OPINIÃO Mais amor por Brasília, por favor

17 de abril, 2014

opiniao

Por Ricardo Callado -  Brasília merece ser bem cuidada. Ser respeitada. Brasília é a nossa casa. Quando falamos em casa, logo imaginamos o lugar onde moramos com a nossa família. Mas a cidade em que vivemos também é nossa casa, e por isso temos a obrigação de cuidar dela.

Ao completar 54 anos, a capital dos brasileiros passa por problemas. E nossos representantes não conseguem resolve-los, seja por negligência ou incompetência. Ou por ambos. Buracos, insegurança, trânsito caótico e serviços públicos que deixam a desejar fazem parte do dia-a-dia do brasiliense.

A Brasília que queremos e merecemos não é essa. Ela já existiu. Mas precisa passar por constante transformação. Como qualquer outra cidade que cresce. O patrimônio cultural e o tombamento precisam ser respeitados. Mas sem engessamento.

Não pode paralisar a capital como se fosse uma múmia. Nós precisamos de metrô, mais ciclovias, passagens de pedestres, duplicação de vias. Mais escolas e hospitais. De áreas residenciais e comerciais legalizadas e sem especulação.

Precisamos ainda de políticos que sejam comprometidos com a cidade. Brasília não é mais a mesma de 50 anos. Isso é a coisa mais natural. A cidade cresceu. Esse não é o problema. O que pega é a falta de ação dos governantes que não conseguiram preparar Brasília ao seu crescimento.

A culpa também é nossa. É o povo que escolhe seus representantes. Não adianta xingar governador, vice, senadores e deputados enquanto continuamos colocando sempre os mesmos lá. Ou trocando uns pelo outros, que no final sempre acaba no mais do mesmo.

Também não temos culpa pelos políticos que os outros estados mandam para cá. Lá eles também não sabem votar. Não é um exclusividade do brasiliense. Aí quando acontece um mal feito no Congresso Nacional ou no Palácio do Planalto a culpa é de Brasília. É injusto, mas é real.

Brasília é talvez a melhor cidade brasileira para se morar. Tem um povo honesto e trabalhador que enfrenta congestionamentos todos os dias para ganhar o pão. Corrupto tem em todo canto.

O que precisa são as coisas simples. Cuidar das ruas, das praças, do povo. Planejar as cidades. Brasília quer um prefeito. Alguem que ame a cidade, que cuide. Não vejo dificuldades em tampar buracos, por exemplo. Entretanto, o que mais se vê são buracos. Um privilégio espalhado do Lago Sul ao Sol Nascente. Unindo as classes sociais nas críticas.

Devemos fazer a nossa parte com cidadãos. Não apenas nas escolhas dos políticos. Também cuidando de nossa cidade com exemplos de cidadania, como manter a cidade limpa. Certas atitudes deixam o dia a dia mais leve. Aplique o amor em doses diárias, compartilhe respeito, solidariedade, generosidade, gestos de gentileza, carinho, sorria. O céu de Brasília é nosso. O desgaste político também é nosso. Não adianta ter um céu lindo, enquanto aqui em baixo tudo vai mal. Precisamos aprender a votar. E fazer a nossa parte. Por amor a Brasília, por favor.

Artigos

Centro de Gestão Integrada vai modernizar a gestão do DF

17 de abril, 2014

logo_artigos

Por Gustavo Ponce de Leon

Na terça-feira, dia 8 de abril de 2014, o Governo do Distrito Federal apresentou seu projeto de integração dos dados públicos, com a criação do Centro de Gestão Integrada (CGI).

A implantação do CGI é complexa: envolve a construção de espaço físico para o monitoramento da cidade, a inteligência para o cruzamento de dados, a implantação de redes e softwares de acompanhamento e a integração dos sistemas já em uso nos diferentes órgãos e empresas do DF.

Brasília não é somente a capital administrativa, mas também uma cidade pulsante, com vida própria e uma das maiores metrópoles do País. O crescimento que tivemos nesse meio século de vida não foi acompanhado por planos e ações de desenvolvimento que nos preparassem adequadamente para problemas de trânsito, de queda de energia elétrica, de abastecimento de água e de saneamento que nos atingem e que são tão comuns a outros grandes centros urbanos.

Nossa rodoviária, por exemplo, é um pólo em que passam diariamente cerca de 700 mil pessoas, mas seu processo de gestão e sistemas de suporte são praticamente os mesmos da época da inauguração da cidade.

Recuperar esse tempo perdido exigia a estruturação de um projeto que garantisse fortes investimentos para uma rápida modernização dos mecanismos de monitoramento e gestão do DF, com foco nas demandas de segurança pública, com inteligência, cruzamento de dados e informações precisas para as tomadas de decisões de governo.

Por isso, optamos pela constituição do CGI por meio de uma Parceria Público-Privada, na qual uma Sociedade de Propósito Específico (parceiro privado) assumirá a responsabilidade pela implantação e manutenção dos espaços físicos, equipamentos e sistemas pelo prazo de 15 anos, com atualização tecnológica permanente. Diferentemente das contratações por licitações comuns, a constituição de Parceria Público-Privada permite agilizar investimentos, por permitir a diluição da contraprestação pelo prazo do contrato, aplicar soluções globais e integradas e manter a atualização dos equipamentos.

