Projeto desenvolvido pela Sutic-Seplan que oferece serviços móveis aos cidadãos e transparência de dados está entre os cinco finalistas do prêmio

O portal Dados Abertos do Governo do Distrito Federal (GDF) está entre os cinco finalistas do Prêmio Gobernart: A arte do Bom Governo, do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O portal integra o projeto de governo eletrônico do Distrito Federal e visa fomentar a transparência dos dados locais.

Dividido em quatro categorias, o Prêmio Gobernart: A arte do Bom Governo selecionou iniciativas de segundo nível administrativo (estados, províncias, departamentos ou seus equivalentes) e do terceiro nível administrativo (municípios ou governos locais), de países mutuários do BID, em parceria com representantes da sociedade civil e/ou do setor privado. O portal Dados Abertos do GDF está concorrendo na primeira categoria por que Brasília possui status de cidade e de estado.

A escolha dos ganhadores de cada categoria será realizada por meio de votação on-line, feita pela comunidade no site www.iadb.org/gobernarte, até 8 de dezembro. O anúncio dos ganhadores será divulgado em 15 de dezembro, e a cerimônia de premiação está prevista para o primeiro trimestre de 2015.

MOBILIDADE CIDADÃ

Criado pela Subsecretaria de Tecnologia da Informação e Comunicação (Sutic), da Secretaria de Planejamento e Orçamento (Seplan), em parceria com a Secretaria de Transparência e Controle, o portal Dados Abertos do Distrito Federal faz parte do projeto Mobilidade Cidadã. Trata-se de uma plataforma eletrônica do Governo do DF que tem por objetivo oferecer serviços móveis aos cidadãos do DF e fomentar a transparência dos dados que são gerados pelo Poder Executivo local.

O portal Dados Abertos (www.dadosabertos.df.gov.br) e o aplicativo Visite Brasília foram lançados em 21 de abril de 2014, no dia do aniversário da capital, e correspondem às primeiras etapas do projeto Mobilidade Cidadã. Dentro do projeto também estão previstos mais três aplicativos: o Agente Cidadão (ouvidoria, asfalto, iluminação pública e poda de árvores), o e-Fiscal (defesa civil, obras e estabelecimentos) e o e-Serviço (falta de luz e segunda via de conta de luz).

Desenvolvidos em plataforma framework CKAN, o maior framework livre para publicação de dados abertos, o portal Dados Abertos do GDF permite ao cidadão visualizar e desenvolver aplicativos para análise de dados, promovendo a melhoria de serviços e gerando maior participação da sociedade. Essa foi a primeira iniciativa do GDF disponibilizada para abertura de dados.

Renata Dumont, subsecretária de Tecnologia da Informação e Comunicação, da Secretaria de Planejamento (Sutic/Seplan), responsável pelo desenvolvimento do portal e dos aplicativos, avalia que “estar entre os finalistas é um reconhecimento do alinhamento das propostas de modernização da tecnologia do nosso estado com as tendências mundiais de melhores práticas nessa área”.

Em sua segunda edição, o prêmio do Banco Interamericano de Desenvolvimento irá identificar, premiar, documentar e difundir iniciativas que tenham sido geradas por parcerias entre governos subnacionais e empresas do setor privado ou a sociedade civil para promover novas formas de inclusão social pelo uso de meios digitais, como redes sociais, aplicativos para web, telefonia móvel e outras soluções tecnológicas.

Leave a Reply