Archive for the ‘Sem Categoria’ Category

 

Maior concurso nacional de beleza está programado para as 21h, no Hotel Nacional

A capital federal será palco nesta quinta-feira (15) de um dos concursos de beleza mais aguardados do ano, o Miss Brasil. Participam da edição deste ano 23 meninas que representarão seus estados, às 21h, no salão azul do Hotel Nacional de Brasília. A vencedora representará a beleza brasileira no Miss Globo Internacional.

“Esta é a vigésima vez que realizamos o evento em Brasília. Fomos reconhecidos pela Embratur – Instituto Brasileiro de Turismo – como o concurso oficial do Miss Brasil. A novidade deste ano é que vamos homenagear o cantor Jair Rodrigues colocando suas músicas ao longo do desfile”, afirmou o presidente do concurso, Danilo D´Ávila.

Horas antes do concurso, as beldades aproveitaram o dia para conhecer os pontos turísticos da capital, como o Congresso Nacional, Templo LBV, Torre de TV, Catedral Metropolitana de Brasília. “Todas ficaram fascinadas com a arquitetura de Brasília. É representativo que o concurso de Miss Brasil aconteça na capital”, disse a Miss DF, Thaís Fernandes, 21 anos.

As candidatas foram eleitas ou indicadas por méritos nos respectivos estados de origem. Para participar é preciso ter entre 17 e 25 anos e disponibilidade para viajar, além de falar, pelo menos, um idioma estrangeiro e participar de ações de filantropia. O concurso conta com o apoio da Secretaria de Turismo do DF.

“Entre os requisitos que contemplam o título de miss Brasil estão beleza, postura de passarela, simpatia, elegância, ou seja é o conjunto”, disse o presidente do concurso, Danilo D´Ávila. A miss vencedora da edição anterior, Sheislane Hayalla, 22 anos, desejou sorte às candidatas “Honrem esse título, apoiem as causas sociais e não esqueçam dos amigos e familiares”.

 

Ato aconteceu na Terracap, que é a proprietária do Estádio Mané Garrincha. PM usou spray de pimenta para conter manifestantes; homem se feriu

Do G1 DF – Um grupo ligado ao Movimento dos Trabalhadores Sem Teto invadiu o prédio da Terracap, companhia imobiliária do governo do Distrito Federal e proprietária do Estádio Nacional Mané Garrincha, na manhã desta quinta-feira (15) em um protesto contra a realização da Copa do Mundo. A Polícia Militar chegou a usar cassetetes e spray de pimenta para conter os manifestantes. Segundo o Corpo de Bombeiros, não houve registro de feridos, embora um homem tenha dito que sofreu corte na cabeça. Cerca de 500 pessoas participaram da ação.

Dirigente nacional do movimento, Edson Silva afirmou que o grupo está indignado porque a Terracap está vendendo muitos terrenos para pagar os custos da obra do estádio, avaliada em R$ 1,2 bilhão, em vez de priorizar as pessoas que precisam de moradia na capital do país.

O homem afirmou que o grupo só vai deixar o espaço depois de conversar com o presidente da companhia. Segundo ele, foram contratados 11 ônibus para transportar os manifestantes – a maioria é de Ceilândia, distante a 26 quilômetros do local. A Terracap disse que está disposta a negociar com os manifestantes e que aguarda eles se organizarem para isso.

Com um pequeno sangramento na cabeça e olhos avermelhados, o militante Weldor Pessoa afirma que houve excesso da polícia. “Foi uma entrada pacífica”, disse.

Liziane Fernandes, que levou o filho de 3 anos para o protesto, também reclamou. Ela afirma que um PM falou que ela não deveria estar lá e que ele poderia levar a criança.

Comandante da operação, o tenente-coronel Koboldt negou que tenha havido excesso na repressão aos manifestantes. Ele disse que os cassetetes e o spray de pimenta de fato foram usados, mas porque, mesmo recebendo um aviso de que não poderiam invadir prédio público, o grupo insistiu em entrar na Terracap.

“Escoltamos esse grupo desde Ceilândia. Eles tinham dito que iriam para a Praça do Buriti [que fica próxima à Terracap], mas, chegando lá, se dispersaram. Um grupo saiu correndo, e os policiais foram atrás. Alguns manifestantes chegaram primeiro e entraram no prédio. Nós avisamos que não podiam fazer isso, mas insistiram”, disse ao G1.

A manifestação foi batizada de “Copa sem povo, estou na rua de novo” e ocorre paralelamente em São Paulo. A previsão é de um novo ato aconteça em Brasília nesta quinta, no final da tarde, partindo da Rodoviária do Plano Piloto.

A Polícia Militar informou que escalou 50 homens para acompanhar o ato, que pode se espalhar para outros pontos da região central. Os homens foram espalhados em pontos estratégicos da cidade, como a Rodoviária do Plano Piloto, a Praça dos Três Poderes, o Complexo da República e o Estádio Nacional.

Francisco Caputo

Francisco Caputo

O advogado Francisco Queiroz Caputo Neto vai receber o título de cidadão honorário do Distrito Federal em solenidade nesta quarta-feira (14), às 19 horas, no plenário da Câmara Legislativa.

Caputo obteve notoriedade ao presidir a OAB-DF no triênio de 2010 a 2013. Venceu a eleição, com 4.783 votos usando o bordão Questão de Ordem.

Na época declarou que sua candidatura significava “o retorno do advogado militante à OAB. Representa a renovação de práticas na entidade, principalmente pela defesa intransigente das prerrogativas dos advogados”.

Nascido em Juiz de Fora, Caputo fez carreira jurídica em Brasília, após concluir o curdo de direito na Aeudf, em 1994.

Caputo é também pós-graduado em direito e processo do trabalho. Em 2008, Foi incluído pelo Tribunal de Justiça em lista tríplice para integrar a Corte Eleitoral do DF. Filho do juiz Maurício de Campos Bastos, é irmão do ministro do TST Guilherme Caputo e do ex-ministro do TSE Carlos Eduardo Caputo Bastos.

 

O diretor geral do Procon/DF, Wagner Santos, e a secretária adjunta da Secretaria de Justiça Direitos Humanos e Cidadania (SEJUS), Amanda Wanderley, se reuniram, ontem (07) com a secretária adjunta da Secretaria de Administração Pública (SEAP), para tratar das nomeações de novos servidores do primeiro concurso do Procon/DF, iniciado em 2011, conforme o edital nº 01/2011.

Na pauta de reunião foram tratados diversos assuntos relacionados ao quadro efetivo do órgão como: a quantidade de servidores que assumiram e já foram exonerados por conta da aprovação em outros concursos; o número de nomeados que não tomaram posse; o número de cargos extintos para o cumprimento das recomendações do Ministério Público (MPDFT) e de decisões do Tribunal de Contas do DF (TCDF); e, ainda, os cargos que representam prioridade de nomeação para a continuidade do serviço prestado aos consumidores pelo Procon/DF.

“Não falamos em um número específico de novas nomeações. No entanto, todas as providências para a nomeação do maior número de novos servidores foram adotadas no intuito que o Procon/DF possa atender os consumidores com mais presteza e celeridade”, afirmou o diretor geral do Procon/DF, Wagner Santos.

A Secretaria de Administração (SEAP) se comprometeu a realizar todos os esforços para que as demandas do Procon/DF sejam atendidas com brevidade.

Por Zildenor Ferreira Dourado – A Câmara Legislativa entrega nesta quinta-feira (24) o título de Cidadão Honorário de Brasília ao ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Arnaldo Esteves Lima. A homenagem, realizada por iniciativa do deputado Dr. Michel (PP), acontece a partir das 19h no plenário da Casa. Foram convidadas para a solenidade diversas autoridades do meio jurídico.

