HMIB

Equipes de assessoramento interno ajudam a padronizar e a melhorar processos de trabalho

O Hospital Materno Infantil de Brasília (Hmib) intensificou, no mês de setembro, a organização dos fluxos de trabalhos por meio de equipe multiprofissional criada para o assessoramento e o monitoramento dos processos de trabalho na busca da melhoria contínua.

O objetivo principal é identificar as oportunidades de aprimoramento dos serviços, ajudar na elaboração de planos de ação e monitorar a sua concretização.

“Capacitar nossos servidores é garantir a sustentabilidade da melhoria contínua da gestão, da assistência e da produção da saúde de qualidade, humanizada e segura. Foi um orgulho ver essa mobilização que faz parte de um movimento que veio para ficar”, destacou Roselle Bugarin Steenhouwer, coordenadora Geral de Saúde da Asa Sul.

A ação é uma parceria entre as equipes do Núcleo de Segurança do Paciente, Medicina de Trabalho, Unidade de Controle de Infecção Hospitalar, Educação Continuada e Núcleo de Resíduos.

Segundo Tânia Mara Padovani, presidente da Comissão de Educação Continuada do Hmib, o cronograma contemplará 12 unidades até dezembro.  O trabalho consiste em observar toda a dinâmica da unidade e em produzir um relatório que apontará as questões mais problemáticas. A área deve elaborar um plano de ação que será discutido em roda de conversa e as ações serão monitoradas pela equipe de assessores.

“Essa dinâmica torna a comunicação mais eficiente e democrática e estimula a adesão de todos os membros da equipe”, explicou Tânia Mara.

A primeira a receber a assessoria foi a Policlínica, responsável pelos pacientes pós-cirúrgicos, puérperas e gestantes. Os resultados foram positivos e apontaram grande receptividade e adesão da equipe.

Sueli de Oliveira, auxiliar de enfermagem, relata que a assessoria foi muito importante para o aperfeiçoamento do trabalho e destacou a mudança de postura para uma gestão mais democrática e acessível.

“Estou há 15 anos no Hmib e é a primeira vez que vejo uma mobilização tão grande. Agora me sinto ouvida. A melhora na comunicação entre chefia e funcionário refletiu positivamente nos servidores e pacientes”, completou a servidora.

Leave a Reply