras - Segundo o sindicato, o pagamento de horas extras está comprometido desde setembro, quando começou a ser feito em folha suplementar e não no contracheque normal. A insegurança teria aumentado, afirma a organização, com o atraso no pagamento deste mês (relativo a setembro) e a proximidade do fim da gestão de Agnelo Queiroz.

A entidade de classe cita como “agravante” um decreto assinado pelo governador no último dia 28, que proíbe despesas adicionais para os órgãos de governo.

Marília diz que o medo dos servidores de não receber os pagamentos em dia não se justifica, porque o governo já ofereceu garantias. “Estamos tomando todas as precauções para que não falte dinheiro em caixa. Os coordenadores das regionais estão cientes, a equipe de transição está ciente.”

“O prazo foi fixado para o dia 24 de novembro, e o dinheiro vai ser depositado. São R$ 22 milhões em horas extras, e vão ser pagos normalmente como sempre foram pagos nos últimos 20 anos”, afirma.

A secretária afirma que o governo contratou 17 mil servidores para a saúde nos últimos quatro anos, mas diz reconhecer que ainda há um déficit no setor. “Temos vagas em aberto, e é por isso que eu preciso pagar hora extra. Só em setembro, 200 pediatras se aposentaram na rede pública.”

Na sexta-feira (14), o governo também negou que deixaria dívidas na área de educação. O risco de um “calote” foi levantado pela equipe de transição do governador eleito, Rodrigo Rollemberg (PSB), em relação ao pagamento de salários, abonos e férias dos professores entre dezembro e janeiro.

Agnelo chico vigilante ceilandia

Medida foi anunciada por Agnelo Queiroz durante encontro com quiosqueiros da cidade

Em visita à região de Ceilândia, nesta quarta-feira (17), o candidato à reeleição, Agnelo Queiroz, anunciou que até o final do ano entregará mais uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na cidade, intensificará a segurança com as duplas Cosme e Damião. Além disso, no próximo mandato reformará o pronto-socorro do hospital regional da cidade no início da próxima gestão. Todas essas melhorias foram ressaltadas durante encontro com donos de quiosques, que declararam apoio à continuidade do governo Agnelo.

“Esse governo fez muitos investimentos nessa cidade e fará ainda mais. Entreguei mais de cinco mil licenças de funcionamento de quiosques do DF, como parte de nossa luta pela regularização. Esse documento dá segurança ao trabalhador. Antes, essas pessoas eram marginalizadas e agora são respeitadas. Também temos projeto para padronizar os quiosques, respeitando a característica de cada cidade”, ressaltou o candidato.

O representante dos quiosqueiros de Ceilândia, Raimundo Canuto de Oliveira, 57 anos, fez questão de agradecer o candidato da Coligação Respeito por Brasília por ser o primeiro a pensar na categoria. “Há 30 anos fomos cozinhados pelos outros governantes e Agnelo mesmo não prometendo nada, regularizou todos os quiosques do DF. Esse governo teve a coragem a audácia de nos defender”, afirmou.

O atual governador aproveitou o encontro para destacar as ações que realizará em Ceilândia nessa e na próxima gestão. De acordo com ele, a inauguração de outra UPA na cidade desafogará a emergência do hospital, que será revitalizado e ampliado para atender os casos mais urgentes. Em relação à segurança, Agnelo explicou que já chamou 700 policiais militares e que convocará mais 500 policiais civis até o final do ano.

Maria Rosa de Oliveira, 67 anos, que desde 2002 é dona de um quiosque especializado em alimentação, disse que o governo Agnelo realizou todos os seus maiores desejos. “Consegui a documentação do meu quiosque e vou receber em breve as chaves da minha casa, que conquistei por meio do programa Morar Bem. Só tenho que agradecer esse bom homem.”

Assim que terminou a reunião, Agnelo Queiroz fez caminhada caminhou pelo comércio da EQNO 04 e visitou os moradores do Condomínio Privê. Nos dois locais, a comunidade apoia a reeleição do atual governador.

 Marina rollemberg

A candidata do PSB à Presidência da República, Marina Silva participou domingo de comício em Ceilândia, cidade satélite de Brasília, ao lado do candidato socialista ao governo do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, e do deputado Antonio Reguffe, do PDT, que que concorre ao Senado.

Na ocasião, ela se comprometeu, se eleita, a ampliar o Programa Bolsa Família e o Programa Minha Casa, Minha vida. Marina enfatizou que vai investir 10% do Produto Interno Bruto em educação e que, nos seus quatro anos de governo, implantará o ensino em tempo integral em todo o País.

A candidata tocou, mais uma vez, na polêmica defesa da autonomia do Banco Central dizendo que pretende manter a meta da inflação em 4,5%, diminuir juros e estimular o investimento para “que o país volte a crescer”. Ela disse que pretende dar continuidade à política de responsabilidade fiscal, de controle de inflação com a meta de inflação estabelecida e fazer um grande esforço para evitar que a inflação volte, para que o País possa investir em saúde, educação, segurança publica, no passe livre, na proteção do meio ambiente.

Quanto as diferenças religiosas, a candidata, que é evangélica, declarou que o Brasil é laico e que seu governo lutará para que os brasileiros possam “viver de forma respeitosa na diferença, criando uma cultura de paz e não de ódio”. (José Carlos Werneck)

Arruda psul1

Em visita a Ceilândia, Arruda dialoga com moradores sobre planos para mobilidade urbana

Como aumentar o conforto de quem precisa se deslocar do bairro P Sul para trabalhar no Plano Piloto? Como reduzir a criminalidade ligada ao consumo de crack nas redondezas? Essas foram as questões mais ouvidas pelo candidato ao Governo do Distrito Federal, José Roberto Arruda, durante caminhada iniciada na manhã desta terça-feira, 5, e que entrou tarde adentro pelas ruas da QNP e da Expansão do Setor O, em Ceilândia.

“Eu vou trazer o metrô até o fim da Ceilândia”, respondeu Arruda, sobre a primeira questão. “Vocês lembram que quando eu assumi o governo, em 2007, o metrô só ia até a Praça do Relógio, em Taguatinga. Quem trouxe até o centro de Ceilândia fomos nós. E agora vamos trazer até o final do Setor O e fazer um ramal para o Sol Nascente”, garantiu.

No que diz respeito ao combate às drogas, sobretudo ao crack, Arruda falou que trata-se de uma questão que só pode ser resolvida com uma série de políticas públicas em várias áreas diferentes. “A primeira coisa é uma ação de inteligência policial contra o tráfico. Depois, o tratamento dos dependentes e de suas famílias. Por último, a criação de um ambiente de desenvolvimento que desencoraje o consumo de drogas pelos jovens”, analisou.

“O programa esporte à meia-noite tirou centenas de jovens das ruas, da criminalidade e das drogas. São os dados que comprovam.” Ele também quer investir pesado na construção das Vilas Olímpicas para estímulo à prática de esportes.

“Infelizmente, um dos piores desastres da atual gestão foi a paralisia que ela impôs à atividade econômica. Em primeiro lugar pela preguiça, pela lentidão, em segundo lugar por ser o governo de uma obra só, que é o estádio superfaturado”, disparou.

Quanto à violência que ainda assola os moradores de boa parte de Ceilândia, Arruda considera que sua redução passa pelo relacionamento do governo com a Polícia Militar. “O combate à violência começa pela valorização dos policiais, por um comando firme, retomada dos postos policiais e policiamento ostensivo nas ruas.”

 Elba

O maior São João fora de época do país acontece de 6 a 10 de agosto em Ceilândia

A Vila Borborema é a primeira aproximação que o visitante tem com o Nordeste, ao entrar n’O Maior São João do Cerrado. Localizada na entrada do festival, representa uma daquelas cidadezinhas do interior do Brasil e homenageia a Vila Nova da Rainha, em Campina Grande, berço do forró.

Para o público que frequenta o evento desde a sua primeira edição, em 2007, é uma emoção se deparar com uma rua calçada de paralelepípedos, cercada por 12 casas de fachada colorida. “É como se eu estivesse voltando para o interior da Bahia, onde nasci e participei de diversas festas juninas”, lembra Clara Flores, de 27 anos. Segundo ela, havia uma rua na sua cidade natal muito parecida com a Vila Borborema, onde anualmente aconteciam os festejos de São João. “Me senti realmente em casa”, disse.

A identificação de Clara e de quem mais for visitar o evento este ano só aumenta a cada nova descoberta. No interior das casinhas montadas na vila, mostras de artesanato e artes plásticas, expostas por artesãos e artistas do Distrito Federal e de localidades da região Nordeste, levam os sertanejos radicados em Brasília a uma viagem de volta a suas origens.

Quem passa pela réplica da vila paraibana se depara logo à frente com o Coreto José da Costa Leite, palco das manifestações tradicionais da cultura popular nacional, por onde passam poetas, cordelistas, emboladores de coco, repentistas, violeiros e trios de forró.