Nessa parceria, todas as informações acerca da cidade e dos cidadãos permanecerão sob o domínio do Poder Público e a operação dos sistemas, realizada pelo conjunto dos servidores públicos, assim como os sistemas, licenças e equipamentos, passarão à propriedade do Estado.

Isso significa que, apesar da estrutura física ser de responsabilidade do parceiro privado, a inteligência e o conhecimento do processo manter-se-ão sob domínio estatal, como recomendam as boas práticas de Gestão do Conhecimento e Tecnologia da Informação.

Com o pleno funcionamento do CGI, serão integrados e interligados diversos sistemas atualmente em operação. Essa integração ocorrerá, por exemplo, entre câmeras de vídeo-monitoramento instaladas nas ruas, tablets a serem colocados nas viaturas de polícia, bombeiros e ambulâncias e sistemas como os de educação, saúde e segurança, permitindo diagnosticar problemas de forma imediata e acionar com agilidade a prestação do serviço necessário, tais como alterar o trânsito, enviar socorro, mobilizar equipes de saúde ou identificar pessoas. O DF passará a estar inserido no rol das cidades inteligentes.

Da mesma forma, o cidadão poderá ter acesso a serviços que permitirão acompanhar a execução de obras públicas, prestação de serviços e fiscalização imediata do governo. Em breve, qualquer cidadão poderá verificar quais são as obras realizadas pelo governo, quando ficarão prontas e quanto já foi pago ao executor.

Ao longo de 15 anos, o valor deste contrato, que abrange a construção e manutenção das instalações, o uso de todos os equipamentos e softwares necessários à gestão, com sua atualização tecnológica, é de R$ 777 milhões.

Na mesma semana em que anunciamos a formalização do contrato do CGI, foi noticiada a formalização da denúncia da Operação Caixa de Pandora (Mensalão do DEM), pelo Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Cerca de 35 pessoas estão envolvidas, em sua maioria por desvios em contratos na área de informática. O MPDFT requereu o ressarcimento aos cofres públicos do valor aproximado de R$ 740 milhões.

Definir quem são os culpados e fazê-los responder por tamanho desvio é uma atribuição do Poder Judiciário. Mas garantir que tais desvios não se repitam e aplicar corretamente o dinheiro público, de forma a garantir serviços mais eficientes, com base em investimentos de longo prazo, é obrigação de todos nós e compromisso desta gestão.

A implantação do CGI, que investirá em 15 anos um valor semelhante ao desviado por gestão anterior em apenas 3 anos, demonstra que podemos enfrentar os graves problemas decorrentes do crescimento do DF, garantindo a informatização, a atualização e a integração dos dados das suas Secretarias de forma inovadora.

Essa inovação demonstra o rumo deste Governo. Da mesma forma que enfrentou o cartel do transporte público, veio para mudar as estruturas antes existentes e demonstrar compromisso com o futuro do DF e com a qualidade dos serviços — e não com o atendimento de interesses de alguns indivíduos.

Os resultados ainda não são todos visíveis, mas a diferença fica clara. Os mesmos valores, antes desviados para enriquecimento ilícito em três anos, agora estão sendo aplicados em 15 anos de modernização e atendimento ao cidadão.

Há os que governam para o futuro e os que se mantém cobiçosos pelos desvios ocorridos no passado. Esse projeto, que permite ao Distrito Federal voltar a ser exemplo do compromisso do País com a modernidade, e não mais da vergonha com o descaso com o dinheiro público, mostra que estamos no primeiro grupo.

* Gustavo Ponce de Leon é secretário de Estado de Governo do Distrito Federal

Artigos

Ingressos para a final da Copa Verde a partir de R$ 1

17 de abril, 2014

47dfc222dd5e0fecbcee61bc772c3cec_XS

No jogo marcado para segunda-feira (21), Brasília disputará título e classificação inédita para Copa Sul-Americana 2015

Começou ontem (16) a venda dos bilhetes para a final da Copa Verde, marcada para a próxima segunda-feira (21), no Estádio Mané Garrincha. No dia de decisão, o Brasília disputará o título e a classificação inédita de um time do DF para a Copa Sul-Americana 2015. Para incentivar a participação da torcida, os ingressos custam a partir de R$ 1.

O jogo contra o Paysandu (PA) está marcado para as 17h, e faz parte das comemorações do aniversário de 54 anos da capital federal. A equipe colorada espera casa cheia, e conta com a força dos torcedores brasilienses para reverter o resultado negativo de 2 x 1 na primeira partida, disputada na semana passada.

Para o secretário Extraordinário da Copa, Claudio Monteiro, o jogo tem grande importância para o futebol brasiliense, já que poderá colocar os times do Distrito Federal em um patamar internacional. “O Mané Garrincha está de portas abertas para quem vai torcer pelo sucesso do nosso futebol”, afirmou.

O Brasília é o segundo maior campeão do Distrito Federal e o clube mais antigo da capital. Fundado em 1975, o alvirrubro tem no currículo sete participações no Campeonato Brasileiro e oito títulos do Candangão.

