Por Liliane Tahan, do blog Grande Angular – Médicos, enfermeiros e técnicos que trabalham para a Secretaria de Saúde do DF deveriam ter recebido o salário referente a novembro nesta sexta (5). Mas até agora o dinheiro não caiu na conta dos profissionais.

Diante da expectativa de atraso, os sindicalistas vinculados aos servidores da saúde marcaram uma assembleia para a próxima terça (9).

“Se até lá os salários não estiverem na conta, vamos entrar de greve”, diz a presidente do Sindicato dos Empregados e Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Brasília (Sindsaúde), Marli Rodrigues.

Os servidores da Saúde, assim com os da Segurança e da Educação são pagos com o dinheiro do Fundo Constitucional, uma verba repassada pela União.

Com a crise financeira instalada, várias fornecedores da saúde reclamam de atrasos no pagamento das faturas. A Sanoli, por exemplo, deixou de servir as refeições para servidores dos hospitais. Nesta sexta, o corte atingiu também os acompanhantes dos pacientes.

Presidente da Comissão de Saúde da Câmara Legislativa do DF, Liliane Roriz, declarou apoio aos funcionários em estado de greve: “apesar da greve significar um caos, é o único instrumento democrático que os servidores têm para lutar por seus direitos”.

Leave a Reply