Arnaldo Esteves Lima nasceu em 1944, em Novo Cruzeiro, no Vale do Jequitinhonha (MG), e chegou a Brasília em 1973, no ano seguinte à conclusão do curso de Direito na Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Na capital do País se destacou em vários cargos na área da Justiça, tendo iniciado sua carreira no serviço público como assistente jurídico do Ministério da Educação (MEC). Foi nomeado ministro do STJ em agosto de 2004. (Coordenadoria de Comunicação Social)

Torcedores do Colorado do DF prometem uma tarde inesquecível no Mané Garrincha na disputa pelo título da Copa Verde e de vaga inédita para a Sul-Americana

O Brasília é um dos principais times do Distrito Federal e o clube profissional mais antigo da cidade. Disputou a 1ª Divisão do Campeonato Brasileiro sete vezes e conquistou oito vezes o título do Candangão. Agora que o time disputa sua decisão mais importante, valendo vaga para uma competição internacional, uma onda vermelha invade Brasília. São os torcedores do time colorado que prometem agitar o Mané Garrincha nesta segunda-feira (21/4).

Como parte das comemorações do aniversário de 54 anos da cidade, o Brasília enfrenta o Paysandu (PA) às 17h, na arena brasiliense, na final da Copa Verde. Se conquistar a taça, a equipe ganha ainda uma vaga inédita para o DF na Sul-Americana de 2015. Entre aqueles que já garantiram o seu ingresso para a partida está o analista de sistemas Allison Roberto, de 31 anos.

Morador do Guará, sempre acompanhou os jogos do time colorado. “Vamos fazer bonito no Mané Garrincha”, aposta o torcedor. Allison não estará sozinho. Vai levar toda a família, inclusive o pai Francisco Sousa, de 62 anos, que o incentivou a amar e honrar a camisa do clube. “Meu pai foi o grande responsável por isso. Mais que ver um jogo do Brasília é poder viver esses momentos que irão ficar para o resto da vida. Ainda mais o Colorado conquistando o título no palco que irá receber a Seleção Brasileira na Copa”, ressalta emocionado.

Entusiasmo – O assistente social Danilo Simão, de 30 anos, morador de Taguatinga, também faz parte da legião de admiradores do time da capital. Ele diz que o clube do DF representa um futebol de qualidade. E destaca a importância do Mané Garrincha para o esporte: “A partida está sendo um presente para todos os brasilienses. Um espetáculo e uma grande festa. É claro que vamos ver o Brasília garantir mais um título”.

Outro torcedor que apoia e incentiva o time do DF é o técnico de informática Rafael Vargas, de 31 anos. Natural de Porto Alegre (RS), o morador de Águas Claras adotou a equipe e a cidade como suas paixões. “Estou aqui desde 2002, e quando vi a equipe do Brasília jogar foi amor à primeira vista. Adotei o time no meu coração. São essas coisas que não se explicam”, declara Rafael.

Ele conta que não deixa de acompanhar nenhum jogo do Brasília e que já fez loucuras para ver o time de pertinho. “Já fui a outros estados, em caravana, apoiar o clube. Ganhando ou perdendo estive lá. Mas no aniversário da cidade vou gritar gol para todo o estádio ouvir e dizer que somos campeões”, afirma.

A partir de R$ 1 – Para estimular ainda mais a participação dos torcedores, a diretoria do Brasília colocou ingressos a venda a partir de R$ 1. O clube está mobilizando toda a cidade, com a venda de bilhetes em diversos bares. “É um momento extraordinário para o futebol do Distrito Federal. Esperamos um resultado positivo para a equipe, e que a torcida compareça em peso e participe da festa”, reforça o presidente do Brasília FC, Luiz Carlos Alcoforado.

Quem ainda não garantiu o seu ingresso pode, também, participar da promoção “Torça por Brasília”, no Portal Brasília na Copa. Os leitores serão presentados com cinco pares de entradas. Para participar basta clicar aqui.

Confira os preços e pontos de venda:

Preços:

- Arquibancada superior: R$ 1 (Sócio-Torcedor e Torcedor do Futuro)

- Arquibancada inferior: R$ 1 (Sócio-Torcedor e Torcedor do Futuro) / R$ 10 (meia-entrada) / R$ 20 (inteira)

- Área VIP (Hospitality): R$ 30 (meia-entrada) / R$ 60 (inteira)

Pontos de venda:

- Sede do Brasília Futebol Clube (Setor Comercial Norte, Quadra 1, Bloco F, Sala 1017 – Edifício America Office Tower)

- Pirma Artigos Esportivos (SRS 513, Bloco C, Loja 62 – Asa Sul)

- Bilheteria móvel na frente do Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha – apenas no dia do jogo.

morar

Mais de 92 mil famílias já foram beneficiadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem

O GDF, por meio da Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) e da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), habilitou mais 1.024 famílias pelo Programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem. O anúncio foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta terça-feira (15).

Com a nova lista, já são 92,1 mil famílias que comprovaram os dados do cadastro e estão de acordo com a política habitacional do DF. Conforme a secretária de Habitação, Jane Diehl, trata-se de um importante passo na conquista da casa própria.

“É uma etapa avançada do programa. Após a habilitação, os dados dessas famílias serão encaminhados ao banco, para a assinatura do contrato de financiamento”, explicou Diehl.

Da nova relação, 780 famílias são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 244 da Relação de Inscrições por Entidade (RIE), com indicação de cooperativas. Desse montante, 238 morarão em prédios construídos por empresas, quatro em apartamentos erguidos por cooperativas habitacionais e dois foram indicados para o Projeto H4, em Samambaia.

Para participar do Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação — uma das ferramentas do Programa Morar Bem. Ao todo foram 375.960 candidatos inscritos, sendo 323.015 na RII e 52.945 na RIE.

O público poderá conferir o trabalho dos fotógrafos Márcio Borsoi e Carlos Neto até o dia 27 de abril, no Piso 2 do Pátio Brasil Shopping

amoAté o dia 27 de abril, quem passar pelo Piso 2 do Pátio Brasil vai se reapaixonar por Brasília uma, duas, três… vinte vezes! Isso porque os corredores do shopping estão ocupados por vinte imagens belíssimas dos fotógrafos Márcio Borsoi e Carlos Neto. A exposição começou nesta segunda-feira e foi montada especialmente para o aniversário da capital. A entrada é franca e o público pode visitar o espaço durante o horário de funcionamento do shopping.

Márcio Borsoi é bastante conhecido entre os principais jornais da cidade. Várias de suas fotografias nas áreas de arquitetura e design de interiores já foram publicadas nos jornais Correio Braziliense, Jornal de Brasília e Jornal da Comunidade. Suas fotos também foram selecionadas para exposições em todo o país e para um concurso em Madri, na Espanha. Já Carlos Neto é engenheiro carioca e acabou virando fotógrafo por vocação. Suas fotos geralmente retratam a natureza, a paisagem urbana e as festas populares.

 IMG_9239

Servidores do Serviço de Limpeza Urbana (SLU) que exerciam a função de orientadores e trabalhavam nas ações educativas do órgão participaram de uma audiência pública na manhã desta sexta-feira (11), por iniciativa do deputado Wasny de Roure (PT), presidente da Câmara Legislativa, para debater as atribuições da categoria. Elas estão suspensas desde a inclusão na Carreira de Políticas Públicas e Gestão Governamental (PPGG) do GDF. O evento realizado no auditório da Câmara contou com a presença de representantes do SLU, da Secretaria de Governo, do Sindireta, ASLU e do Fórum permanente dos Integrantes das Carreiras Típicas de Estado.

“Nós estamos em busca dos nossos direitos constitucionais como cidadãos e servidores públicos concursados”, observou Adalmy Araújo Bezerra, servidor do SLU, que apresentou as reivindicações da categoria. São cerca de 150 orientadores que, desde janeiro passado, deixaram de exercer suas funções “e temem pelo futuro”, segundo Bezerra. De acordo com ele, desde o ano 2000, com as seguidas contratações de empresas terceirizadas pelo GDF para o serviço de limpeza urbana, os problemas começaram. “Mais recentemente, o governo anunciou a coleta seletiva, e nós fomos preteridos do processo, mesmo tendo experiência na área de educação ambiental”, explicou. Outro problema que os servidores apontaram é o corte da gratificação de transporte (R$ 420,00), que o SLU não vem pagando desde que os orientadores passaram a integrar a carreira PPGG. “Queremos que sejam definidas legalmente nossas atribuições dentro da nova carreira”, reivindicou Bezerra.