“É um momento extraordinário para o futebol do Distrito Federal, que tem uma chance real de garantir espaço no futebol sul-americano. Esperamos um resultado positivo para a equipe, e que a torcida compareça em peso e participe da festa”, destacou o presidente do Brasília FC, Luiz Carlos Alcoforado.

SERVIÇO:

Jogo: Brasília x Paysandu – Final da Copa Verde 2014

Data: segunda-feira (21), às 17h

Local: Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha

Preços:

- Arquibancada superior: R$ 1 (Sócio-Torcedor e Torcedor do Futuro)

- Arquibancada inferior: R$ 1 (Sócio-Torcedor e Torcedor do Futuro) / R$ 10 (meia-entrada) / R$ 20 (inteira)

- Área VIP (Hospitality): R$ 30 (meia-entrada) / R$ 60 (inteira)

Pontos de venda

- Sede do Brasília Futebol Clube (Setor Comercial Norte, Quadra 1, Bloco F, Sala 1017 – Edifício America Office Tower)

- Pirma Artigos Esportivos (SRS 513, Bloco C, Loja 62 – Asa Sul)

- Loja do Correspondente Bancário do BRB na Rodoviária do Plano Piloto (só nos dias 16 e 17)

- Bilheteria móvel em frente ao Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha – apenas no dia do jogo

Esportes

Distritais mantêm vetos do governador a dois projetos

17 de abril, 2014
Foto: Carlos Gandra/CLDF

Foto: Carlos Gandra/CLDF

Por Luis Claudio Alves – A Câmara Legislativa do Distrito Federal apreciou dois itens da pauta de votações da sessão ordinária desta quarta-feira (16). Os deputados distritais analisaram e mantiveram um veto parcial e um veto total do governador Agnelo Queiroz a projetos de lei.

O veto total se refere ao projeto de lei nº 1.050/2012, do deputado Benedito Domingos (PP), sobre a implantação de placas indicativas com inscrição em três idiomas, em terminais rodoviários e metroviários, transportes públicos, monumentos históricos, parques, atrações turísticas e aeroportos do Distrito Federal. O governador alegou que o assunto é de competência do Executivo. A proposta agora será arquivada.

O outro item analisado nesta quarta-feira foi um veto parcial ao artigo 2º do projeto de lei nº 289/2011, da ex-deputada Luzia de Paula (PEN), sobre o oferecimento de cursos de prevenção ao uso do crack e outras drogas para professores da rede pública de ensino. A parte vetada criava benefícios para os professores que participassem dos cursos. O governo alegou, novamente, que o tema é de competência exclusiva do Executivo.

Política

Deputados defendem votação da Luos

17 de abril, 2014
O presidente Wasny de Roure anunciou discussão do projeto na quarta-feira (23). Foto: Carlos Gandra/CLDF

O presidente Wasny de Roure anunciou discussão do projeto na quarta-feira (23). Foto: Carlos Gandra/CLDF

Por Éder Wen – A situação do projeto da Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos) será discutida na próxima quarta-feira (23). É o que prometeu o presidente da Câmara Legislativa, Wasny de Roure (PT), durante a sessão ordinária desta quarta-feira (16). “Os líderes de blocos e partidos concordaram em se reunir para que seja retomada a discussão sobre o projeto. O Conselho de Planejamento Territorial e Urbano do DF (Conplan) já manifestou que a Luos não depende do PPCUB para ser votada”, afirmou.

O deputado Rôney Nemer (PMDB), porém, fez uma ressalva. “Não é porque o Conplan concorda que o projeto pode ser votado que nós vamos votar. A Luos contém planilhas equivocadas e outros problemas. Temos que checar o projeto cuidadosamente, vendo cidade por cidade, antes da votação”, defendeu.

Wellington Luiz (PMDB), por sua vez, pediu celeridade na apreciação da proposta. “A Câmara fez várias audiências públicas nas cidades para debater a Luos, e isso gerou grande expectativa nas comunidades. Como é que vamos às cidades, debatemos com a população e não votamos?”, questionou. Chico Vigilante (PT) concordou: “Está na hora de votarmos a Luos. Há cidades inteiras na ilegalidade, como Riacho Fundo II, que não pode nem receber uma agência do BRB por causa da situação irregular”.

Outros assuntos – A deputada Arlete Sampaio (PT) criticou a capa da última edição da revista Veja Brasília. “Como um ex-senador cassado e com condenação sai na capa sorrindo e falando de suas riquezas, enquanto Genoíno e José Dirceu são massacrados pela mídia?”, provocou. Alírio Neto (PEN) criticou a forma como a legislação tributária brasileira privilegia o Estado em detrimento do contribuinte. Já Evandro Garla (PRB) pediu a instalação de novas delegacias da mulher no DF, apontando que as queixas de violência doméstica aumentaram além da capacidade de atendimento atual. (Coordenadoria de Comunicação Social)

Política , ,

Sheherazade: Ao censurar Rachel, SBT sai como perdedor

17 de abril, 2014

censura

Após polêmicas, SBT vetou comentários pessoais de Rachel Sheherazade

Tão indesejável quanto a censura é a autocensura. O SBT acaba de amarrar uma mordaça no único nome que se destacava em seu pálido telejornalismo. Rachel Sheherazade não poderá mais emitir suas opiniões no SBT Brasil. Oficialmente, a decisão se estende a todos os âncoras da emissora. “Essa medida tem como objetivo preservar nossos apresentadores”, diz a nota oficial enviada à imprensa.