Mais adiante, tem o Sítio do Seu João, decorado com objetos e detalhes encontrados nas residências das áreas rurais do país: fogão à lenha, café quentinho saindo na hora, beiju (aquela iguaria feita com farinha de mandioca) e uma bodega com produtos característicos, dispostos nas prateleiras ou no balcão.

Outro destaque é o Museu do Mestre Vitalino, que traz para Ceilândia um gostinho de Caruaru (PE), numa homenagem à Princesinha do Agreste. No espaço, o neto de Vitalino é quem demonstra como se fazem as peças que deram fama a sua família.

O maior são João fora de época do país traz ainda em sua programação três ilhas de forró – Rala Bucho, Xamego Bom e Rabo de Saia –, a Praça do Mamulengo, o circo e a praça de alimentação, com imensa variedade de comidas típicas.

 

Atrações

Toda essa programação acontece numa estrutura de mais de 60 mil metros quadrados, composta ainda por um palco principal com 60 metros de largura e 17 metros de altura, que todo ano surpreende com inovações tecnológicas. Nele, a abertura será com o grupo carioca Monobloco e Banda Magníficos. Completam as atrações deste ano Alceu Valença, Lenine, Michel Teló, Garota Safada, Banda Arreio de Ouro, Luan e Forró Estilizado, Santanna – o Cantador, Mala 100 Alça e a paraibana Elba Ramalho, madrinha do evento, além de grupos locais.

Durante os cinco dias de evento, o palco também conta com apresentações do Balé Flor do Cerrado, grupo oficial d’O Maior São João do Cerrado, que ano passado representou Brasília, como uma das cidades sedes da Copa do Mundo da Fifa, no Goal do Brasil, em Los Angeles. O evento aconteceu em vários países com o intuito de promover as atrações turísticas do Brasil.

Turismo

Dados de pesquisa da Secretaria de Turismo do DF apontam que O Maior São João do Cerrado apresenta potencial turístico. Durante o evento do ano passado, de 7 a 11 de agosto, cerca de 250 caravanas de outros estados e até países vizinhos participaram da festa. Entre as unidades federativas que mais visitaram a programação se destacam Goiás (50%), São Paulo (12,2%), Bahia (8,5%) e Paraíba (7,3%).

A expectativa para esta edição é que mais de 150 mil pessoas passem pelo local a cada noite, o que inclui público do DF e cidades vizinhas, além de caravanas de todas as regiões do país e também do exterior. “A estimativa para este ano é de recebermos 25 mil turistas”, calcula Edilane Oliveira, idealizadora e produtora do festival.

O Maior São João do Cerrado acontece entre os dias 6 e 10 de agosto, no Forrobódromo (antigo Ceilambódromo), em Ceilândia, cidade do Distrito Federal com expressivo número de nordestinos. A entrada é franca e o homenageado desta edição é o mestre cordelista e de xilogravura pernambucano J. Borges.

Serviço

Festival “O Maior São João do Cerrado”

Local: Forrobódromo (antigo Ceilambódromo) – Área Especial D, Ceilândia Norte.

De 6 a 10 de agosto, a partir das 18h.

Entrada Franca.

Não recomendado para menores de 16 anos.

Site: www.saojoaodocerrado.com.br

Facebook: http://www.facebook.com/saojoaodocerrado

PROGRAMAÇÃO

06/08 – Abertura com Monobloco / Banda Magníficos 

07/08 – Michel Teló / Banda Arreio de Ouro 

08/08 – Alceu Valença / Santanna O Cantador   

09/08 – Elba Ramalho e Lenine 

10/08 – Rastapé / Garota Safada / Luan e Forró Estilizado

 

agnelo ceilandia 

Setor específico para revendedores de veículos será construído às margens da BR 070, próximo ao reservatório da Caesb

Ceilândia ganhará ainda este ano um setor específico para abrigar as revendedoras de veículos seminovos e usados da cidade. O anúncio foi feito na noite desta terça-feira (22) pelo candidato à reeleição pela coligação Respeito por Brasília, Agnelo Queiroz, na QNM 10, em, Ceilândia Norte, durante a comemoração dos 19 anos de fundação da primeira agência de veículos da região. Já batizada de Cidade do Automóvel de Ceilândia, a nova área fica na QNM 26, próximo à Caesb, às margens da BR 070.

“Cumprimos todas as etapas legais para instalação da nova área. Estamos valorizando e reconhecendo a importância desse setor, que tem uma tradição muito grande na cidade. Com essa iniciativa daremos à categoria condições de exercer suas atividades com tranquilidade,organização e segurança jurídica”, destacou Agnelo Queiroz.

Agnelo Queiroz explicou que o projeto de implantação da Cidade do Automóvel de Ceilândia está em fase final na Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (Sedhab) e será enviado à Câmara Legislativa do DF logo após o recesso parlamentar. Hoje, a região administrativa possui 24 agências de veículos na região da QNM 10, em Ceilândia Norte, e QNOs 1, 3 e 9, no Setor O.

O candidato à reeleição como vice-governador pela coligação Respeito por Brasília, Tadeu Filippelli, elogiou a luta dos revendedores de veículos para consolidar a Cidade do Automóvel de Ceilândia. Filippelli também destacou os investimentos do governo na área de transportes na região administrativa. “A melhor coisa da vida pública é poder resgatar os compromissos assumidos. Hoje [ontem], começaram a rodar aqui 15 ônibus articulados. Mais 40 já estão em Brasília para, brevemente, atender a população de Ceilândia”, afirmou Filippelli.

Também presente ao encontro, que reuniu ainda empresários do setor de farmácias e autopeças, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Ceilândia (Acic), Clemilton Saraiva, defendeu a reeleição de Agnelo Queiroz, a quem credita o crescimento econômico e social da cidade nos últimos três anos. “A recondução de Agnelo ao Buriti é um compromisso de todos nós. Ele resgatou todos os compromissos assumidos com a população”, ressaltou Saraiva.

Na avaliação de Saraiva, a conclusão do campus da UnB e da via que liga o P Sul a Samambaia, além da construção de duas Upas e da Escola Técnica Federal, entre outras obras, demonstram o empenho de Agnelo Queiroz em promover o desenvolvimento da região administrativa mais populosa do DF.

Pedro Batista, proprietário da primeira agência de automóveis de Ceilândia e presidente informal da associação da categoria, está confiante na implantação do setor e elogiou a postura de Agnelo Queiroz diante da reivindicação do segmento. “Ele sempre nos atendeu, veio aqui e se reuniu conosco várias vezes. Enfim, deu a atenção que esperávamos de um governante. Espero que ele seja reeleito para que possamos trabalhar juntos no próximo mandato”, afirmou Batista.

 

 rodrigo reguffe

As campanhas de Rodrigo Rollemberg ao governo do Distrito Federal e de Eduardo Campos à Presidência da República vão começar em uma das regiões mais pobres do Distrito Federal: o Sol Nascente. Eles estarão acompanhados dos candidatos a vice-governador, Renato Santana, e a vice-presidente, Marina Silva, e do candidato ao Senado, Reguffe.

Rodrigo Rollemberg, Renato Santana e Reguffe são candidatos pela coligação Somos Todos Brasília, integrada pelo PSB, PDT, Rede, PSD e Solidariedade.

Os candidatos chegarão ao Sol Nascente, em Ceilândia, às 10h30, pela entrada do trecho 03, em frente ao posto policial, ao lado da QNR.

Foto Mary Leal

Foto Mary Leal

Unidade com 2,5 mil metros quadrados atenderá uma média de 400 pessoas por dia

Por Kelly Ikuma – A maior cidade do Distrito Federal ganhou uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) proporcional ao seu tamanho. Com 2,5 mil metros quadrados de área construída, o novo espaço tem capacidade para atender até 400 pacientes por dia nas áreas de clínica médica, odontologia e pediatria. A unidade, inaugurada nesta quinta-feira (3), já está com as portas abertas para atendimento ao público.

“Essa UPA significa a possibilidade de organizar o sistema na maior cidade do DF, que hoje possui mais de 600 mil habitantes. Vamos atender aqui casos de menor gravidade, deixando o hospital e emergência mais desafogados. Essa unidade foi construída estrategicamente próximo ao Sol Nascente, que até então estava carente, e vamos construir outra nos mesmos padrões em breve”, afirmou o governador Agnelo Queiroz.

A proximidade da unidade com o Sol Nascente fez com que a moradora do setor prometesse cuidar mais de sua saúde e dos seus dois filhos. “Antes evitava ir ao hospital por que além de longe da minha casa eu não conseguia atendimento. Agora não terei mais esse problema. Já fui à UPA do Núcleo Bandeirante e fui atendida muito rápido e com muita atenção”, afirmou a estudante Celma Cristina Teixeira, 34 anos.