Após ouvir os servidores, o deputado Wasny de Roure frisou que as propostas apresentadas via Ofício- entregue pela Finacate durante o evento – será entregue ao governador e as secretarias envolvidas na questão. Representantes de entidades sindicais também discursaram em apoio ao pleito dos orientadores do SLU. Pelo GDF, participou da audiência Rogério Venâncio, assessor especial da Secretaria de Governo apresentou, na oportunidade, apresentou uma estudo feito por um grupo de trabalho sobre a questão.

São oferecidas 17 vagas e interessados devem enviar currículo entre 11 e 18 de abril

A Secretaria de Planejamento e Orçamento do Distrito Federal (Seplan) seleciona servidores para atuarem na Unidade de Correição e Tomada de Contas de Empresas Vinculadas (UCTCE). A seleção é destinada somente aos servidores efetivos do Governo do Distrito Federal (GDF).

São 17 vagas ao todo, distribuídas da seguinte forma: oito para a Gerência de Procedimentos Disciplinares (Geprod) – uma para gerente (DFG-14), uma para Suporte de Procedimentos e seis como membros de Comissão de Procedimento Disciplinar. Já para a Gerência de Tomada de Contas Especial (GETCE), estão sendo destinadas cinco vagas para Processante de TCE e quatro para Processante de Instrução Prévia, na Gerência de Instrução Prévia (Geinp).

Os requisitos exigidos para os cargos são organização, proatividade e facilidade de trabalhar em equipe. Para a vaga de gerente é necessário ter experiência em procedimentos disciplinares.

Os interessados devem enviar o currículo, entre 11 e 18 de abril, para o e-mail ucte@seplan.df.gov.br, com o nome do candidato, vaga pretendida, telefone de contato, endereço eletrônico, experiência no serviço público, formação acadêmica, carreira, carga horária e lotação no órgão de origem.

Os candidatos selecionados serão entrevistados na UCTCE/Seplan. Os aprovados poderão passar por treinamento antes do início das atividades.

 Serviço:

serviço

Cronograma:

cronograma

Foto:Dênio Simões/GDF

Foto:Dênio Simões/GDF

Sistema começará a funcionar em Brasília até o início da Copa do Mundo; depois será estendido às demais cidades

Por Ailane Silva – Um novo sistema com tecnologia de última geração foi lançado nesta terça-feira (8) pelo GDF, com a criação do Centro de Gestão Integrada (CGI). A ferramenta permitirá o monitoramento em tempo real de informações estratégicas sobre Brasília, inicialmente com ênfase na segurança pública para a Copa do Mundo de 2014.

“Estamos buscando o que há de melhor e mais tecnológico no mundo. O Centro de Gestão Integrado é um esforço para tornarmos a administração pública extremamente eficiente para o nosso povo”, destacou o governador Agnelo Queiroz.

Apresentado aos dirigentes de todas as pastas do governo, em reunião no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, o CGI integrará dados de todas as áreas e funcionará vinculado a um sistema com aproximadamente 7 mil sensores instalados no DF, sendo três mil câmeras. O objetivo é aumentar a segurança, o controle, a tomada de decisão e o aprimoramento dos serviços públicos.

O CGI, que funcionará no Centro Integrado de Atendimento e Despacho (Ciade), receberá investimento de R$ 700 milhões ao longo de 15 anos e será administrado pelos servidores do GDF. As atividades de gestão da implantação serão coordenadas pelo Comitê Gestor do CGI, formado pela Casa Civil da Governadoria e as secretarias de Segurança Pública, de Governo, de Planejamento e de Comunicação Social.

A infraestrutura e atualização tecnológica serão responsabilidade do Consórcio Iten, vencedor da licitação, que possui fornecedores e fabricantes no Brasil, Israel e Estados Unidos.

O sistema, que também está interligado a três mil tablets distribuídos entre os servidores públicos, funcionará com base em variadas análises. Uma delas é a comportamental, feita a partir das imagens das câmeras transmitidas à central de monitoramento.

“As câmeras possuem tecnologia self learning para que elas ‘aprendam’ sobre o cotidiano de cada local e saibam quando está ocorrendo uma situação adversa, como um incêndio. Ao perceber anormalidade, por exemplo, ela dispara um alerta automaticamente para acionar os órgãos”, explicou o coordenador do Consórcio Iten, Rodnei Kojima.

Segundo Kojima, outras situações que podem ser controladas pelo novo sistema são possíveis manifestações ou desvio de veículo para outras vias, em caso de acidentes. “Isso é indispensável para uma tomada de decisão rápida dos órgãos do governo, que funcionarão com maior eficiência”, complementou.

Outra novidade será a verificação das redes sociais, em que o GDF ficará ciente das necessidades da população, como instalação de postos de saúde, delegacias e escolas.

Além disso, o CGI permitirá a realização de atendimentos e despachos emergenciais rapidamente, já que informações repassadas ao Corpo de Bombeiros, Samu, Polícia Militar e outros órgãos serão georreferenciadas. Para isso, todas as viaturas receberão dispositivos móveis.

Para garantir melhor gestão pública, a inovação também proporcionará a localização de toda a rede de serviços públicos, ou seja, de hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) e quartéis, entre outras estruturas públicas. Os projetos, metas e situação de cada um deles também serão descritos para acompanhamento pelos seus administradores.

Para o secretário-chefe da Casa Civil, Swedenberger Barbosa, a implantação do CGI será de suma importância para o DF. “O fato de se ter em um único ambiente as informações das áreas do governo responsáveis por políticas públicas que mais afetam a população dá mais condições para tomadas de decisões mais precisas”, explicou.

TREINAMENTO PARA A COPA – Os servidores do GDF participarão de oficinas temáticas para utilização do CGI. Os encontros ocorrerão no auditório Buriti, do Centro de Convenções Ulysses Guimarães, das 9h às 12h, e das 14h às 18h.

Nesta quarta-feira (9), o assunto será “Plataforma de comunicação, atendimento e despacho e viatura embarcada”. Na quinta-feira, os participantes serão orientados sobre “Sistema de análise comportamental (imagens) e gerenciamento de situações”. Já na sexta-feira, o tema será “Análise de redes sociais”.

Além disso, de 14 a 18 de maio, haverá a “Preparação para a FIFA World Cup 2014″, e, no dia 15 de julho, oficina “Gestão de governo”. (Agência Brasília)

Presidente do STF cobrou explicações do governador do Distrito Federal. Barbosa determinou fim de ‘aparentes regalias’ a presos do mensalão.

Mariana Oliveira Do G1, em Brasília – O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz (PT), enviou documento ao Supremo Tribunal Federal (STF) na sexta-feira (4) no qual nega que tenha concedido “regalias” a presos do processo do mensalão do PT que estão detidos em presídios nos arredores de Brasília.

Agnelo Queiroz disse ainda que o presidente do Supremo, Joaquim Barbosa, fez “afirmação ofensiva” ao dizer que faltou disposição do governador em colaborar com a apuração das supostas regalias. Para Joaquim Barbosa, Agnelo Queiroz agiu com “desdém” e deu “indicação clara de sua falta de disposição para determinar a apuração dos fatos narrados”.

“Repilo, com veemência, a afirmação ofensiva de Vossa Excelência, no sentido de que minha atitude caracterize ‘desdém para com a autoridade judicial’. [...] Com efeito, Vossa Excelência, ao considerar que o Governo do Distrito Federal deixou de prestar informações solicitadas, conclui equivocadamente que estaria contribuindo para que ilegalidades se perpetuem. Trata-se de afirmação grave e despida de qualquer amparo na realidade dos fatos”, afirmou o governador.

