mane

Arena brasiliense atrai evento sobre construções modernas e ecologicamente corretas, pela primeira vez, na América Latina. Engenheiros e arquitetos visitam estádio para estudos

Brasília sedia até sexta-feira (19/09) o Simpósio Anual da Associação Internacional para as Cascas e Estruturas Espaciais (IASS, em inglês). As novas construções realizadas para a Copa do Mundo, como o Estádio Nacional Mané Garrincha, estão no centro das palestras, voltadas para profissionais de arquitetura, engenharia e construtores. O evento é realizado no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

O arquiteto Eduardo Castro Mello e o engenheiro Knut Stockhusen, responsáveis pelo projeto do Mané Garrincha, farão uma exposição sobre a arena brasiliense na sexta-feira, junto com a apresentação de outros estádios do Mundial. O simpósio tem como tema principal as construções modernas e ecologicamente corretas. “É possível haver grandes projetos que não agridam tanto o meio ambiente”, explica Rui Marcelo Pauletti, professor associado da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e presidente do simpósio.

De acordo com Pauletti, o Estádio Nacional Mané Garrincha foi um motivador para a decisão de trazer para Brasília o simpósio internacional, que, pela primeira vez na história, é realizado em um país da América Latina. “A capital em si já é uma referencia para os arquitetos e engenheiros, mas a nova arena mostra que a cidade não vive só da época da fundação, mas que está sempre se recriando e investindo para melhorar”, afirma.

Atrativos – A presidente da Terracap, Maruska Lima, que coordenou a construção do Estádio Nacional Mané Garrincha, explica os atrativos que o estádio oferece aos profissionais da área. “Temos pilares de 36 metros de altura livre, um anel de compressão – laje de concreto que contorna todo o estádio – que é o maior do mundo. Não existe nada estruturalmente igual ao Estádio Nacional e isso chama a atenção dos engenheiros e projetistas”, detalha.

O simpósio internacional é um dos 18 eventos que vão ocorrer na capital até 2019 e que, juntos, deverão gerar impacto econômico de cerca de R$1,3 bilhão, de acordo com dados do Observatório do Turismo do DF de julho/2014. “Estamos projetando Brasília para arquitetos e engenheiros de várias partes do mundo, mostrando uma cidade moderna, com obras relevantes reconhecidas internacionalmente”, afirma o secretario-adjunto de Turismo e Projetos Especiais, Luís Otávio Neves.

Sobre a Associação – A IASS foi fundada em 1959 e tem sua sede e secretaria em Madri, na Espanha. O principal objetivo é fomentar o progresso do projeto, da análise e da construção de sistemas estruturais leves. A associação publica uma Revista Internacional e promove atividades técnicas em diversos países. Anualmente, a IASS organiza um Simpósio Internacional focado em temas de interesse geral de engenheiros, arquitetos e construtores. O evento de Brasília é realizado em parceria com a Rede Latino-Americana para as Tensoestruturas, que faz conjuntamente o 6º Simpósio Latino-Americano sobre Tensoestruturas.

Serviço:

Simpósio IASS-SLTE 2014 – Simpósio Anual da IASS – 9 Simpósio Latino-Americano sobre Tensoestruturas

Quando: de 15 a 19 de setembro de 2014

Local: Centro de Convenções Ulysses Guimarães

Mais informações: www.iass2014.org

One Response to “Evento internacional de construções modernas no Mané”

  • jorge disse:

    Com o preço que esse estádio custou ele deveria fazer até fotossíntese. Concretão feio. Não dou mais 2 anos pra ficar com o concreto todo preto…tipo um lodo negro escorrendo.

Leave a Reply