O desenvolvimento da Saúde em todo o DF foi ressaltado pelo secretário de Saúde, Rafael Barbosa, como um exemplo para o Brasil. “O DF é a unidade da Federação que mais investe em saúde, mais que a média nacional. Visitamos o Hospital de Ceilândia no começo desta gestão e o centro cirúrgico estava sucateado e, em poucas semanas, o governador resolveu a situação. Sobradinho II será a próxima cidade a receber uma UPA.”

Essa é a quinta e maior UPA entregue neste governo e contou com investimento de R$ 9,5 milhões. A construção segue o mesmo padrão das demais unidades em funcionamento no DF. O local conta com 300 profissionais, entre médicos, enfermeiros, dentistas e técnicos de enfermagem, de higiene dental, de radiologia, de laboratório e administrativo, além de bioquímico, farmacêutico, nutricionista e assistente social.

ESTRUTURA - A nova unidade conta com Laboratório para exames bioquímicos, farmácia, sala de raio-X, eletrocardiograma, sala de medicação e inalação e sala de urgências e observação 24 horas, adulto e pediátrica. A assistência é realizada de acordo com o Protocolo de Manchester, o qual determina que os pacientes sejam classificados por cores conforme a gravidade do caso. (Agência Brasília)

Obra começou em junho de 2012 e teve investimento de quase R$ 9 milhões. Foto: Mary Leal

Obra começou em junho de 2012 e teve investimento de quase R$ 9 milhões. Foto: Mary Leal

Por Kelly Ikuma – A segunda edificação do campus da Universidade de Brasília (UnB), em Ceilândia, foi inaugurado oficialmente nesta quarta-feira (19). Com mais de 4,6 mil metros quadrados, a obra teve um investimento de R$ 7,6 milhões na parte de construção civil e de quase R$ 1,2 milhão na implantação da subestação de energia elétrica.

“Este é um ato de grande simbolismo para a população de Ceilândia, para o DF como um todo e para a UnB. Pegamos 157 obras inacabadas nesta gestão e essa é uma das últimas que estamos entregando. Tivemos essa conquista e vamos responder às outras demandas da universidade com o mesmo empenho”, afirmou o governador Agnelo Queiroz.

O reitor da UnB, Ivan Marques, disse que o próximo passo será a implantação do turno noturno. “Essa é uma reivindicação da população que vamos atender em breve. Além disso, o compromisso da universidade é consolidar a expansão e aumentar o número de vagas para o curso de Medicina”, ressaltou.

As obras começaram em junho de 2012 e o prédio compreende 16 salas de aula, oficina, biblioteca com 400 metros quadrados aberta ao público, auditório para 225 pessoas, dois laboratórios de informática com 80 máquinas e quatro laboratórios específicos equipados com alta tecnologia.

As instalações já estão em funcionamento há dois semestres e atende atualmente 2,7 mil alunos de graduação e 50 em cursos de pós-graduação nos turnos matutino e vespertino. Cerca de 70% dos estudantes são moradores de Ceilândia, Águas Claras, Park Way e Samambaia, além de moradores dos municípios goianos e mineiros.

O empenho do governo na concretização desse projeto foi parabenizado pelo presidente da Novacap, Nilson Martoreli. “Essa gestão se preocupa com a educação, formação e qualificação da população em geral. Nós somos meros executores dessa ação grandiosa e estamos sempre à disposição para realizar essas obras na medida do possível”, destacou.

O campus oferece seis cursos em graduação voltados principalmente para a área de saúde, como Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia, Fonoaudiologia, Saúde Coletiva e Terapia Ocupacional. Os cursos Tecnólogos são oferecidos na pós-graduação e Saúde em mestrado e doutorado. (Agência Brasília)

Cidade receberá cursos de disciplinas variadas já a partir do segundo semestre do ano, segundo expectativa da Secretaria de Educação

A descentralização da Escola de Música de Brasília (EMB) beneficiará os moradores de Ceilândia, Samambaia, Taguatinga, Brazlândia e Recanto das Emas e expandirá os trabalhos já realizados há 50 anos pela sede do Plano Piloto.

O anúncio foi feito pelo secretário de Educação, Marcelo Aguiar, que destacou que a ideia surgiu de uma vistoria no terreno do SESI, que passa a ser administrado pelo GDF.

“Fizemos uma vistoria no espaço e descobrimos que existiam salas de aula preparadas para receber aulas de música, com cuidados com acústica, além de um grande auditório. A ideia de levar a Escola de Música veio de imediato e foi aprovada rapidamente pelo governador”, explicou Marcelo Aguiar à Agência Brasília.

De acordo com o secretário de Educação, ainda não existe previsão de quantos alunos serão beneficiados, mas a ideia é que os mesmos professores e a mesma estrutura do Plano Piloto sejam levados a Ceilândia, mantendo a “qualidade, o profissionalismo e a dedicação”.

“A Escola de Música de Brasília tem respeitabilidade nacional e internacional. Temos formado músicos eruditos e populares, que já fazem sucesso como Ney Matogrosso, Oswaldo Montenegro, Hamilton de Holanda e André Vasconcelos”, enfatizou.

Como o prédio está pronto e em boas condições, de acordo com o Marcelo Aguiar, o GDF só precisará fazer “pequenos ajustes” para dar início às aulas no novo espaço, o que deve ocorrer no segundo semestre deste ano.

HISTÓRIA – A descentralização da EMB também será uma homenagem ao maestro Levino de Alcântara. As primeiras aulas de música na rede pública foram dadas por ele na Escola Ave Branca, em Taguatinga, local onde surgiu o primeiro coral da capital do país, o Madrigal. (Juliane Sacerdote, da Agência Brasília)

1

Quando não está na Câmara Federal, o deputado Policarpo está em reuniões com lideranças das comunidades e com representantes de organizações da sociedade civil. Nos finais de semana, ele percorre as cidades com o governador Agnelo Queiroz, para levar serviços públicos para mais perto da população, vistoriar obras e se informar sobre problemas que precisam de soluções. Uma das mais recentes visitas foi em Ceilândia, onde foi anunciada uma das melhores notícias do ano. Serão aplicados R$ 400 milhões para a urbanização do bairro Sol Nascente. Os moradores estão entusiasmados com a expectativa do início das obras.

Esse investimento será possível por causa da parceria do GDF com a presidenta Dilma Rousseff, que disponibilizou recursos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). Serão beneficiados 70 mil moradores, com asfalto, iluminação, construção de rede de águas pluviais, limpeza de ruas e toda a infraestrutura necessária”, relata o deputado Policarpo. Depois das obras prontas, a população terá acesso aos equipamentos pblicos como posto de sade, escolas e as melhorias de transporte que a população merece, pois hoje não é sequer possível transitar em muitas ruas, entupidas com lixo e inundadas com a água da chuva que escorre de outros bairros de Ceilândia.

O prefeito comunitário do Sol Nascente, Edson Batista, diz que a população está ansiosa para que as obras iniciem. “Todo mundo está doido, esperando os benefícios. Essa é uma luta antiga. São mais de dez anos sem uma vida decente.” Ele lembra que o bairro foi dividido em três etapas para a execução das obras, e que algumas já foram entregues no Trecho I, que é a parte próxima à Feira do Produtor. No Trecho I, já foram construídas e entregues 203 casas a famílias que foram transferidas de áreas de risco e de locais impróprios para moradia. E também começou a ser feita a rede de esgoto.

Policarpo comenta que, em novembro, o GDF Junto a Você levou a Ceilândia serviços essenciais, desde guichês de atendimento para confecção de documentos, titulação de lotes e atendimento à saúde. Cerca de 3.000 pessoas foram atendidas em consultórios de dentista e também receberam assistência do Caminhão da Mulher, que comemora mais de 100 mil exames de mamografia e de prevenção ao câncer do colo de útero no DF em menos de um ano de funcionamento.

R$ 3 milhões para o Abadião

O deputado federal Policarpo (PT/DF) destinou emenda parlamentar de R$ 3 milhões para reforma, ampliação e modernização do Abadião. O estádio de futebol tem capacidade para 4.000 pessoas e abriga os jogos do Ceilândia Esporte Clube e Sociedade Atlético Ceilandense. Os recursos servirão para instalação de arquibancadas, da tribuna de imprensa, vestiários e banheiros públicos.

“Os clubes locais participam do Campeonato de Futebol Candango e das competições de futebol nacional, como a Copa do Brasil. A população acompanha os jogos e gosta de ir ao estádio torcer pelo seu time, por isso a preocupação em reformar o estádio, proporcionando mais conforto e segurança aos torcedores, jogadores e imprensa, afirma Policarpo.

Governador Agnelo Queiroz anunciou melhorias nos banheiros durante visita ao espaço neste domingo (1º). Foto: Dênio Simões/GDF

Governador Agnelo Queiroz anunciou melhorias nos banheiros durante visita ao espaço neste domingo (1º). Foto: Dênio Simões/GDF

Ponto de encontro dos nordestinos que moram no Distrito Federal e local de grande diversidade, a Feira da Ceilândia reúne cerca de 11 mil pessoas em cada dia do final de semana. O centro comercial foi visitado neste domingo (1º) pelo governador Agnelo Queiroz, e pelo vice-governador, Tadeu Filippelli, atividade que faz parte do programa “GDF Junto de Você” e que tem o objetivo de aproximar a comunidade da estrutura administrativa do governo.