Na terça (1º), Joaquim Barbosa determinou que as autoridades do sistema penitenciário do Distrito Federal tomassem providências para acabar com “aparentes regalias”. A decisão foi tomada após documentos que apontaram privilégios a condenados no processo do mensalão terem sido enviados do Tribunal de Justiça do Distrito Federal para o Supremo.

Denúncias publicadas pela imprensa indicavam privilégios como alimentação diferenciada e visitação fora do horário permitido ao ex-ministro da Casa Civil José Dirceu, preso no presídio da Papuda, e ao ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares, detido no Centro de Progressão Penitenciária (CPP).

O jornal “Folha de S.Paulo” noticiou ainda que o ex-deputado federal Valdemar Costa Neto, também preso no CPP, recebeu políticos durante o horário de trabalho externo e foi ao drive-thru de uma lanchonete McDonald´s.

Ao determinar providências às autoridades do DF, o presidente do Supremo questionou o pedido de investigação feito por Agnelo em relação à conduta do juiz da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal Bruno Ribeiro, designado por Barbosa para a execução das penas do mensalão.

Agnelo questionou o fato de o juiz ter pedido informações sobre as supostas regalias e ter citado uma “ingerência” do Executivo no sistema prisional e pediu que o magistrado fosse investigado. Joaquim Barbosa defendeu a atuação do juiz da VEP.

No ofício ao presidente do Supremo, Agnelo Queiroz disse que nem Bruno Ribeiro e nem Joaquim Barbosa detalharam quais irregularidades foram cometidas no sistema prisional do Distrito Federal.

“Em momento algum de minha manifestação ao Juíz de Direito Substituto da Vara de Execuções Penais do Distrito Federal adotei qualquer postura desrespeitosa, como não admito que se suscite ilações infundadas sobre eventual falta de disposição de minha parte para determinar a apuração de fatos. Vossa Excelência [...] como o Juíz de Direito que tenha recebido delegação para implementar a execução penal correspondente têm a obrigação em declinar com precisão quais são os fatos caracterizadores de suposta irregularidade, cuja apuração é suscitada. Vossa Excelência tem a obrigação de informar onde estas supostas irregularidades foram noticiadas”.

O governador afirmou ainda, no documento, que todos os magistrados devem tratar as partes de um processo “com urbanidade”. “Tratar com urbanidade as partes envolvidas em qualquer processo judicial constitui dever legal de todo magistrado.”

 1

O presidente do Grupo Parlamentar Brasil – Equador, deputado federal Vitor Paulo, deu início a Missão Oficial na República do Equador. O primeiro encontro aconteceu na segunda-feira (31) no Palácio Carondelet, onde ocorreu a troca da Guarda Presidencial, e foi recebido pelo presidente Rafael Corrêa e o vice-presidente Jorge Glass. Na ocasião, o parlamentar republicano presenteou Corrêa com o mascote “Fuleco”, símbolo da Copa do Mundo FIFA de 2014.

Na terça (01), o grupo participou de uma reunião de trabalho com o Grupo Parlamentar de Amizade Equador-Brasil, presidido pela congressista Verônica Rodrigues. Um dos temas que nortearam o encontro foram questões relacionadas à sustentabilidade, meio ambiente, recursos hídricos e renováveis e as legislações vigentes em ambos os países. Também aproveitaram a oportunidade para trocar experiências e estreitar os laços entre as nações.

Integram a comitiva os deputados Edinho Bez e Eurico Junior. A missão termina no próximo dia 5 de abril.

Ao todo, foram 115 mil inconsistências no envio do Livro Fiscal Eletrônico identificadas após reclamações de contribuintes

Cerca de 7 mil estabelecimentos comerciais do Distrito Federal, cadastrados no programa Nota Legal, apresentaram inconsistências no Livro Fiscal Eletrônico (LFE), identificadas pela Secretaria de Fazenda (SEF/DF) após analisar reclamações feitas por consumidores.

O não preenchimento correto dos dados pode acarretar multa de R$ 65,63 para cada documento fiscal contestado. Por isso, servidores da pasta convocaram representantes dos estabelecimentos para corrigir as falhas antes da aplicação da multa.

Ao todo, 115 mil reclamações foram consideradas procedentes e serão encaminhadas pela pasta para autuação, caso não ocorra a declaração correta do documento fiscal no LFE a tempo. A falta de informações nos blocos de documentos, da base de cálculo das operações ou do número do CPF do adquirente foram os principais problemas encontrados.

“A maior parte dos erros das empresas emitentes dos documentos fiscais se deve a problemas técnicos na geração do Livro Fiscal Eletrônico, como má configuração do aplicativo utilizado na emissão”, afirmou o gestor da Gerência de Execução de Projetos Especiais, José Ribeiro da Silva Neto.

AUTUAÇÕES - Segundo Ribeiro, foram emitidas mais de 196 mil multas em 2013, de uma a 1.755 por empresa. Comparado aos anos anteriores, representou um crescimento de 443% (veja tabela abaixo).

 Ano

Nº de multas

2010

7.804

2011

30.482

2012

36.100

2013

196.233

O incremento se deu após a implementação do Auto de Infração Coletivo – quando a Secretaria de Fazenda passou a agrupar em um só documento todas as multas destinadas a determinada empresa. “Antes, era gerado um auto para cada reclamação analisada como procedente, o que aumentava em muito o custo processual das autuações”, explicou Ribeiro.

O comparativo entre o número de documentos fiscais e o de reclamações ao longo do tempo sinaliza o aumento das declarações espontâneas das empresas, o que reduziu as contestações dos consumidores.

Empresas e escritórios de contabilidade devem estar atentos para identificar a causa e solucionar o problema rapidamente, para evitar o desgaste de imagem com o cliente, e posteriores autuações pelo governo.

ACOMPANHAMENTO – A Secretaria de Fazenda disponibiliza na área restrita do Agenci@Net diversas consultas para monitorar os documentos fiscais declarados e a situação das eventuais reclamações.

A qualquer momento podem ser feitas retificações no Livro Fiscal Eletrônico e, quando realizadas antes das autuações, evitarão a aplicação da multa. “Se a declaração do documento for posterior à aplicação da penalidade, o envio do LFE não possibilitará a anulação”, advertiu Ribeiro.

Semanalmente, a SEF/DF realiza reuniões com os representantes contabilistas para sanar dúvidas em relação ao correto envio do LFE e outras sobre o Nota Legal. Desde que a iniciativa surgiu, em abril de 2012, mais de 495 contadores participaram das reuniões realizadas, sempre às quintas-feiras, no período vespertino.

Os interessados devem se inscrever pelo site do Conselho Regional de Contabilidade do DF (www.crcdf.org.br), clicando no banner LFE. As reuniões têm o limite de 20 contadores por encontro.

Deputada Eliana Pedrosa

Deputada Eliana Pedrosa

Pré-candidata ao Palácio do Buriti, deputada Eliana Pedrosa não acredita em polarização na eleição para o GDF

A renovação na Câmara Legislativa do Distrito Federal promete ser recorde em 2014. Uma das parlamentares que descarta categoricamente a reeleição é a deputada Eliana Pedrosa (PPS), que hoje é pré-candidata ao Palácio do Buriti. Eliana, desde que entrou na política, é presença constante nas cidades do DF, escutando na ponta os problemas enfrentados diariamente pelos moradores.

Em entrevista exclusiva ao Jornal Coletivo, Eliana fala sobre o quadro eleitoral para outubro. Ela acredita que não haverá polarização e que pelo menos quatro candidaturas ao GDF devem prosperar com chances de vitória e que isso é bom para a cidade que está carente de novas ideias e que poderá fazer sua escolha sem ter que optar por apenas duas candidaturas.

Como a senhora avalia os últimos acontecimentos na Câmara? Parece que houve uma espécie de rebelião na base aliada ou não foi isso?