Na prática, a autocensura foi a maneira encontrada para manter a jornalista no ar e, ao mesmo tempo, acalmar as várias fontes que pediram sua cabeça. De partidos políticos a anunciantes governamentais, de anônimos nas redes sociais a humorista famoso. O politicamente correto venceu. O SBT e a liberdade de expressão foram os grandes derrotados.

Acusada de incitar a violência ao apoiar a atitude de pessoas que amarraram em um poste um adolescente suspeito de roubo, a apresentadora verbalizou o pensamento de milhões de pessoas. Porém vivemos numa extrema correção política. Assumir uma opinião polêmica pode render açoitamento moral. Foi o que aconteceu. Com histórico de pensamentos considerados conservadores e até reacionários, a apresentadora se ofereceu mais uma vez como alvo — e não faltaram mãos para chicoteá-la.

A tendência mundial é abandonar o telejornalismo “chapa branca” e aumentar o espaço do telejornalismo opinativo, que convide o telespectador a se posicionar. Na era da interatividade, o público não pode ser encaixado numa posição passiva. Precisa ser instigado, incomodado, estimulado a refletir sobre os assuntos do dia a dia. Quando os jornalistas dizem exclusivamente aquilo que a maioria do público quer ler, ouvir ou ver, o jornalismo perde uma de suas funções básicas: propor o contraditório para que a questão seja debatida.

O direito de pensar diferente é uma das garantias da democracia. Se o pensamento está certo ou errado, se é criminoso ou não, discute-se em sociedade — e, se for o caso, recorre-se aos meios legais para punir eventuais excessos. Reprimir opiniões antes mesmo de serem emitidas não é a atitude mais produtiva de uma sociedade que se pretende civilizada e desenvolvida.

É óbvio que todo veículo de comunicação tem seus interesses comerciais, sua ideologia e, em muitos casos, até objetivos políticos. Porém a liberdade de expressão de seus jornalistas deveria sobrepor tudo isso. Ao abafar a voz de sua apresentadora, o SBT abre um precedente perigoso, e deixa de oferecer uma opinião alternativa ao telespectador. Por acaso, os 200 milhões de brasileiros pensam sempre da mesma maneira?

Rachel Sheherazade é, desde ontem, apenas mais uma leitora de teleprompter, o aparelho acoplado à câmera no qual se lê as notícias. Caso queira se posicionar diante de um acontecimento relevante, terá que recorrer à mímica facial. Ou será que ela será obrigada também a fazer cara de paisagem? (Portal Terra)

Política

Projeto da DPDF beneficia menores infratores no DF

17 de abril, 2014

Desenvolver habilidades de menores infratores a partir do seu ingresso no mercado de trabalho. Esse é o objetivo do projeto Jovens em Harmonia com a vida lançado em fevereiro de 2013 pela Defensoria Pública do Distrito Federal (DPDF). O programa beneficia jovens que cumprem medidas socioeducativas no DF a partir da oferta de estágio nos Departamentos e Núcleos do órgão.

Encaminhados à DPDF pela Secretaria de Estado da Criança do Distrito Federal, os menores, que cuidam-se de adolescentes em situação de cumprimento de medida socioeducativa de liberdade assistida (LA) e de prestação de serviços à comunidade (PSC), são submetidos a processo seletivo, administrado pelo Departamento de Atividade Psicossocial (DAP-DPDF) em conjunto com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE). Além de analisar os conhecimentos gerais dos candidatos, a seleção também leva em consideração a frequência do adolescente na escola em que estuda.

P.J., 17, morador do Riacho Fundo II, é um dos mais de 60 jovens aprovados no último processo seletivo. Estagiário do Departamento de Atividade Psicossocial da DPDF, ele ressalta a importância que o projeto assumiu na sua vida desde o seu ingresso no programa, em novembro passado. “Antes de entrar no estágio o meu psicológico estava bastante abalado. Hoje faço estágio na área administrativa do DAP, onde já penso em seguir carreira na área médica”, diz.

Ingrid Quintão é coordenadora do DAP, área responsável pela gerenciamento do projeto. Segundo ela, desde a criação do programa 116 jovens já foram beneficiados. E ela destaca: “nós abrimos a casa [Defensoria Pública] para ressocializar esses meninos, iniciativa que, hoje em dia, é muito difícil de se ver em outras organizações. Fazemos isso por acreditar que, ao reintegrar esses jovens, estamos colaborando para uma sociedade melhor”.

O projeto Jovens em Harmonia com a Vida também conta com o apoio do Núcleo de Assistência Jurídica de Medidas Socioeducativas da DPDF e com a parceria da Secretária de Estado da Criança e do Adolescente do Distrito Federal. Os estagiários do programa cumprem jornada diária de quatro horas, de segunda a sexta-feira.