“Essa feira é antiga, tradicional, tem mais de 500 boxes e por isso nos estamos anunciando obras como reformas de banheiros. Estamos tocando a nossa política de regularização e dando a estrutura necessária para que nossos comerciantes possam trabalhar”, destacou o governador Agnelo Queiroz.

Durante a visita, o chefe do Executivo regional conversou com feirantes e com a comunidade, ocasião em que ouviu as demandas, acolheu críticas e recebeu elogios sobre as ações de governo. No mesmo local, o governador, acompanhado do vice e de secretários de estado, almoçou comidas típicas como a famosa buchada servida na feira.

Em seguida, Agnelo visitou o terreno onde será construída, ao custo de aproximadamente R$ 6 milhões, a nova sede da 15ª Delegacia de Polícia, localizada ao lado da Caixa D’Água de Ceilândia.

O edifício será semelhante ao da 5ª DP, na área central de Brasília, e contará com três pavimentos onde serão construídos, além da estrutura convencional de uma delegacia, um auditório, posto de identificação integrado, 40 vagas de garagem e um sistema de captação de água de chuva para reaproveitamento na irrigação de jardins.

“Além dessa, vamos entregar a Delegacia da Criança e do Adolescente aqui neste mesmo terreno. São investimentos que estamos fazendo para reforçar ainda mais a nossa segurança pública”, reforçou Agnelo.

LAZER - Ainda em Ceilândia pelo programa “GDF Junto de Você”, o governador, acompanhado de secretários de estado, visitou o “Domingão do Lazer”, projeto da administração regional da cidade realizado uma vez por mês, com a intenção de integrar a comunidade e oferecer serviços diversos.

Na ocasião, o governador aferiu a pressão arterial, participou de uma rápida sessão de massagem e brincou com as crianças em tendas montadas com ping-pong e xadrez. (Fábio Magalhães, da Agência Brasília)

Mulheres puderam fazer exames de mamografia e ecografia

A Secretaria de Saúde realizou 150 exames de ecografia e mamografia durante o “GDF Junto de Você”, que ocorre desde sexta-feira (29) em Ceilândia. O atendimento ocorrerá até o final da tarde deste domingo (1º) para atender as pacientes já agendadas.

Pela manhã, 25 mulheres foram examinadas pelo médico ginecologista Caio Medeiros de Oliveira, do Hospital Regional do Gama, escalado para atender a população durante o programa que leva a administração pública e serviços para mais perto da comunidade.

Para a moradora da cidade, Elisabete Carvalho Reis, de 38 anos, que está grávida de oito meses de seu segundo filho, “a iniciativa do GDF é muito boa, facilita a vida da gente”. Ela realizou uma ecografia para ver como estava a saúde do bebê.

“Estamos fazendo 50 exames neste domingo, que já estavam agendados. Outros exames poderão ser marcados no Centro de Saúde. A Carreta seguirá por todas as regiões do DF realizando atendimento às mulheres que quiserem fazer os exames de ecografia e mamografia”, explicou Claudia Gonçalves, assistente na “Carreta da Mulher”. (Laezia Bezerra, especial para a Agência Brasília)

151120130150mo

Esta será a terceira edição do programa, que já passou por São Sebastião, Sobradinho I, II e Fercal

O “GDF Junto de Você” desembarca em Ceilândia nesta sexta-feira (29) e ficará na cidade até domingo (1). Esta será a terceira edição do programa, que já passou por São Sebastião, Sobradinho I, II e Fercal e tem como objetivo levar à população os serviços do GDF e aproximar toda a estrutura de governo da população.

Em Ceilândia, a praça de serviços começou a ser montada na área do antigo Ceilambódromo. Durante os três dias, os moradores da cidade poderão fazer o recadastramento biométrico nas unidades do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), emitir primeira e segunda vias de carteira de identidade e ter acesso a todos os serviços do “Na Hora” e do Detran. Uma unidade móvel do Procon também estará presente no evento.

SAÚDE - Na área da saúde, a população contará com a Carreta da Mulher para fazer exames preventivos, como ecografias e mamografias e com os atendimentos odontológico e oftalmológico, que deverão beneficiar centenas de pessoas durante todo o fim de semana.

Todos os atendimentos serão feitos na praça de serviços montada no Ceilambódromo, das 9h às 19h, sexta-feira (29) e sábado (30) e das 9h às 17h no domingo (1).

VISITAS - Além dos serviços, o GDF colocará à disposição dos moradores ônibus para fazer visitas guiadas ao Estádio Mané Garrincha. Serão cinco viagens, de sexta-feira (29) a domingo (1), em dois horários diários. Os visitantes conhecerão as instalações do estádio, a exemplo dos vestiários utilizados pelos jogadores. Nas duas primeiras edições do programa, em São Sebastião e Sobradinho, mais de 500 pessoas conheceram o estádio e tiraram fotos junto ao gramado.

Decreto de tombamento foi publicado nesta terça (19) no Diário Oficial

O Reservatório Elevado de Ceilândia, conhecido como Caixa D’Água da Ceilândia, foi reconhecido e tombado patrimônio histórico do Distrito Federal, segundo o Decreto 34.845, publicado nesta terça (19) no Diário Oficial do DF.

A edificação é uma das primeiras da cidade e foi ao redor dela que Ceilândia foi construída. Com o tombamento, a memória da construção é preservada.

“A Caixa D´Água é um ícone da memória da construção de Ceilândia. Quando fomos procurados pela comunidade, acatamos o pedido, fizemos uma pesquisa e consideramos que é uma grande vitória para os moradores da cidade esse tombamento”, declarou o secretário de Cultura do DF, Hamilton Pereira.

caixa-dagua

O pedido da comunidade para o tombamento do local foi feito em 2011. Naquele ano, a Secretaria de Cultura fez a pesquisa, entrevistas, levantamento da história do reservatório e encaminhou ao Conselho de Cultura um parecer a favor do tombamento. Em 2012 o conselho discutiu e acatou o pedido, que foi encaminhado ao governador Agnelo Queiroz.

A Secretaria de Cultura não fez nenhum investimento financeiro para o tombamento. A pasta foi responsável apenas pelo processo administrativo.

Manutenção

O tombamento da Caixa D´Água garante a manutenção da história do local. O que é tombado é o prédio do reservatório.

A Caixa D´Água continuará sendo usada para essa finalidade e sob responsabilidade da Caesb, que é a proprietária do bem.

O local é o único patrimônio tombado de Ceilândia. A Casa do Cantador, edificação do arquiteto Oscar Niemeyer na cidade que neste momento passa por processo de restauração, está em processo de tombamento, mas por ser uma obra de Niemeyer, a SECULT está tratando do tema diretamente com o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

 Novembro Azul em Ceilândia - Imagem 1

A deputada Luzia de Paula realizou pelas ruas de Ceilândia, nesta terça-feira, atividades destinadas ao combate e a prevenção do câncer de próstata. A parlamentar é autora de dois projetos de lei que abordam o tema, o primeiro institui o Dia Distrital da Sade do Homem e o segundo cria o Novembro Azul.

No Dia Distrital da Saúde do Homem, a ser comemorado em 19 de novembro, deverão ser promovidos pela administração pública do Distrito Federal eventos e campanhas voltados a esclarecer a população sobre a importância do desenvolvimento de ações e métodos destinados à proteção da saúde do homem. A mesma coisa deverá ocorrer no Novembro Azul, ou seja, a realização de campanhas e outras atividades que visem esclarecer a sociedade sobre a necessidade de prevenir e diagnosticar o câncer de próstata precocemente.

Durante as atividades realizadas em Ceilândia houve a distribuição de panfletos, laços azuis e outros materiais informativos que visam alertar a comunidade sobre a importância que deve ser dada a saúde do homem. A distrital adotou o seguinte slogan para a sua campanha: Homens, a vida vale mais que o preconceito.

joao

Primeira ação está marcada para este sábado, às 9h, em Ceilândia

O Procon-DF lança, amanhã, às 9h, em Ceilândia, a operação “João de Barro”, para apurar irregularidades cometidas por construtoras de imóveis no DF. A unidade móvel da entidade estará no local para registrar queixas e prestar orientação.

Durante a ação, os agentes do Procon-DF receberão denúncias e registrarão queixas dos consumidores presentes no local. Os registros serão analisados e, caso seja comprovada a infração, a empresa será multada.

A primeira ação acontecerá amanhã mesmo, próximo ao Residencial Borges Landeiro Garden, na QNO 12, em Ceilândia Norte, cujas obras pertencem à construtora Borges Landeiro. Os consumidores argumentam que, no contrato de compra, o prazo para entrega dos imóveis seria março de 2012, o que não ocorreu. Existem cerca de 1.200 famílias nessa situação.