Não sei se foi uma rebelião. Os deputados têm de ser coerentes e se posicionar. Alguns discordavam do governo e se posicionaram. Talvez seja coisa pontual que vá se repetir ou não. Também tem a questão eleitoral. Ninguém pode se dar ao luxo de ir contra a opinião pública.

Falando em eleição, como está o cenário eleitoral na sua visão?

Embolado. Temos a tentativa de reeleição do governo, uma outra chapa montada por dois ex-governadores, e outras forças se mobilizando para consolidar candidaturas. Acho que teremos, pela primeira vez na história do Distrito Federal, quatro nomes concorrendo ao Buriti e com chances reais de sair vencedores nas eleições.

Então não haverá polarização como nos anos anteriores?

Na minha avaliação não. A polarização é ruim para a democracia. O debate tem de ser mais amplo. Todos os nomes colocados – seja o Fraga, o Reguffe, o meu nome ou Rollemberg – têm ideias consistentes para resolver o profundo caos urbano e social em que o DF está mergulhado. Todos nós também queremos fazer o melhor pelo nosso povo e sei que todos iremos ao debate defender a nossa gente.

Então sua candidatura está colocada?

Ninguém é candidato de si mesmo. Estamos tendo muitas conversas para compor um grupo com boas ideias para o DF. Meu nome está a disposição sim, mas não sou prepotente ao ponto de fechar uma chapa sem ouvir as demais forças políticas. Não acho que é saudável fechar questão e achar que todos demais atores tem de vir para o nosso lado por gravidade. Acredito no debate de ideias e é isso que estou fazendo.

E com quem a senhora tem conversado?

Com todos que, assim como eu, acreditam que governar é cuidar das pessoas. Então precisamos convergir ideias nesse sentido. Queremos construir uma candidatura de grupo e que tenha um pensamento mais global e que entenda que o povo precisa de muitas obras, mas precisa também de escolas, creches, saúde e transporte de qualidade. Um pensamento que entenda que a violência não pode se alastrar igual rastilho de pólvora, como está acontecendo hoje. Precisamos de uma chapa que dê exemplo e orgulho para os cidadãos.

Mas voltando à Câmara Legislativa, existe uma avaliação de que nesta eleição haverá uma renovação mais alta na casa do que a de anos anteriores, como a senhora vê isso?

Temos muitos deputados fazendo bons mandatos, mas tem muita gente que corre por fora. Tenho dificuldade de avaliar. Meu sentimento é de que muita gente renovará o seu mandato. No final, acredito que a dança das cadeiras ficará no número histórico de 50% por cento mesmo. A população tem sofrido muitos revesses desde 2009 e está querendo mudanças, mas confio no nosso povo e sei que eles tem responsabilidade. Tem deputados que efetivamente fazem um bom trabalho e esses devem receber mais um voto de confiança da população.

Como quem por exemplo?

Prefiro não responder para não causar ciúmes. (risos)

70372af578cb5eae928a25b06a2bab55_XS

Órgão restringiu férias dos servidores da carreira de policiamento e fiscalização lotados nas unidades de vistorias no período do mundial de futebol

Por Kelly Ikuma – Seguindo a mesma decisão estabelecida aos agentes de trânsito, o Detran-DF suspendeu as férias dos servidores da carreira de policiamento e fiscalização lotados nas unidades de vistorias, entre 9 de junho a 13 de julho, para garantir efetivo total durante os eventos preliminares e a Copa do Mundo de 2014.

De acordo com portaria publicada nesta quinta-feira (20) no Diário Oficial do Distrito Federal, haverá exceções apenas em casos de doença, convocação para júri popular, serviço militar obrigatório e outros por força da lei. Os casos excepcionais serão avaliados pela diretoria geral do órgão, que autorizará ou não o afastamento temporário.

O diretor-geral do Detran-DF, Rômulo Augusto de Castro Félix, ressaltou no documento que esse período demanda efetiva participação do departamento “considerando o respeito aos princípios da continuidade do serviço público e em razão da importância efetiva que representa a atuação do Detran/DF à sociedade”. (Agência Brasília)

Luzia de Paula

Luzia de Paula

Deputada distrital recebeu elogios. (Foto: Carlos Gandra/CLDF)

Por Luís Cláudio Alves – A deputada Luzia de Paula (PEN) deve deixar a Câmara Legislativa no final deste mês, com o regresso do titular do mandato, deputado Alírio Neto, licenciado para chefiar a Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania do GDF. Na sessão ordinária desta terça-feira (18), alguns deputados distritais começaram a se despedir da colega e elogiaram sua atuação e compromisso.

O deputado Olair Francisco (PTdoB) utilizou o horário da liderança de seu partido para parabenizar Luzia por sua dedicação nos últimos três anos. “Foi um orgulho trabalhar com a senhora nesse período e tenho certeza de que no próximo ano estará de volta a esta Casa”, disse.

O deputado Dr. Michel (PP) também reconheceu a atuação da suplente e brincou dizendo que só não votaria nela porque já tinha compromisso com ele mesmo.

Para a deputada Arlete Sampaio (PT), Luzia de Paula deixará muita saudade na Câmara Legislativa. “Tenho convicção de que na próxima legislatura a senhora estará de volta, com um mandato de titular”, assinalou. (Coordenadoria de Comunicação Social)

Foto: Brito/Arquivo

Foto: Brito/Arquivo

Será possível, por exemplo, transferir direito de exploração do serviço aos sucessores, em caso de morte do titular, além do sistema pré-pago nas corridas

Por Cláudio Caxito – Os brasilienses contarão com um sistema de táxis mais moderno, confortável e eficiente a partir da instituição da nova lei que regula o serviço no Distrito Federal. A legislação será sancionada pelo governador Agnelo Queiroz nesta segunda-feira (17) e substituirá a Lei 4.056/2007.

As novas normas são resultantes do Projeto de Lei nº 1.315/12, discutido em audiências na Câmara Legislativa, com a participação do GDF e de líderes da categoria, como sindicalistas e representantes de cooperativas.

Entre as novidades estão a transferência do direito de exploração do serviço aos sucessores, em caso de falecimento do outorgado; sistema pré-pago das corridas; uso de combustível limpo; além de veículos adaptados para pessoas com mobilidade reduzida, como os cadeirantes.

O subsecretário de Transporte da Secretaria de Transporte Público Coletivo e Individual, da Secretaria de Transporte, Ronaldo Persiano, informou à Agência Brasília que a criação do táxi pré-pago proporcionará benefícios tanto para os taxistas, que receberão pelo valor médio do percurso, quanto para os passageiros, que, mesmo tendo de pagar um pouco mais, terão a certeza de que o condutor fará o trajeto mais curto possível e com maior rapidez.

Persiano citou o exemplo de uma corrida entre o Aeroporto Internacional de Brasília e a 216 Sul. Nesse caso, a referência seria a 210 Sul e cobrado o preço médio da distância percorrida, até a 213. Ele informou, no entanto, que a adesão dos motoristas a esse sistema é opcional.

Além disso, a legislação a ser sancionada estabelece que os veículos com combustível limpo (híbrido ou elétrico) e os adaptados terão o benefício de poder permanecer no sistema por oito anos, a fim de compensar os investimentos, contra os cinco dos demais táxis convencionais.

A expectativa é que o edital de licitação para o ingresso de mais 600 permissionários, ampliando o número para 4 mil, seja publicado em abril. Essa concorrência prevê, no mínimo, seis táxis adaptados, além da inclusão de um segundo motorista auxiliar, totalizando três condutores, que, em turnos de oito horas, poderiam trabalhar 24 horas por dia.

“A nova lei proporcionará uma flexibilidade na gestão. Nossos auditores fiscais poderão, por exemplo, retirar de circulação, além do táxi pirata – com as características do veículo legal, incluindo cor e placa –, qualquer carro que estiver fazendo transporte pirata de passageiros”, explicou Persiano.