Cidade

Nova área de embarque do Aeroporto JK é inaugurada

17 de abril, 2014
Foto:Dênio Simões/GDF

Foto:Dênio Simões/GDF

Píer Sul tem 10 novas pontes de embarque e mais de 20 mil metros quadrados

A primeira parte da ampliação do Aeroporto Internacional de Brasília Juscelino Kubitschek foi inaugurada, nesta quinta-feira (16), pela presidente Dilma Rousseff, acompanhada pelo governador Agnelo Queiroz. O Píer Sul ocupa área de 20 mil metros quadrados e tem 10 novas pontes de embarque. A obra foi concluída com mais de um mês de antecedência.

“A nova estrutura honra o nome de um dos grandes presidentes da democracia do país. O Brasil vem passando por uma grande revolução dos serviços, e viajar de avião passou a fazer parte do cotidiano de milhares de brasileiros. A movimentação de passageiros saltou de 33 milhões para 113 milhões”, declarou Dilma Rousseff.

“Hoje é um dia muito especial para Brasília. A cidade está completando 54 anos e ganhou um aeroporto a sua altura. A ampliação e modernização deste aeroporto permite o crescimento econômico e humano do DF”, ressaltou o governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz.

De acordo com o presidente do conselho da Inframérica, José Antunes Sobrinho, o serviço foi feito em pouco tempo, apenas 16 meses, mas com alta qualidade. “Implantamos os sistemas de bagagens mais modernos do mundo. E fizemos tudo isso sem interromper as operações, ou seja, com 16 milhões de passageiros circulando pelo aeroporto”, afirmou.

Para chegar ao Píer Sul, o passageiro utilizará o novo conector de acesso, com esteiras rolantes, que tornam o percurso mais rápido e confortável. O setor será exclusivo para aviação doméstica, ou seja, entre estados brasileiros.

A espera pelo voo promete ser agradável, com uma construção ampla e moderna que conta com restaurantes, dois mezaninos com vista panorâmica para o pátio de aeronaves, ambiente totalmente climatizado, iluminação e acústica adaptadas e projeto paisagístico que se integra ao ambiente.

A segunda etapa, o Píer Norte, está em sua fase final de construção e deve ser entregue até maio. O espaço terá oito pontes de embarque, em uma área de 15 mil m², e será conectado ao terminal central. O Píer Norte e o Sul vão dobrar a capacidade do aeroporto, que passará de 13 para 29 pontes de embarque.

O governador anunciou, ainda, que o acesso ao local será concluído em breve. “Vamos inaugurar, no dia 30, as obras do balão do aeroporto, que facilitarão o acesso dos passageiros. Além disso, nos próximos dias, será inaugurada a maior obra de mobilidade da capital, o Expresso DF Sul”, garantiu.

A ampliação do aeroporto terá, ao todo, um investimento de R$ 1,2 bilhão até agosto deste ano, pela Inframérica – concessionária que administra o local. Com a expansão, a capacidade do aeroporto aumentará de 16 para 21 milhões de passageiros.

AEROPORTO JK – O aeroporto de Brasília atende cerca de 16,6 milhões de passageiros por ano, entre embarque e desembarque. O aeroporto é o 4º maior do país em movimentação de passageiros, ficando atrás, apenas, de Guarulhos, Congonhas e Galeão.

Cidade, Política , ,

Sedhab anuncia 1.024 habilitados à moradia própria

16 de abril, 2014

morar

Mais de 92 mil famílias já foram beneficiadas pelo programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem

O GDF, por meio da Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab) e da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (Codhab), habilitou mais 1.024 famílias pelo Programa Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem. O anúncio foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal desta terça-feira (15).

Com a nova lista, já são 92,1 mil famílias que comprovaram os dados do cadastro e estão de acordo com a política habitacional do DF. Conforme a secretária de Habitação, Jane Diehl, trata-se de um importante passo na conquista da casa própria.

“É uma etapa avançada do programa. Após a habilitação, os dados dessas famílias serão encaminhados ao banco, para a assinatura do contrato de financiamento”, explicou Diehl.

Da nova relação, 780 famílias são da Relação de Inscrição Individual (RII) e 244 da Relação de Inscrições por Entidade (RIE), com indicação de cooperativas. Desse montante, 238 morarão em prédios construídos por empresas, quatro em apartamentos erguidos por cooperativas habitacionais e dois foram indicados para o Projeto H4, em Samambaia.

Para participar do Minha Casa, Minha Vida/Morar Bem é preciso estar inscrito no Novo Cadastro da Habitação — uma das ferramentas do Programa Morar Bem. Ao todo foram 375.960 candidatos inscritos, sendo 323.015 na RII e 52.945 na RIE.

Sem Categoria ,

BRASÍLIA, 54 ANOS Programação especial no Planetário

16 de abril, 2014

Nas comemorações, o espaço astronômico inicia os preparativos para sua participação na OBA. Neste ano, o planetário irá aplicar provas para os alunos interessados

amoA capital federal festejará o seu 54º aniversário e o Planetário de Brasília vai proporcionar um dia repleto de atividades especiais para a população. A atração também estará de portas abertas no feriado da Sexta-feira Santa (18 de abril).