No Procon-DF, somente este ano, foram registrados 28 atendimentos referentes a problemas com a empresa, e as principais queixas são descumprimento do prazo de entrega e não execução do contrato.

Os compradores alegam ainda que o empreendimento não atendeu os requisitos previstos pelo programa “Minha Casa, Minha Vida”, o que inviabiliza o subsídio concedido pelo governo federal para abatimento do valor do imóvel.

A operação “João de Barro” prosseguirá em outras regiões administrativas do DF no decorrer do ano.

Para o atendimento, o consumidor deve estar munido de cópias de carteira de identidade, CPF e comprovante da relação de consumo, como nota fiscal, boletos pagos, protocolo de reclamação e cópia do contrato de prestação de serviço, entre outros. Para reclamar por outra pessoa, é necessária uma procuração.

No acumulado do ano, a entidade efetuou 1.151 atendimentos referentes a construtoras, e os principais problemas são o não cumprimento do contrato, dúvidas sobre cobrança, cobrança de taxa indevida, devolução de sinal, não entrega do contrato, rescisão do contrato por não entrega do imóvel, qualidade da construção, não entrega da escritura e propaganda enganosa.

SERVIÇO

Operação “João de Barro”, do Procon-DF

Quando: Sábado (9/11/2013)

Horário: das 9h às 13h

Endereço: Próximo à entrada principal do Residencial Borges Landeiro Garden (QNO 12, Ceilândia Norte)

O tema foi discutido em comissão geral nesta quinta-feira (17). Foto: Carlos Gandra/CLDF

O tema foi discutido em comissão geral nesta quinta-feira (17). Foto: Carlos Gandra/CLDF

O governo do Distrito Federal deverá tratar com prioridade a regularização do Condomínio Privê, em Ceilândia. O tema foi discutido em comissão geral na tarde desta quinta-feira (17), na Câmara Legislativa, e a promessa foi feita por vários representantes do GDF na presença de lideranças comunitárias e moradores do setor. A expectativa é de que a regularização aconteça no próximo ano.

O debate foi proposto pelo deputado Chico Vigilante (PT), que disse ter ouvido do próprio governador Agnelo Queiroz o compromisso de fazer tudo que for possível para resolver a situação das famílias do local, sem que precisem pagar algo a mais pela regularização.

Vigilante traçou uma trajetória histórica da formação do setor, ressaltando as dificuldades iniciais dos moradores e as obras de infraestrutura e urbanização realizadas durante o governo de Cristovam Buarque. Segundo o distrital, os moradores do Privê pagaram por seus lotes, “mas pagaram para quem não devia”, referindo-se a grileiros que fizeram o parcelamento irregular da área. De acordo com estudo da cadeia dominial do terreno, apresentado por Vigilante, a área estava nas mãos de um particular, mas foi parcelada irregularmente. O condomínio já existe há 28 anos e abriga cerca de 900 famílias. O deputado defendeu a regularização da área e a escrituração dos terrenos para os atuais ocupantes.

O prefeito comunitário do Condomínio Privê, Elvio Meireles, elogiou a retomada do processo de regularização na Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab) e disse que a reivindicação principal dos moradores é a obtenção da escritura de seus imóveis. Já o presidente da Asssociação Comunitária do Privê, Antônio Barbosa, preferiu ressaltar a “luta antiga” dos moradores, que “caminha para um final feliz”.

O gerente de cartografia da Terracap, Julio César Reis, confirmou que a área não pertence ao governo e assegurou que a legislação atual tem mecanismos que facilitam o processo de regularização. Para ele, o direito à moradia, “presente desde as primeiras convenções de direitos humanos e reafirmado na Constituição brasileira”, está acima de questões urbanísticas e ambientais.

O administrador de Ceilândia, Ari de Almeida, mostrou-se confiante na regularização e destacou que a escrituração dos imóveis é o passo mais importante para os moradores.

A secretária de Regularização dos Condomínios, Raucilene Santiago da Frota, explicou que o andamento do processo foi retomado pela Codhab, que está revisando o projeto urbanístico e promovendo o estudo ambiental da área. Segundo ela, o setor já está consolidado e dotado de infraestrutura, o que facilita a regularização.

Nome - O subsecretário de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Chico Floresta, destacou que mesmo com indefinição sobre a propriedade do terreno, atualmente a legislação conta com instrumentos que facilitam o processo de regularização de áreas de interesse social. Segundo ele, o nome correto da localidade agora é Conjunto Residencial Privê de Ceilândia, conforme estabeleceu o Plano Diretor Local daquela cidade.

Floresta também sugeriu que a comunidade crie uma comissão de acompanhamento e fiscalização para pressionar o governo na tramitação do processo. Para ele, no Natal de 2014, os moradores do Privê estarão com suas escrituras em mãos.

O deputado Robério Negreiros (PMDB), presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Ciência, Tecnologia, Meio Ambiente e Turismo da CLDF, garantiu apoio à causa e colocou a comissão à disposição dos moradores do condomínio. Também favorável à regularização, o presidente da Câmara, deputado Wasny de Roure (PT), lembrou que atualmente mais de 50% das terras do DF não têm escritura. A deputada federal Érika Kokay (PT-DF) participou do debate e elogiou a postura dos moradores do Privê. (Luís Cláudio Alves – Coordenadoria de Comunicação Social)

Os ceilandenses olimpicos Bruno Souza, Yan Victor e Paulo Victor, do CEM 09 de Ceilândia-DF, foram classificados para a final da Mostra Brasileira de Foguetes (MOBFOG), que acontecerá no período de 28 a 31 de outubro de 2013 em Barra do Piraí – Rio de Janeiro.

A Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e a Mostra Brasileira de Foguetes são organizadas anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB).

A OBA e a MOBFOG são eventos abertos à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais, sem exigência de número mínimo ou máximo de alunos, os quais devem preferencialmente participar voluntariamente. Podem participar da OBA e da MOBFOG alunos do primeiro ano do Ensino Fundamental até alunos do último ano do Ensino Médio. A OBA e a MOBFOG ocorre totalmente dentro da própria escola, tem uma única fase e é realizada toda ela dentro de um só ano letivo, deste modo os certificados e medalhas são recebidos pela escola no mesmo ano letivo.

Ao final da OBA e da MOBFOG todos alunos recebem um certificado de participação impresso com o seu nome e se ganhou alguma medalha o tipo dela também consta do certificado. E se ganhou medalha, claro, recebe a mesma, a qual em geral é cunhada em metal ou acrílico.

Todos os professores envolvidos no processo e também os diretores escolares recebem os seus certificados. Aliás, até a escola recebe um certificado com o nome dela.

Nossos ceilandenses – Estudaram muito, pesquisaram demais, passaram por uma seletiva muito acirrada em sua escola, venceram e foram selecionados dentre as melhores equipes do Brasil para a final olímpica. A participação na olimpíada ampliou o conhecimento em Física, Química, Matemática, Astronáutica, condições climáticas e outros conhecimentos importantes para as suas formações.

Além do conhecimento, tiveram oportunidade de aprender e ensinar outros colegas, aprenderam a utilizar palavras importantes em suas rotinas educativas: solidariedade, voluntariado, colaboração, equipe, responsabilidade, estudo, coragem.

O que eles precisam

Para que possam representar a sua escola, Ceilândia e o Distrito Federal, os astrônomos precisam de muita ajuda. É do conhecimento de todo que o governo não arca com despesas como alimentação e diárias/hospedagens para viagens olímpicas e como eles não tem condições financeiras para arcar com todas as despesas, precisam de apoio para que até sexta-feira, 11 de outubro, reúnam a quantia de R$ 1.600,00 e para até o dia 24 de outubro, a quantia de R$ 900,00. Totalizando, precisam de R$ 2.500,00, para que equipe formada por três alunos e a professora.

Para estas despesas os alunos já conseguiram doações para custear outras despesas, tais como a condução do aeroporto do Rio de Janeiro para o município de Barra do Piraí (são quase 3 horas de viagem), deslocamentos nas cidades e alimentação durante o trajeto de ida e volta, mais ou menos uns R$ 800,00.

Serviço:

Quem poder ajudar entre em contato com a professora Alessandra Lisboa 3901-6865 ou 3901-6874 – emai:cem09cei@gmail.com

Fonte: Associação Comecial de Ceilândia (Acic)

Unidade funcionará em tempo integral e atenderá 450 pacientes por dia

A primeira Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Ceilândia será inaugurada em dezembro deste ano, para atender 450 pacientes diariamente e desafogar o pronto-socorro do hospital regional da cidade, segundo o anúncio feito hoje pela Secretaria de Saúde.

De acordo com o secretário de Saúde, Rafael Barbosa, com quatro UPAs em funcionamento, no Recanto das Emas, Samambaia, São Sebastião e Núcleo Bandeirante, ”duas mil pessoas são tiradas dos prontos-socorros todos os dias e as novas unidades vão desafogar ainda mais as emergências”.