Hoje, quem precisa fazer qualquer reclamação ou que tenha esquecido objetos no táxi, é só ligar para o telefone 3363-7557 e informar o número da permissão, que fica afixado na porta, ou a placa do veículo. A Secretaria de Transporte tem o cadastro de todos os taxistas e poderá localizá-los com facilidade. (Agência Brasília)

carreta

Unidade de saúde estará na cidade na próxima quinta-feira (6) e atenderá as moradoras até 28 de março

A Unidade Móvel de Saúde da Mulher, mais conhecida como “Carreta da Mulher”, chega ao Recanto das Emas nesta quinta-feira (6) e ficará estacionada no Centro de Saúde Nº 1, Quadra 307, até o dia 28 de março.

“Uma das maiores prioridades do GDF é com a saúde da nossa população. A Carreta da Mulher no ano passado esteve quatro vezes em nossa cidade. Temos uma demanda muito grande das mulheres por exames de prevenção”, afirmou o administrador regional, Stênio Pinho.

Na unidade serão oferecidos, diariamente, 50 exames de mamografia, 50 ecografias e 50 preventivos de câncer de colo de útero, além de aferição de pressão arterial, da taxa de glicemia e testagem rápida para HIV e sífilis.

Para realizar a mamografia, é preciso apresentar o pedido médico, exceto mulheres acima de 40 anos. No caso do exame preventivo de câncer, não há necessidade de requisição médica. Os serviços são oferecidos das 8h às 12h e das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira.

O Programa Saúde Móvel atualmente conta com quatro unidades da “Carreta da Mulher”. Desde 2012, foram realizados mais de 128 mil exames em todo DF. A unidade é equipada com consultórios, sala de exames, espaço para coleta de material, aparelhos de mamografia e ultrassonografia.

Para serem atendidas, as pacientes devem levar o documento de identidade e pegar senha, entregue por ordem de chegada.

SERVIÇO:

“Carreta da Mulher”

Data: De 6 a 28 de março

Local: Centro de Saúde Nº 1, Quadra 307

A Mesa Diretora da Câmara Legislativa do Distrito Federal decidiu, na manhã desta terça-feira (25), prestar solidariedade aos sete policiais que se encontram presos desde a última sexta-feira no 19º Batalhão da Polícia Militar do DF, mais conhecido como “Papudinha”.

Os policiais foram detidos a pedido do comando da Polícia Militar, sob a acusação de estarem incentivando o atraso no atendimento de ocorrências durante a chamada operação tartaruga, por meio de postagens nas redes sociais e troca de e-mails.

Os membros da Mesa Diretora apelam ao governo do Distrito Federal, ao Ministério Público, ao Judiciário local e à OAB/DF que analisem com a urgência necessária uma saída para a situação constrangedora e de fragilidade emocional e psicológica em que se encontram esses pais de família, que não descortinam em curto e médio prazo alternativa jurídica para a situação em que se encontram.

Os militares presos argumentam que tiveram o seu direito de defesa cerceado e que não participaram ou cometeram quaisquer atos ou infrações considerados puníveis pela legislação militar. Sendo assim, os integrantes da Mesa Diretora entendem que esses policiais não são criminosos, mas pais de família em busca dos direitos que lhes foi prometido pelo governo.

A Mesa Diretora e os demais parlamentares reiteram seu apoio à legitimidade das lutas dos policiais militares por direitos trabalhistas, entretanto, expressam sua discordância com atitudes negligentes que possam gerar sensação de insegurança e possibilitem o aumento da criminalidade no Distrito Federal, causando mais sofrimento e vítimas na cidade.

Por fim, a Mesa Diretora se coloca mais uma vez à disposição para participar das negociações entre o GDF e a categoria, com o objetivo de chegar a um acordo que ponha fim à crise na segurança pública do DF, além de acompanhar de perto os desdobramentos para uma solução à prisão dos sete policiais.

Agnelo Queiroz anunciou a destinação de R$ 1,9 bilhão para obras como avenidas e viadutos, creches, rede de esgotamento, asfalto e ciclovias em todo o Distrito Federal. Foto: Roberto Barroso

Agnelo Queiroz Foto: Roberto Barroso

Decisão unânime foi tomada durante reunião do diretório neste sábado. ‘Melhor gestão já vista no DF’, diz direção do PT; alianças não foram definidas.

Do G1 DF – O diretório do PT-DF aprovou por unanimidade neste sábado (22) o nome do governador Agnelo Queiroz (PT) como candidato oficial do partido para reeleição de 2014.

O presidente do partido local, Roberto Policarpo, afirmou que o PT ainda discute as alianças locais com 17 partidos que compõem a base do governo atualmente.

“Além dos partidos de base, estamos conversando com outros partidos como o PDT, o Solidariedade e o PSD, que a gente quer atrair para cá também”, disse Policarpo. “Vamos realizar outro encontro que vai definir as alianças e definir nossas candidaturas em 10 ou 11 de maio.”

De acordo com o site do PT-DF, a “coragem, ética, seriedade, determinação e sua dedicação [do governador Agnelo Queiroz] fizeram com que esta se tornasse a melhor gestão já vista no Distrito Federal”.

“Nesse momento, as pesquisas apontam que o governo vem melhorando. Vamos trabalhar o que temos para mostrar que, em comparação com governos anteriores, o que foi feito em cada área tem muito mais qualidade”, disse Policarpo.

Ao todo, serão construídas 5.904 moradias no Residencial Parque Riacho. Foto: Dênio Simões/ GDF

Ao todo, serão construídas 5.904 moradias no Residencial Parque Riacho. Foto: Dênio Simões/ GDF

Por Beatriz Ferrari – Foram entregues hoje as chaves de 144 apartamentos no Residencial Parque do Riacho, no Riacho Fundo II, para famílias inscritas no programa Morar Bem, do GDF. Ao todo, 5.904 famílias serão beneficiadas no local, em 369 prédios com 16 apartamentos cada.

As famílias beneficiadas estão na faixa 2 do programa, com renda mensal entre R$ 1,6 mil e R$ 3,275. Do total, 4.624 apartamentos têm dois quartos e 1.280, três quartos. Os apartamentos de três quartos custam R$ 85 mil. Já os de dois quartos saem por R$ 75 mil.

A obra deve ser concluída em 2015.

“Tenho só a agradecer. O trabalho foi bem feito e está pronto pra gente morar. É a realização de um sonho”, disse a moradora Marilene Francisca.

O programa conta com 83 mil famílias habilitadas. Atualmente, 93 mil unidades estão em construção. A meta é chegar a 100 mil unidades.

“O que estamos fazendo não é só o atendimento individual, estamos mudando a política habitacional no DF. A política anterior entregava lotes secos, sem nada”, disse o governador Agnelo Queiroz, que participou da cerimônia de validação dos contratos.

O investimento no Parque Riacho foi de R$ 455,5 milhões. O GDF doou o terreno para construção e destinou R$ 62 milhões para pavimentação, obras viárias, drenagem pluvial, luz e esgoto.

“Em seis meses, o parque estará arborizado”, antecipou o secretário de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano do DF, Geraldo Magela.

MORAR BEM – Lançado em 2011, o programa oferece moradia em locais com infraestrutura completa. São apartamentos e casas financiadas por meio do programa federal Minha Casa, Minha Vida.

Entre os critérios para participar estão residir no Distrito Federal nos últimos cinco anos; não ser e nem ter sido proprietário, promitente comprador ou cessionário de imóvel residencial no DF; não ser usufrutuário de imóvel residencial no DF e ter renda familiar de até 12 salários mínimos. (Agência Brasília)

Do R7 – O Ministério Público emitiu um documento determinando a prisão e até expulsão de militares que participarem da Operação Tartaruga no Distrito Federal. Como penalidades, quem participar de qualquer protesto a partir de agora poderá ser advertido e até expulso da corporação.

Na manhã desta quinta-feira (20), um grupo de policiais e bombeiros militares visitou a CLDF (Câmara Legislativa do Distrito Federal) para protestar contra o reajuste oferecido à categoria, publicado no Diário Oficial do DF desta quarta (19). A categoria disse que a assembleia ocorrida nesta terça (18) não foi legítima porque aconteceu apenas entre oficiais, que representam 10% do efetivo, e autoridades.

