roriz cristovao

Coluna Eixo Capital – Os ex-governadores Joaquim Roriz (PRTB) e Cristovam Buarque (PDT) protagonizaram os mais célebres embates políticos da história da capital federal. Duas décadas depois, os dois caciques continuam a se enfrentar na Justiça. No mês passado, o senador pedetista entrou com recurso contra a extinção de uma ação em pedia indenização ao rival. Em 1999, durante um discurso no Paranoá, Roriz responsabilizou Cristovam pela morte de moradores da Estrutural em um confronto com a polícia.

O senador entrou com ação de reparação por danos morais e venceu. A apresentação de sucessivos recursos atrasou a conclusão do processo. Cristovam cobrava o pagamento da indenização fixada em R$ 80 mil, mas foi surpreendido por uma decisão da Justiça que extinguiu o processo por falta de recursos nas contas de Roriz e pela ausência de bens para penhora.

Indenização

Cristovam Buarque também cobra na Justiça o pagamento de indenização em outro processo. Em 1999, advogados do hoje senador entraram com ação contra Roriz, que acusou o rival de ter um diploma falsificado de economista. Cristovam contratou até o famoso perito Ricardo Molina para emitir um laudo atestando a veracidade de seu diploma universitário. A Justiça fixou o pagamento de R$ 170 mil, mas o caso se arrasta até hoje. O pedetista recorreu ao TJDF contra a cassação da sentença e tenta agora retomar o caso.

Leave a Reply