A unidade funcionará em tempo integral (24 horas) e fará parte do Complexo de Saúde que será construído na área do antigo Ceilambódromo – ele incluirá ainda um Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) e uma Clínica da Família.

ESTRUTURA - A UPA será de porte III, com aproximadamente 2,5 mil metros quadrados de área construída, dez leitos para casos de urgência e emergência e dez leitos de observação.

A estrutura oferecerá à população exames de imagem (raio-X) e laboratório, eletrocardiografia e atendimento nas especialidades de clínica médica e pediatria.

O quadro de pessoal na unidade deve ter cerca de 170 servidores, com até seis médicos por turno, destacou o secretário-adjunto de Saúde, Elias Fernando Miziara.

Até dezembro o GDF pretende entregar também as UPAs de Taguatinga e Sobradinho, conforme a determinação do governador Agnelo Queiroz em maio deste ano.

As obras de outras três unidades também estão previstas para iniciar no Plano Piloto, Gama e Planaltina.

P1230522

Preocupado com a situação de indefinição dos micro empresários da Área Econômica de Desenvolvimento (ADE/Pró/DF), na Ceilândia, o deputado Chico Vigilante levou secretário de Desenvolvimento Econômico, Gutemberg Uchôa, para uma visita ao empresários no sábado (2). Junto com eles, o administrador regional de Ceilândia, Ary de Almeida, além de técnicos da Secretaria, da Administração Regional e uma representante da Associação dos micro empresários do setor, Eliane Costa. O intuito foi fazer, conforme explicou Chico, um diagnóstico real da situação gravíssima dos empresários.

A comitiva andou por todo a área do Pro-DF, no P-Sul, onde conversaram com os empresários, escutaram relatos emocionantes de gente que investiu tudo o que tinha no sonho de ser autônomo e viu tudo cair por terra. São cerca de 100 lotes.

A área é completamente irregular e está dentro da chamada Ari e JK. Os lotes fo5am entregues em gestões passadas com promessas de fomento e incremento do comércio no setor, além de total regularização. Promessa que não foi cumprida e hoje os empresários estão ás moscas no local. “O que fizeram com essas pessoas foi uma grande irresponsabilidade. Eles estão dentro da Área de Relevante Interesse Ecológico”, observa o deputado Chico Vigilante.

A visita do secretário ao local, explica Chico Vigilante, é buscar uma forma de regularização para o setor, de modo a dar segurança jurídica para os empresários, para que o governo possa levar obras de infraestrutura e equipamentos públicos de fomento para o comércio e melhorar a vida de todos.

Ficou acertado que a Administração Regional com o apoio da representante da Associação vai cadastrar todos os empresários do local e formar os processos, que serão encaminhados à SDE De acordo com o secretário, uma vez montados esses processos, com a documentação correta, a Secretária encontrará mecanismos legais de regularizar a situação dos pequenos e micros do setor.

Modelo que deu certo

A comitiva também foi ao Setor de Indústrias, no lado norte da Cidade, próxima à expansão do Setor O, onde puderam visitar dois exemplos de empreendimento que deram super certo: a Estrela Distribuidora e a fábrica de panificação Lá Bambina.

A distribuidora está localizada em uma área de 20 mil m², com ocupação de 10 mil m² de construção. A empresa atende nove estados, entre nordeste, norte e centro-oeste, além do DF e emprega diretamente 320 funcionários, além de 223 representantes comerciais e o tele-marketing. A empresa dispõe, inclusive de uma área de estoque gigantesco. O porte da empresa surpreende. Quem passa pelo local não imagina que a na Ceilândia exista algo equivalente.

Dois dos três sócios – diretores da empresa apresentaram as dependências da distribuidora para a comitiva. Um deles, Branco Edis do Amaral, explicou que, no caso deles, estão com a regularização quase concluída.

Ao lado da distribuidora, a fábrica de panificação Lá Bambina chama a atenção também pelo tamanho. A fábrica exporta para o DF, o entorno e o estado de Goiás.

Evento começa quarta-feira (7), na Área Especial, com a expectativa de recorde de público para esta edição

O “Maior São João do Cerrado” começa quarta-feira (7), na Área Especial D (antigo Ceilambódromo), e a expectativa é de recorde de público para esta edição, que receberá caravanas de todo o país e ainda do México, Peru, Argentina e Portugal.

“Em todos os dias de evento em 2012 foram quase 700 mil visitantes e, para este ano, a expectativa é ultrapassar os 800 mil”, declarou a idealizadora da festa, Edilane Oliveira, à Agência Brasília.

Os shows de abertura desta edição ficarão por conta das bandas Aviões do Forró e Mala 100 Alça, e de acordo com Oliveira, o público esperado é 150 mil pessoas, 30 mil a mais que no ano passado.

Na quinta-feira, quando acontecerá a gravação, ao vivo, do DVD da banda Calypso, o local receberá 253 caravanas de todo país, segundo a organização.

A edição deste ano tem como tema “Oscar Niemeyer e os candangos nordestinos que vieram construir a obra do mestre”, e, para homenageá-lo, o palco onde as principais atrações se apresentarão terá projeto cenográfico inspirado no trabalho do arquiteto.

“Estamos correndo contra o tempo, preparando a finalização, já que a área é uma cidade cenográfica e precisamos dar realidade a ela. Hoje finalizamos o palco principal”, destacou a idealizadora.

Além dos shows de artistas nacionais e locais, o público poderá visitar a Vila Borborema, uma réplica das vilas do interior do país com casas coloridas, mergulhar na nostalgia no Sítio Seu João, que este ano terá um engenho – “Nós vamos moer a cana para fazer o melado de rapadura na hora”, disse.

A festa acontece de 7 a 11 de agosto e terá ainda entre as atrações, Alceu Valença, Elba Ramalho, Geraldinho Lins, Amazan e Garota Safada, além do ator Jackson Antunes, entre outros.

Músicos ainda podem se inscrever para se apresentar na festa

A edição deste ano terá três ilhas de forró – a Rabo de Saia, a Chamego Bom e a Rala Bucho – onde se apresentarão artistas locais de origem nordestina.

A Secretaria de Cultura receberá inscrições dos interessados em se apresentar nesses palcos até meio-dia desta segunda-feira (5).

Os interessados devem comparecer à Secretaria (no Setor Cultural Norte SCTN, Via N2, Anexo do Teatro Nacional) com a documentação exigida no edital.

Vagas disponíveis:

Categoria Banda de Forró – 4 vagas (até R$ 12.000)

Categoria Grupo de Forró – 4 vagas (até R$ 8.000)

Categoria Grupo de Teatro – 1 vaga (até R$ 3.000)

Categoria Dança Folclórica – 14 vagas (até R$ 2.500)

Categoria Trio de Forró – 10 vagas (até R$ 1.200)

Categoria Grupo Folclórico – 04 vagas (até 4.500)

Categoria Quadrilha Junina – 06 vagas (até 2.000)

SERVIÇO

Maior São João do Cerrado

Data: de 7 a 11 de agosto

Local: Área Especial D, Ceilândia Norte (antigo Ceilambódromo)

Horário: a partir das 19h30

Novidades como projeção em três dimensões serão divulgadas amanhã no Teatro Nacional

A programação artística, cenografia, estrutura e outras novidades do “Maior São João do Cerrado” serão apresentadas amanhã (30) por representantes do festival e do GDF, às 16h, no foyer do Teatro Nacional, durante coletiva de imprensa.

Esta edição homenageará Oscar Niemeyer e os candangos nordestinos que vieram construir as obras do mestre, e trará inovações como a tecnologia mapping 3D, utilizada no palco principal, que realizará um mapeamento para que a projeção possa ser feita em três dimensões.

O Casamento Coletivo, marcado para o dia 10 de agosto, também faz parte da programação dessa grande festa e beneficiará 100 casais, que receberão, além do par de alianças e preparativos para a noiva e noivo, uma noite de núpcias em um hotel de Brasília.

A sétima edição do festival, que conta com mais de 100 atrações gratuitas realizadas em um espaço de 60 mil metros quadrados, espera receber 800 mil pessoas nos cinco dias de festa, e superar a marca da edição de 2012 que recebeu 630 mil visitantes.

O “Maior São João do Cerrado” contrata todos os anos diretamente aproximadamente 600 pessoas, gera mais de 1,5 mil empregos indiretos e mobiliza mais de 5000 integrantes de grupos artísticos.

A edição 2013 será realizada nos dias 07 a 11 de agosto deste ano, na Área Especial D, Ceilândia Norte (antigo Ceilambódromo).

Shows - Está confirmada a participação de Aviões do Forró, Banda Calypso, Alceu Valença, Elba Ramalho, Geraldinho Lins, Amazan, Garota Safada, Boka de Sergipe, Mala sem alça, Karisma, Flomulengo, Nega Malluka, Trio Siridó, Adelmário Coelho, RAPadura, Só pra Xamegar, Nilson Freire, dentre outros.

