Fachada da emergência do Hospital Regional da  Asa Norte, no DF (Foto: Mateus Rodrigues/G1)

Fachada da emergência do Hospital Regional da Asa Norte, no DF (Foto: Mateus Rodrigues/G1)

Secretaria vai se reunir com CRM para pedir punição de médico ausente. Sindicato dos Médicos nega que haja uso indevido de atestados

Do G1 DF – A Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que vai se reunir com o Conselho Regional de Medicina para pedir a punição de médicos que tiverem faltado sem motivo no plantão do fim de semana passado ou em qualquer outro plantão da rede pública de saúde. Segundo a pasta, o profissional pode ser exonerado e até ter o diploma cassado, se a ausência for comprovada.

A secretária Marília Cunha informou nesta segunda-feira (17) que a corregedoria começou a investigar os atestados entregues por médicos escalados para plantões na rede do DF. Pacientes relataram dificuldades para conseguir atendimento em hospitais neste fim de semana. No Hospital Regional da Asa Norte (Hran), no sábado e no domingo, a coordenação geral da unidade disse que dos três médicos que faltaram, dois apresentaram atestados.

No entanto, o presidente do Sindicato dos Médicos, Gutemberg Fialho, negou que haja uso indevido de atestados pelos médicos. A entidade afirmou que além da sobrecarga de trabalho, pagas com horas extras, as escalas são feitas sem o consentimento dos profissionais.

Filas de espera- Na noite desta segunda-feira (17), 70 pacientes aguardavam na fila da emergência da ortopedia do Hospital Reginal de Ceilândia. Segundo a chefe de plantão, só um aparelho de raio X estava  funcionando.

Também nesta segunda, a ala de internação do pronto socorro do Hran tinha 86 pacientes na  espera, mas a capacidade é para 56. Os 30 pacientes a mais tiveram de dividir espaço nos corredores. A senhora idosa, Denise da Costa, esperava há quase doze horas por um atendimento. Ela é hipertensa e diabética, mas estava classificada pelo sistema de triagem da unidade na cor amarela, uma das menos graves.

“Humilhante porque você depende disso para sobreviver. Não tem mais outra palavra, tem?”, disse a idosa.

A Secretaria de Saúde do DF informou que as horas extras dos médicos feitas em setembro vão ser pagas na próxima segunda-feira (24). Já as horas extras de outubro serão quitadas em dezembro.

Leave a Reply