Apesar disso, o documento do MP é claro: caso uma ordem seja desobedecida por um militar, este deverá receber “imediata voz de prisão pelo crime de insubordinação – caso a recusa seja individual; ou motim, caso a recusa seja coletiva”. O Ministério Público orienta ainda a instauração de um inquérito policial militar para apurar os desvios. Os processos podem resultar em penas que variam de advertência a expulsão da tropa e vale para todos, incluindo praças e oficiais.

“Porque eu quis”: fala de policial militar em manifestação vira piada na internet.

Mesmo com o pedido para que o comando endureça, cerca de mil policiais e bombeiros saíram às ruas para reivindicar. Os militares que estiveram no local reclamam que foram excluídos da votação. Um dos líderes do movimento era o deputado Patrício, do PT-DF. Apesar do aumento dado e da recomendação do MP, o parlamentar ameaça o governo e a população do DF com o retorno da Operação Tartaruga, caso os valores do reajuste não sejam revistos.

— Pode acontecer a Operação Tartaruga e pode ter até aquartelamento aqui no Distrito Federal.

O governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, afirmou que o aumento dado é o maior dos últimos 12 anos e que o acordo foi aprovado em assembleia. Segundo o governador, a manifestação de hoje não representa a categoria e tem apenas a intenção de desestabilizar a cidade.

— A assembleia que foi feita com mais de cinco mil profissionais, aceitou essa proposta. O resto são atitudes políticas, totalmente vinculadas aos interesses da categoria em detrimento da segurança pública da cidade.

Após o protesto no plenário, o grupo seguiu em marcha até o Congresso Nacional. Os militares queriam ser recebidos por representantes do governo federal. O reajuste já foi publicado no Diário Oficial e estabelece aumento de R$ 200 no auxílio alimentação, que passa de R$ 650 para R$ 850. O teto do auxílio moradia também subiu para R$ 3600, para coronéis, e R$ 850 para soldados de segunda classe.

O pagamento será feito em três etapas. A primeira acontece em setembro deste ano e as seguintes em 2015 e 2016. Após o pagamento total dos benefícios, o aumento no salário dos PM´s será de 20%. O salário do coronel pode chegar a R$ 21,7 mil, o de subtenente R$ 12,1 mil e soldado R$ 7,1 mil.

Ainda de acordo com o Ministério Público, está previsto no Regime Jurídico Constitucional a prisão e expulsão dos policiais que participarem da Operação Tartaruga, Legalidade ou qualquer movimento que possa prejudicar a população. O MP também disse que esse tipo de comportamento é incompatível com a carreira militar.

Interessados terão até esta sexta-feira (21) para conferir lote formado por carros e motocicletas apreendidos em investigações e operações da PCDF

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) realizará, neste sábado (22), a partir das 10h, leilão de 177 veículos apreendidos em investigações e operações e de outros materiais ferrosos para reciclagem, no Parque dos Leilões, que fica no Setor Residencial Indústria e Abastecimento (SRIA), área especial 8, lote D, no Guará II.

Os interessados terão até esta sexta-feira (21) para conferir os carros e motocicletas expostos no local do leilão, de 8h as 12h e de 14h as 18h ou, no Setor de mansões do Park Way (SMPW), quadra 4, conjunto 1, lote 1, das 14h às 17h.

Os materiais serão leiloados em um único lote. Sendo: 06 GM/Astra, 39 GM/Corsa, 06 GM/Vectra, 31 GM/Blazer, 03 GM/Celta, 01 Fiat/Fiesta, 07 Fiat/Pálio, 03 Fiat/Marea, 01 Ford/Ranger, 02 Mitsubishi/L200, 11 Nissan/XTerra, 01 Peugeot/307, 19 Renault/Megane, 03 Renault/Scenic, 22 Renault/Clio, 13 VW/Gol, 07 VW/Santana e 02 Yamaha/Motocicletas.

Será permitida somente a avaliação visual do lote, sendo vedados outros procedimentos, como manuseio, experimentação e retirada de peças. Também é proibido o uso de câmeras fotográficas, filmadoras, gravadores, celulares ou qualquer outro dispositivo eletrônico no local, por se tratar de área de segurança.

A venda será feita à vista, por quem oferecer o maior lance e o pagamento será realizado no ato da arrematação. Os lances mínimos variam entre R$ 600 e R$ 11,1 mil. O preço final terá valor acrescido em 5% da taxa da empresa leiloeira, mais as despesas em atrasos com taxa de licenciamento, DPVAT, multas e emissão da segunda via de CRLV e outros.

Catálogos com detalhes dos bens estarão disponíveis, gratuitamente, no local de exposição do veículos, no escritório do Leiloeiro, no Parque dos Leilões – Brasília/DF, ou ainda, pela Internet, pelos sites: www.parquedosleiloes.com.br ou www.pcdf.df.gov.br

Maiores informações poderão ser prestadas pela Comissão Permanente de Alienação, em horário comercial, no telefone (61) 3361-1925 ou, ainda, pelo telefone (61) 3301-5051, com o Leiloeiro Público Oficial Roberto Braggio Junior.

SERVIÇO:

Leilão de veículos da Polícia Civil do DF

DATA: sábado (22)

HORÁRIO: a partir das 10h

LOCAL: Parque dos Leilões, que fica no Setor Residencial Indústria e Abastecimento (SRIA), área especial 8, lote D, no Guará II

A falta de infraestrutura, dificuldades de realizar reuniões, pouca participação dos usuários, além de problemas de acesso ao orçamento, foram algumas questões apontadas pelos conselheiros de saúde do Distrito Federal durante debate, nesta quinta-feira (20), no plenário da Câmara Legislativa.

“Acredito na saúde pública, enquanto muitos querem privatizá-la. E depois de visitar os hospitais do DF, sinto que é possível haver uma transformação efetiva na prestação desses serviços, com o apoio dos conselheiros”, afirmou a deputada Liliane Roriz (PRTB), autora da iniciativa.

Representantes dos Conselhos Regionais de Saúde de várias áreas do Distrito Federal relataram as dificuldades que enfrentam e ainda os problemas de atendimento à população. Há casos, como no Riacho Fundo II, em que as visitas domiciliares na zona rural são feitas nos veículos dos próprios agentes de saúde.

Orçamento – “O orçamento existe, mas é necessário que cada conselho apresente um projeto básico, de acordo com a lei”, explicou o presidente do Conselho de Saúde do DF, Helvécio Ferreira da Silva. Ele defendeu que o trabalho dos conselheiros permaneça voluntário como é hoje. “O papel do Conselho do DF é de controle social, não temos função executiva”, acrescentou.

Para tentar resolver questões como a que se apresenta no Riacho Fundo II, Helvécio Silva disse que foi aprovada uma resolução, há mais de um ano, apontando para a criação (ou recriação) de uma fundação – a exemplo da Fundação Hospitalar que existiu até o ano 2000 – que teria o papel de gestora, e da Universidade do SUS, em Brasília.

“Essas duas instituições já deviam estar funcionando ativamente”, afirmou, lembrando que, à época da existência da Fundação Hospitalar, o serviço de saúde pública do DF foi saudado internacionalmente como um dos melhores do mundo.

“A mobilização dos conselhos e da comunidade é muito importante, pois somente assim conseguiremos mudanças, como a que atestamos em Sobradinho, onde temos um dos melhores centros cirúrgicos do Distrito Federal”, relatou Aécio Alves do Nascimento, presidente do Conselho de Saúde daquela localidade.

Após ouvir os conselheiros, a deputada Liliane Roriz propôs uma nova reunião, ainda sem data, na qual serão apresentadas propostas para melhorar a atuação dos Conselhos de Saúde e do sistema como um todo. (Marco Túlio Alencar – Coordenadoria de Comunicação Social)

O presidente do PR do Distrito Federal, Salvador Bispo, assinou nota oficial que restabelece a verdade sobre rumores que repercutiam suposto impedimento da candidatura do ex-governador José Roberto Arruda, prevista para o pleito de 2014.