Não cabe mais recurso na Justiça local para o ex-administrador de Ceilândia Leonardo Moraes e a ex-gerente de Licenciamento Delvanda Conceição da Silva. Os dois foram condenados por improbidade administrativa pela 8ª Vara da Fazenda Pública do DF em julho de 2012. De acordo com a denúncia do Ministério Público do DF e Territórios (MPDFT), os réus, a pedido do ex-governador José Roberto Arruda, emitiram o alvará de construção (nº 285/2008) do campus da Universidade de Brasília (UnB), em Ceilândia, sem a devida observância dos procedimentos administrativos cabíveis.

Na ação consta que o alvará foi expedido sem o prévio licenciamento ambiental e sem a devida análise e correções técnicas necessárias, possibilitando a ocorrência de danos irreversíveis e a materialização de fato consumado, com riscos potenciais de prejuízo ao erário, ao meio ambiente e à ordem urbanística. A construção foi realizada como parte das obras entregues pelo Governo do Distrito Federal para a comemoração dos 50 anos de Brasília, em 21 de abril de 2010. …

A Justiça determinou a perda da função pública, dos direitos políticos e a proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, pelo prazo de cinco anos. Foi estabelecido, ainda, o pagamento de multa civil, em até cem vezes o valor da remuneração recebida durante o período em que ocuparam os cargos na Administração Regional de Ceilândia. (Processo 2010.01.1.152791-7)

Fonte: MPDFT

Moradores devem comparecer ao Posto de Atendimento Avançado da Codhab até quarta-feira com documentação completa

Mais 76 moradores foram convocados pelo GDF para regularizar a situação da casa própria no Setor Habitacional Sol Nascente, em Ceilândia.

Os convocados devem comparecer – até quarta-feira (5) ao Posto de Atendimento Avançado da Codhab, na QD 501 CJ B Casa 52, Setor Habitacional Sol Nascente, das 8.00 às 17.00, com documentação completa.

O não comparecimento no prazo estipulado poderá resultar na invalidação para o processo de remoção em curso.

SAIBA MAIS - O Setor Habitacional Sol Nascente está em processo de regularização, e serão investidos aproximadamente R$ 220 milhões do Governo Federal/PAC Habitação e do Governo do Distrito Federal.

Dentro do Setor Habitacional, foram reassentadas, até agora, 131 famílias nas quadras 100 e 501.

Fazem parte do processo de reassentamento, moradores que ocupam áreas de risco, de preservação ambiental ou locais destinados à implantação do sistema de drenagem, energia elétrica e equipamentos públicos.

Investimento de R$ 6,4 milhões permitiu instalação de estrutura para integração com metrô e acessibilidade a pessoas com deficiência. Foto: Roberto Barroso

Investimento de R$ 6,4 milhões permitiu instalação de estrutura para integração com metrô e acessibilidade a pessoas com deficiência. Foto: Roberto Barroso

Os moradores do Setor O (Ceilândia) receberam hoje, após 20 meses de construção, o terminal de ônibus reformado, ampliado e com obras para facilitar o trânsito de pessoas com deficiência (rampas, banheiros adaptados, pisos táteis para cegos etc).

“Esse é o maior terminal fora do Plano Piloto. Vamos construir mais 10 e reformar mais nove nesse modelo”, garantiu o governador Agnelo Queiroz durante a cerimônia de inauguração do centro rodoviário, onde também esteve presente o vice-governador Tadeu Filippelli.

Com investimento total de R$ 6,4 milhões, o novo prédio está preparado para oferecer aos passageiros serviços de integração com o metrô, o que acontecerá tão logo seja concluída a construção de 2km de trilhos para essa futura interconexão.

Outras novidades do projeto entregue incluem dois conjuntos de banheiros públicos (masculino e feminino), duas lanchonetes, depósito para materiais de limpeza, e 10 salas para uso exclusivo de funcionários e da administração.

Motoristas e cobradores também passarão a contar com espaços reservados para descanso e refeições.

A capacidade do terminal passou de 15 para 36 baias, o que permitirá receber cerca de 400 ônibus por hora.

Mais terminais – Os outros nove terminais que serão adaptados ao novo modelo são P Sul (Ceilândia); Guará I e II; Núcleo Bandeirante; M Norte (Taguatinga) e Taguatinga Sul; Paranoá; Planaltina; e Cruzeiro. Também serão construídos 10 novos no Setor Leste do Gama; QNR (Ceilândia), em Sobradinho II, no Recanto das Emas I e II, em Samambaia Norte e Sul, no Riacho Fundo II e em Santa Maria (quadras 119 e 401).

Estiveram presentes ao evento em Ceilândia o secretário de transporte, José Walter Vazquez Filho; o administrador da região administrativa, Ari de Almeida; o presidente da Câmara Legislativa, deputado Wasny Roure; entre outras autoridades. (Ailane Silva, da Agência Brasília)

Liliane Roriz

Liliane Roriz

Parlamentares fazem diligência no Hospital de Ceilândia nesta terça-feira para conhecer estrutura e ouvir versão dos responsáveis da unidade

Após mais duas mortes de bebês na UTI do Hospital Regional de Ceilândia, a presidente da Comissão de Saúde da Câmara Legislativa, deputada Liliane Roriz (PSD), convocou os colegas para uma visita de urgência à unidade hospitalar. A visita ocorreu na manhã desta terça-feira, às 10h.

A parlamentar quer exigir dos responsáveis do hospital explicações sobre os óbitos dos recém-nascidos, que acabaram provocando o fechamento da maternidade do hospital. De acordo com a Secretaria de Saúde, a causa da morte de pelo menos três bebês teria sido a bactéria serratia.

No total, segundo nota do órgão, entre 31 de março e o último dia 20, nove bebês morreram no HRC. A secretaria nega, no entanto, que os dois novos óbitos ocorridos no último fim de semana tenham ocorrido pela mesma causa. No total, agora, já são 11 mortes na mesma maternidade.

“Algo de muito estranho está ocorrendo no Hospital de Ceilândia e é dever da Câmara Legislativa exigir esclarecimentos. Queremos conhecer as instalações e saber o que há de errado numa unidade que deveria justamente garantir a tranquilidade dos pais e zelar pela sobrevivência dos bebês”, destacou Liliane.

Caso não haja uma explicação clara da direção da unidade hospitalar, a parlamentar não descarta solicitar apoio do Ministério Público e da Justiça para responsabilizar o governo local pelas seguidas morte na unidade que é comandada pela Secretaria de Saúde.

Governador Agnelo Queiroz entregou as primeiras 94 escrituras de terrenos localizados nessas áreas. A medida faz parte do programa Regularizou, é seu!

 

Terminou uma espera de quase 20 anos para proprietários de lotes localizados em becos de Ceilândia. Nesta quarta-feira (27), em cerimônia no Palácio do Buriti, os primeiros 94 ocupantes de imóveis nessa situação receberam, do governador Agnelo Queiroz, acompanhado da primeira-dama, Ilza Queiroz, as escrituras dos seus terrenos.

Em Ceilândia, essa ação resulta da Lei Complementar da nº 852/2012 e faz parte do Mutirão das Escrituras do programa Regularizou, é seu!. A norma beneficia cerca de 2,1 mil moradores que construíram suas casas nos becos da cidade. A lei permite que as áreas ocupadas com autorização dos poderes Executivo ou Judiciário sejam regularizadas desde que utilizadas exclusivamente como habitação. Em todo o DF, a meta é legalizar cerca de 40 mil terrenos até o fim de 2013. Desde o ano passado, já foram emitidas mais de 3 mil escrituras.

“O cidadão vai ter direito ao seu imóvel, obedecendo a critérios estabelecidos pelo governo, de maneira ordenada e de acordo com nossa política habitacional. Regularizando essas áreas, antes esquecidas, queremos dar um basta em invasões na nossa cidade”, destacou o governador.

“Mutirões de regularização como este irão tirar o Distrito Federal da ilegalidade habitacional. Atualmente, uma em cada três moradias da região está irregular. Faltava empenho político para dar moralidade à aquisição de imóveis. O governo, preocupado com a justiça social, em pouco mais de dois anos já conseguiu trazer segurança jurídica para os proprietários de casas em áreas antes ilegais”, afirmou o secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano, Geraldo Magela.

Garantias - “Moro neste local há 12 anos. Esperei isso por muito tempo. Para quem é trabalhador, ter a segurança da casa própria é um motivo de muita felicidade. Agora, vou ter mais tranquilidade para fazer melhorias no imóvel e poder negociá-lo, em alguma eventual necessidade. Além disso, é um bem que posso deixar para os meus filhos”, comemorou o bombeiro militar, Genildo da Costa, 39 anos.

Aos primeiros ocupantes de becos que receberam autorização do governo, os lotes serão doados. Quem comprou terreno de antigos proprietários, por sua vez, deverá pagar pela área. O valor – inferior ao cobrado pelo mercado – será definido de acordo com as condições estabelecidas pela Secretaria de Estado de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab).