No feriado de 21 de abril, o centro astronômico irá oferecer sessões comentadas na cúpula de projeção. O tema das apresentações será o céu de Brasília. Nestas, também será possível ver imagens diferenciadas do espaço e fazer perguntas diretamente para a equipe do planetário. Atendendo aos pedidos dos visitantes, o filme Origens da Vida voltará para a grade de exibição

Observação do Sol - Caso as condições do tempo sejam favoráveis, os visitantes poderão observar o Sol com equipamentos especiais e o acompanhamento de membros do Clube de Astronomia de Brasília (CAsB).

A Agência Espacial Brasileira (AEB) irá disponibilizar, novamente, a réplica da roupa de astronauta. A princípio, peça, que fez grande sucesso entre crianças e adultos na reabertura do centro de Astronomia no final de 2013, ficará em exibição até o final de maio deste ano. O público também poderá ver a exposição Universo Incrível, parceria entre o Planetário de Brasília e o Observatório Europeu do Sul (ESO).

Prova da OBA – Pela primeira vez, o Planetário de Brasília irá aplicar as provas da XVII Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) e da VIII MOBFOG (Mostra Brasileira de Foguetes) no dia 16 de maio. Para esclarecer a população e os interessados (crianças e adolescentes), a equipe responsável pela atividade estará presente, ao longo de todo o dia.

A OBA é organizada anualmente pela Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) em parceria com a AEB. Trata-se de um evento aberto à participação de escolas públicas ou privadas, urbanas ou rurais, sem exigência de número mínimo ou máximo de alunos. O Planetário de Brasília se coloca na missão de apoio e fomento desta iniciativa e aplicará a prova para todas as crianças e adolescentes que querem participar, mas não estão estudando em escolas já participantes.

A consultora técnico-científica Patrícia Amaral estará presente para conversar sobre o tema e esclarecer todas as dúvidas. Ao longo deste ano, o centro astronômico irá promover outras atividades neste projeto. A partir do dia 21, os interessados poderão se inscrever para a prova da OBA no Planetário de Brasília e solicitar informações pelo e-mail oba.planetario@gmail.com.

Sexta-feira Santa – Em 18 de abril, todos os horários de sessões agendadas sem marcação serão transformados em sessões abertas para atender ao público. Com isso, o planetário vai disponibilizar sete sessões abertas neste feriado.

Lembrando que o Planetário de Brasília vai funcionar normalmente neste final de semana, com os horários das sessões disponíveis no site do planetário.

Cidade

Wasny vai ao MTE por registro de sindicato

16 de abril, 2014

O deputado Wasny de Roure (PT), acompanhado pelo professor Anchieta Coimbra, teve uma audiência nesta quarta-feira (16) com o secretário de Relações do Trabalho do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) , Manoel Messias. Eles foram tratar da publicação do registro do Sindicato de Mantenedores das Escolas Particulares do DF e Entorno (SINDMEC). Diante da comprovação da existência de conflito de interesse sobre o tema, o representante do SINDMEC, professor Anchieta anunciou que vai entrar com um recurso pedindo um novo prazo para fazer as devidas alterações para oficializar o registro. A audiência foi intermediada pelo deputado Wasny de Roure que tem um histórico de vida sindical. A deputada federal Érica Kokay (PT) também participou do encontro.

Política

Deputados do G5 comemoram perspectiva de crescimento

16 de abril, 2014
Olair Francisco anunciou adesão de mais dois partidos. Foto: Carlos Gandra/CLDF

Olair Francisco anunciou adesão de mais dois partidos. Foto: Carlos Gandra/CLDF

Por Zínia Araripe – A perspectiva de crescimento do G5 – grupo de partidos que reivindicam uma vaga na chapa majoritária governista que concorrerá às próximas eleições no DF – foi festejada no plenário da Câmara Legislativa, nesta terça-feira (15), pelos três deputados distritais que integram a aliança. O G5 é composto pelos seguintes partidos: PEN, PTC, PTdoB, PHS e PRP.

O deputado Olair Francisco (PTdoB) foi o primeiro a levantar o assunto na tribuna, informando que mais dois partidos sem representação parlamentar se somaram ao grupo, que terá direito a dois minutos de TV no programa eleitoral gratuito.

Alírio Neto (PEN) informou ainda que, às 11h de amanhã, representantes do G5 vão se reunir com outros cinco partidos “que têm um pensamento semelhante ao nosso”. “Os cinco podem vir a ser sete, oito, nove ou dez”, comemorou.

A aliança pode representar 600 mil votos, aparteou Agaciel Maia (PTC), lembrando que “300 mil votos decidem uma eleição no DF”. (Coordenadoria de Comunicação Social)

Política

Lei Orgânica será adequada à Constituição Federal

16 de abril, 2014

Por Denise Caputo – A Comissão Especial para Análise das Propostas de Emenda à Lei Orgânica se reuniu nesta quarta-feira (16), em caráter extraordinário, para deliberar sobre quatro proposições – uma delas incluída extrapauta. Com a presença de cinco parlamentares, foi aprovada a PELO nº 26/2011, que altera a redação do inciso X do art. 100 da Lei Orgânica, de forma a adequar o regramento à Constituição Federal. Aprovada na forma do substitutivo apresentado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), a matéria está pronta para ser apreciada pelo plenário da Casa.