Os rumores sobre suposto impedimento dizem respeito a uma sentença da 1ª Vara de Fazenda Pública que, conforme descrito em NOTA, tem seus efeitos restritos ao que a legislação prevê numa decisão de Primeira Instância.

Ainda que não confirme o cargo a que Arruda pretende apresentar sua postulação, a nota oficial da direção do PR-DF deixa clara a intenção do ex-governador. “A decisão de primeira instancia será combatida com o devido recurso judicial e por isso Arruda está na plenitude de todos os seus direitos”, garantiu Bispo na nota que antecipa argumentos fundados nas contradições contidas nos termos da sentença.

Mesmo com o melhor salário do Brasil, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal tem encontrado dificuldades para o preenchimento de vagas em algumas especialidades. Por este motivo, um novo processo seletivo para contratar médicos temporários foi aberto e o período de entrega dos currículos será de 17 a 21 de fevereiro.

O novo processo seletivo será realizado em virtude do não preenchimento das vagas oferecidas em novembro de 2013, que previa a contratação de 443 vagas para o cargo de médico. A contratação terá duração de seis meses e poderá ser prorrogada por igual período. Serão convocados médicos nas especialidades de Anestesiologia (10 vagas); Cardiologia (16 vagas); Hematologia e Hemoterapia (05 vagas); Neonatologia (12 vagas); Neurologia (12 vagas); Ortopedia (05 vagas); Pediatria (20 vagas).

Desde o início da gestão, mais de 14 mil funcionários foram contratados. “Queremos completar as vagas não supridas no edital anterior e ampliar o quadro funcional da SES. Nosso objetivo é recompor a força de trabalho a fim de melhorar a qualidade da assistência”, comenta o secretário de Saúde do DF, Rafael Barbosa.

No total, serão 80 vagas para sete especialidades. O edital foi publicado na segunda-feira (10), no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF). Especialistas de todo o país poderão se inscrever. Para o cargo de Médico com carga horária de 20 horas, a remuneração será de R$ 8.800,00. No ato da contratação, será oferecida a opção para 40 horas, com salário de R$ 17.600,00.

Para se inscrever – A inscrição é feita de forma presencial, com a entrega do currículo na Gerência de Planejamento, Seleção e Provimento (GEPSP), localizada no edifício sede da Secretária de Saúde do Distrito Federal, no Setor de Áreas Isoladas Norte (SAIN) s/nº Parque Rural Estação Biológica, Subsolo, Asa Norte – Brasília/DF, antigo prédio da Câmara Legislativa.

Os interessados deverão entregar currículo que deve constar a especialidade a que concorrem, bem como a carga horária desejada. Todos os títulos ou experiência declarados deverão ser comprovados, com cópia anexa, no ato da entrega. O período da entrega será de 17 a 21 de fevereiro, das 9h às 17h.

Arlete destacou conquistas históricas. [Foto: Fábio Rivas/CLDF]

Arlete destacou conquistas históricas. [Foto: Fábio Rivas/CLDF]

Os 34 anos de existência do Partido dos Trabalhadores foram lembrados na sessão ordinária desta quarta-feira (12), no plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal. A deputada Arlete Sampaio (PT) ressaltou as conquistas históricas do partido e pediu apoio para a concretização da reforma política no Brasil. “O PT representa a inversão de prioridades nos investimentos públicos, a consolidação dos movimentos sindicais e a melhoria das condições sociais e da infraestrutura nacional depois que alcançamos a presidência em 2002″, destacou a distrital.

Para a petista, a prioridade do partido neste momento é a realização da reforma política no País. “As recentes mobilizações sociais mostram que temos muito a avançar, e o PT está empenhado na realização de um plebiscito nacional para a formação de uma constituinte exclusiva para realizar a reforma política. Não podemos mais continuar com um modelo em que um presidente é eleito com mais de 50 milhões de votos e ainda assim precise de coalizões para governar, sem possibilidade real de transformação da nossa realidade”, conclamou.

A proposta recebeu o apoio de Olair Francisco (PTdoB). “Precisamos mesmo de uma revolução na nossa Carta Magna, de uma reforma tributária e trabalhista”, completou.

MST - O deputado Chico Vigilante (PT) também parabenizou seu partido e destacou o Congresso dos Trabalhadores Rurais Sem Terra, que acontece em Brasília. “O PT foi o embrião da Central Única dos Trabalhadores e está junto com o MST na luta pela reforma agrária”, comentou. O parlamentar contou ter estado hoje com os manifestantes e observou: “São mais de 15 mil trabalhadores rurais de todo o País mobilizados, devotados à luta. Pude verificar como avançaram os assentamentos pelo Brasil na feira de produtos agrícolas que eles montaram no acampamento”.

Joe Valle (PDT) também elogiou a organização e a qualificação do congresso do MST. De acordo com o deputado, as reivindicações apresentadas pelo movimento são legítimas e importantes para o Brasil. Ele destacou, por exemplo, a defesa dos trabalhadores rurais pela agroecologia. Elogiou ainda a importância do movimento para a permanência do homem no campo. (Éder Wen – Coordenadoria de Comunicação Social)

Manifestação reuniu cerca de 50 pessoas na Rodoviária do Plano Piloto. Polícia foi chamada para evitar o bloqueio do trânsito por passageiros.

Ricardo Moreira, Do G1 DF – Cerca de 50 passageiros fizeram uma manifestação nesta segunda-feira (3) na Rodoviária do Plano Piloto, localizada na região central de Brasília.

O grupo protestou contra a demora dos ônibus da Viação Anapolina e a infraestrutura precária de veículos da empresa que circulam entre o centro de Brasília e regiões do Entorno do Distrito Federal.

O G1 tentou ouvir motoristas da empresa que estavam na rodoviária, mas nenhum quis comentar a manifestação dos passageiros. Na Viação Anapolina, ninguém foi localizado para comentar o assunto.

Quem segue de ônibus para cidades de Goiás precisa aguardar na plataforma inferior da Rodoviária do Plano Piloto. E foi lá que o tumulto começou. Durante quase meia hora, vários passageiros dificultaram a saída dos ônibus, bloqueando parte da pista.

Com isso, alguns motoristas tiveram que estacionar os veículos em pontos improvisados, em torno da rodoviária. Funcionários foram vaiados quando iam chamar os passageiros para pegar os ônibus mais adiante.

Passageiros afirmam que os ônibus da Viação Anapolina demoram muito para chegar ao terminal, tanto no período da manhã quanto no fim do dia. Muitos dizem que é comum ter que esperar até duas horas até poder embarcar.

A situação começou a ser controlada com a chegada de 15 policiais militares. O comandante do efetivo disse ao G1 que não houve confronto entre passageiros e PMs. Aos poucos, os motoristas foram deixando o terminal.

 image_gallery

A informação de que a Câmara Legislativa do Distrito Federal se prepara para contratar empresa especializada em cercamento, ao custo de R$ 319 mil, causou estranheza à primeira-secretária da Casa, deputada Eliana Pedrosa (PPS). A parlamentar protocolou documento pedindo que o assunto seja incluído na pauta de reunião da Mesa Diretora, prevista para a tarde desta quinta-feira (30).

A colocação de alambrados nas proximidades da CLDF visa coibir manifestações públicas como as que ocorreram em junho de 2013 contra a realização da Copa do Mundo no Brasil. Para Eliana Pedrosa, todos os deputados precisam se manifestar sobre o tema. “A Polícia Legislativa já possui a logística e recursos necessários para disciplinar a passagem do público, quando necessário. Além disso, a publicidade institucional da Câmara é um chamamento para que o cidadão frequente a Casa”, justificou.

O edital de licitação prevê a colocação de 350 metros lineares de grades metálicas durante 200 dias. Uma das exigências é que as cercas não tenham superfícies cortantes ou enferrujadas.