Os imóveis que não se enquadrarem nas condições previstas em lei serão objeto de licitação. Nesse caso, caberá ao vencedor do processo pagar ao ocupante a quantia correspondente às benfeitorias realizadas no lote.

O valor arrecadado com a venda dos imóveis será destinado ao Fundo Distrital de Habitação de Interesse Social (Fundhis), que tem por objetivo a centralização e o gerenciamento dos recursos orçamentários voltados para programas e políticas habitacionais de relevância social.

Legalidade – Os interessados em regularizar os lotes – sejam doados ou adquiridos por meio de terceiros – devem procurar a Sedhab para normalizar a situação do seu imóvel. Para tanto, precisam preencher um requerimento disponível no site (www.regularizar.df.gov.br). Após análise das informações, o morador entregará a documentação necessária para fazer a escritura.

Para acelerar a documentação dos terrenos, a Sedhab assinou convênio com a Associação dos Cartórios (Anoreg/DF) e diminuiu o valor da taxa de escritura. Com o benefício, válido até 31 de dezembro deste ano, os custos cartoriais para emissão do documento foram reduzidos de R$ 1.214,85 para R$ 197,74.

Regularizou, é seu! – Lançado pela Sedhab, em 26 de setembro de 2012, é destinado a regularizar cidades e parte de cidades, terrenos de templos e entidades de assistência social, condomínios e terras rurais. O mutirão incentiva as pessoas que moram em áreas regularizadas, sem a posse definitiva do imóvel, a adquirir suas escrituras.

Participaram da entrega das escrituras, o vice-governador Tadeu Filippelli, os deputados distritais Patrício e Luzia de Paula, o comandante dos Bombeiros Gilberto Lopes e o presidente da Anoreg, Alan Guerra. (Tiago Pegon, da Agência Brasília)

 

Em audiência pública promovida pelo deputado Chico Vigilante nessa sexta-feira (8), na Associação dos Moradores do condomínio Porto Rico, em Santa Maria, a partir das 19hs, diversos resultados foram apresentados já no sentido de regulamentar o setor. Entre eles, 187moradores já estão aptos a iniciar o processo de habilitação a partir desta segunda-feira (10). De acordo com a Codhab, o Projeto Habitacional estará pronto em menos de um mês.

Uma primeira reunião aconteceu também por iniciativa do deputado no fim do mês de outubro. De acordo com Chico Vigilante, eles chegaram à reta final. “Por que o acordo com o proprietário da região e o Governo do Distrito Federal foi feito e dentro de 20 dias o projeto habitacional estará pronto para revisão, e em seguida, à disposição do governador Agnelo Queiroz para ser aprovado por meio de decreto”, explicou ele.

O parlamentar ressaltou que o GDF firmou compromisso de regulamentar o Condomínio Porto Rico como sendo prioridade. Assim, disse ele, em breve o local receberá o nome de Setor Habitacional Ribeirão.

Durante o evento, o presidente da Companhia de Desenvolvimento Habitacional do Distrito Federal (Codhab), Luciano Queiroga, informou que 187 moradores poderão iniciar a partir dessa segunda-feira (10), o processo de habilitação para o título de concessão de uso. Para iniciar o processo, os moradores deverão procurar a Codhab e apresentar os documentos, entre os dias 17 e 21, deste mês.

A decisão foi publicada no Diário Oficial do Distrito Federal de sexta-feira (7). “O número não foi por acaso, estas pessoas estão morando em áreas de risco, e precisam ser realocadas”, explicou Queiroga aos moradores.

Chico Vigilante pediu ao representante da Codhab, para que uma equipe fosse deslocada ao local para atender os moradores, para que eles possam entrar com processo de habilitação das moradias. A solicitação foi prontamente atendida por Queiroga. Segundo ele, a equipe atenderá aos moradores, no dia 17 deste mês, para entregar a documentação no Porto Rico.

O presidente da Codhab frisou, ainda que o processo está apenas começando. Cada caso está sendo analisado individualmente e os moradores receberão uma resposta separadamente para cada situação.

A coordenadora da Secretária de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda do Distrito Federal (Sedest), Giane Márcia, informou que assim que o processo de regulamentação estiver em fase de implementação, a Sedest poderá instalar um Centro de Referência de Assistência Social no Condomínio.

Por sua vez, o representante da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb), Antonio Arada, disse que em um mês a obra da Estação Elevatória de Esgoto estará licitada e a obra iniciada. “A estação bombeará o esgoto para a estação de Santa Maria, que é próximo daqui, e então poderemos colocar o tratamento do esgoto para funcionar no Condomínio Porto Rico”, explicou Arada.

Já a representante da Secretária de Obras, Marise Medeiros, informou aos presentes que está esperando a captação de recursos para que o projeto de pavimentação e drenagem do local.

A presidenta dos moradores do Condomínio Porto Rico, Terezinha da Silva disse que se sentiu muito feliz com as notícias apresentadas. Ela informará aos moradores contemplados inicialmente para a habilitação que entrem em contato com ela para maiores detalhamentos.

Ao fim da audiência, Chico Vigilante enfatizou: “nós não vamos parar enquanto as pessoas não estiverem com as escrituras nas mãos. E depois disso, continuaremos atrás de benefícios para os moradores do Porto Rico”, afirmou. Um próximo encontro com os moradores foi pré-agendado por Chico para o dia 15 de março de 2013. A meta é continuar discutindo as ações em prol dos moradores da região para acelerar a regularização do condomínio.

Também estiveram presentes os representantes da CEB, Olga Sales, da Secretária de Obras do DF, Marise Medeiros, da Companhia Imobiliária de Brasília (Terracap), Reginaldo Vaz, o administrador de Santa Maria, Néviton Perreira, e o promotor de Justiça de Santa Maria, Alan Estevão.

 

Foto Letícia Verdi

Para dar ênfase aos valores produzidos pela escola pública, sobretudo os talentos do Distrito Federal, o deputado Chico Vigilante, líder do Bloco PT/PRB, levou ao ministro da Educação, Aloísio Mercadante, no início da noite desta quinta-feira (6), alunos do Centro de Ensino Médio no. 09, no Setor O, na Ceilândia. Os seis estudantes foram selecionados para o Quanta Internacional Competition for Science, Mental Abilitty and Eletronics 2012, competição internacional de conhecimento que será realizada em Lucknow, na Índia, depois dos bons resultados obtidos em mais de 16 competições de conhecimentos realizadas no Brasil, na área de Matemática, Astronomia, Química, Física, computação e habilidade mental.

Os estudantes ficaram muito à vontade na presença do ministro, que os recebeu com entusiasmo. Aloísio Mercadante se apresentou a cada aluno de maneira calorosa, fez brincadeiras, perguntou a eles em que área iriam competir e se interessou por detalhes da competição. E ainda deu dicas sobre a cultura e os costumes da Índia aos estudantes.

O ministro parabenizou os seis atletas dos conhecimento da Rede de Ensino Público da Ceilândia. E enfatizou: “Arrasem com eles, mas fiquem certos de que só pelo fato de ter chegado até aqui, de competir, vocês já são vencedores e estão de parabéns pela conquista”. O ministro também falou sobre todos os programas oferecidos pelo Ministério da Educação, e lembrou aos estudantes que no ano que vem têm ENEM, para eles estudarem bastante, passar n aprova e aproveitar as vantagens oferecidas pelo Programa.

Mercadante também estimulou os competidores a, independente do resultado obtido na competição internacional, a continuarem estudado com afinco e empenho. E adiantou que a partir do ano que vem, serão criadas cotas para estudantes da Rede Pública nas Universidades Federais do País inteiro.

Igor Magri, 17 anos, estudante do ensino médio, argumenta que a experiência de participar da primeira Olimpíada Internacional do Conhecimento é motivo de grande felicidade para a equipe. “O melhor disso tudo é que estamos tendo por meio do nosso próprio rendimento, a certeza de que os nossos estudos estão valendo muito à pena”. E completa: “Esperamos superar as nossas próprias expectativas na Quanta”.

O entusiasmo do ministro com a visita dos campeões do DF foi tanta que prometeu visitar a garotada no CEM 09 do Setor O, na volta deles da Índia. Mercadante também ofereceu ajuda no sentido de aproximar a delegação com representantes da Embaixada do Brasil e consulados na Índia, além de estreitar o intercâmbio da equipe com a Embaixada da Índia no Brasil.

O deputado ficou muito feliz com o encontro e ressaltou que o intuito dele ao solicitar a reunião com o ministro foi o de promover os talentos gerados pela educação pública para instigar os estudantes e professores a se empenharem cada vez mais e também ao ministro para que invista cada vez mais na educação pública.

A Quanta é uma das competições científicas internacionais mais conceituadas no mundo. Os estudantes ficarão na Índia de 15 a 18 de dezembro. Ao todo, 40 países participarão da competição, que acontecerá na maior escola do mundo, a City Monte Ssori School.