A proposta, de autoria da deputada Celina Leão (PDT) e outros, disciplina a atuação do governo com relação à organização e ao funcionamento da Administração do Distrito Federal, proibindo a criação e extinção de órgãos públicos por meio de decreto – esse tipo de medida deve seguir o processo legislativo ordinário – e, ao mesmo tempo, permitindo ao governador extinguir funções ou cargos públicos, quando vagos, por meio de decreto – isto é, sem necessidade de submeter a medida ao Legislativo.

Outra proposta votada na reunião de hoje foi a PELO nº 07/2007, do ex-deputado distrital Reguffe e outros. A proposição trata da concessão de títulos de cidadão honorário e benemérito, e teve o mérito rejeitado pela comissão.

As outras duas propostas que estavam na pauta não puderam ser apreciadas por conta de pedidos de vista feitos por parlamentares. A presidenta da comissão, deputada Arlete Sampaio (PT), pediu empenho por parte dos colegas para que as matérias possam ser discutidas já na próxima semana. (Coordenadoria de Comunicação Social)

Política

DF recebe novos investimentos turísticos

16 de abril, 2014

COPA5

Capital ganhou Centros Móveis de Atendimento ao Turista, placas de sinalização e aplicativo turístico; Brasília é a primeira cidade-sede da Copa a apresentar vans financiadas pelo Ministério do Turismo

Por Beatriz Ferrari – O Distrito Federal recebeu, nesta quarta-feira (16), dois Centros Móveis de Atendimento ao Turista (CATs) e as primeiras Placas de Sinalização Turística, financiados com recursos do Ministério do Turismo para preparar as cidades-sede para a Copa do Mundo. Na ocasião também foi lançado um aplicativo para celular em três idiomas para orientar o visitante.

Brasília é a primeira unidade da Federação a apresentar, por meio dos CATs, o resultado do investimento do governo federal na preparação das cidades-sede. As duas vans são adaptadas com ar-condicionado central, sistema integrado de áudio visual com som e TV, mesas, cadeiras, notebook, gerador de energia, toldos, frigobar e micro-ondas. O valor investido foi de R$ 339 mil.

“Queria parabenizar Brasília pela capacidade de realizar ações à frente de outras cidades-sede”, disse o ministro do Turismo, Vinícius Lages, presente no evento.

“Esse investimento, que melhora o turismo na cidade, estamos fazendo não só para a Copa. É um legado permanente. Fizemos esforços para captar eventos e utilizar esses equipamentos”, disse o governador Agnelo Queiroz, ao citar outros eventos internacionais que a cidade sediará depois da Copa, como o Fórum Mundial das Águas, a Universíade, etapa nacional da Fórmula Indy e da Motovelocidade, entre outros.

Para garantir a qualidade no atendimento, 36 profissionais bilíngues selecionados pela Secretaria de Turismo atuarão nos dois centros, além das unidades fixas do Aeroporto, Casa de Chá da Praça dos Três Poderes, Rodoviária Interestadual e setores Hoteleiros Sul e Norte. Eles passaram por treinamento prático e teórico, em março, sobre como bem atender os turistas.

Durante a apresentação dos CATs Móveis, realizado em frente ao Estádio Nacional Mané Garrincha, também foi inaugurada a placa interpretativa trilíngue da arena, representando o término da primeira etapa da instalação da Sinalização Turística de Brasília. Até o fim de maio, 1219 placas serão instaladas em toda a cidade.

Parte dessas sinalizações, chamadas direcionais, em português e inglês, será colocada nas vias, para indicar os caminhos para os pontos turísticos. As demais – chamadas interpretativas, informativas e mapas – já foram todas instaladas e terão textos em português, inglês e espanhol. O investimento foi de R$ 1,28 milhão.

Completando o pacote de ações, foi lançado o aplicativo para celular “Turismo Brasília” em português, inglês e espanhol. A ferramenta traz informações sobre monumentos, roteiros, transporte, telefones e frases úteis, com áudio, agenda cultural, mapas e tour 360º. Está disponível para plataformas IOS e Android. (Agência Brasília)

Esportes, Política

HMIB oferece oficina para gestantes

16 de abril, 2014

Chá de Parto é o nome da oficina integrativa para gestantes que o Centro Pedagógico do Hospital Materno-Infantil de Brasília (HMIB) realizará, nesta quarta-feira (16), das 14h às 17h. Os encontros são realizados quinzenalmente, sempre às sextas-feiras no mesmo horário.

O evento, que nesta semana foi antecipado por conta do feriado, servirá para esclarecimentos e troca de experiências entre as gestantes. Também serão mostrados recursos que facilitam o nascimento do bebê e terapias que controlam o medo, ansiedade e a dor durante o parto.

“O Chá de Parto é um espaço vivencial para trocar experiências, aprofundar os conhecimentos e treinar o corpo e a mente para uma vivência mais ativa e consciente do processo do parto, nascimento e maternidade”, comentou a enfermeira obstetra do HMIB, Lissandra Martins.

Segundo a enfermeira, o trabalho é importante para reforçar os recursos que facilitam o parto humanizado e a uma boa gestação, a fim de reduzir os índices de cesarianas e melhorar a condição dos bebês recém-nascidos. “Se elas tiverem em harmonia com o corpo e a mente, terão um parto tranquilo, e a criança nascerá saudável”, disse Lissandra.

Em cada oficina, que também é aberta a acompanhantes, são abordados temas diferentes. Qualquer mulher que esteja grávida pode participar, bastando se inscrever por meio do e-mail: chadeparto@gmail.com ou do telefone 9211-0681.

Cidade

Juiz aceita denúncia contra 19 acusados da Pandora

16 de abril, 2014

Livro Caixa de Pandora e outros fatos que abalaram a política de Brasília, nas melhores livrarias ou no site da Editora Thessarus

Livro Caixa de Pandora e outros fatos que abalaram a política de Brasília, nas melhores livrarias ou no site da Editora Thessarus

O juiz da 7ª Vara Criminal de Brasília aceitou a denúncia oferecida pelo MPDFT contra 19 acusados de participação no esquema criminoso desbaratado pela operação da Polícia Federal, que ficou conhecido como “Caixa de Pandora”. Respondem à ação penal os réus: 1º) José Roberto Arruda; 2º) Paulo Octávio Alves Pereira; 3º) José Geraldo Maciel; 4º) Durval Barbosa Rodrigues; 5º) Fábio Simão; 6º) José Eustáquio de Oliveira; 7º) Márcio Edvandro Rocha Machado; 8º) Renato Araújo Malcotti; 9º) Ricardo Pinheiro Penna; 10º) José Luis da Silva Valente; 11º) Roberto Eduardo Ventura Giffoni; 12º) Omézio Ribeiro Pontes; 13º) Adailton Barreto Rodrigues; 14º) Gibrail Nabih Gebrim; 15º) Rodrigo Diniz Arantes; 16º) Luiz Cláudio Freire de Souza França; 17º) Luiz Paulo Costa Sampaio; 18º) Marcelo Toledo Watson e 19º) Marcelo Carvalho de Oliveira.

A decisão de recebimento da pronúncia foi proferida no dia 10/4, às 19h31. Além disso, o juiz determinou: “(I) todos os acusados terão acesso aos autos no balcão, evitando que a carga por uma parte impeça o acesso por outra; (II) sejam fornecidas às partes cópia dos autos em versão eletrônica mediante a apresentação à serventia judicial de suporte físico (CD, pen-drive ou HD, conforme a situação exigir); (III) terceiros eventualmente interessados em ter cópias dos autos só poderão obtê-las, em cartório, mediante pedido escrito”. Outra providência tomada pelo magistrado foi a de quebra do Segredo de Justiça. “Considerando que alguns dos acusados eram, à época dos fatos, responsáveis pela gestão da coisa pública, não há motivo para que se decrete o sigilo dos presentes autos”, afirmou.

O processo entra agora na fase de Instrução, na qual os acusados serão intimados e deverão, por meio de advogado constituído ou da Defensoria Pública, apresentar defesa prévia e, se quiserem: arguirem preliminares, oferecerem documentos e justificações, especificarem as provas pretendidas e o arrolamento de testemunhas.

Histórico da Ação – A ação faz parte do Inquérito 650/DF, instaurado perante o Superior Tribunal de Justiça – STJ, em setembro de 2009, e que se transformou em ação penal (APN 707/DF) naquela Corte, em 6/8/2012, após o recebimento da denúncia oferecida pela Procuradoria Geral da República. Em decisão colegiada datada de 5/6/2013, o STJ, ao apreciar questão de ordem, decidiu pelo desmembramento do feito, preservando na sua competência apenas o processamento e julgamento dos crimes imputados ao denunciado Domingos Lamóglia, por prerrogativa de foro.

Em julho de 2013, a ação desmembrada foi recebida pela Presidência do TJDFT e no dia 13/8/2013, ao apreciar questão de ordem, o Conselho Especial, órgão máximo do Tribunal, decidiu por novo desmembramento, mantendo em seu poder os processos de três acusados com foro privilegiado.

Política , ,

Unidades da Sedest no Touring são remanejadas

16 de abril, 2014
Foto: Brito / Arquivo

Foto: Brito / Arquivo

Serviços funcionarão provisoriamente em outros locais; atendimento não será afetado

Unidades de atendimento da Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda (Sedest) que funcionam no Touring, na zona central de Brasília, mudarão de endereço.

A medida, segundo a pasta, não prejudicará a prestação de serviço à população e foi adotada para que outros órgãos passem a funcionar no prédio. As unidades foram remanejadas para os seguintes locais:

Unidade Suas 24h – Funciona provisoriamente no SGAS 614/615, Lote 104 (L2 Sul). O número de telefone e endereço eletrônico continuam os mesmos.

- Telefones: 3224 0254/ 3226 6984/ 3223 2656

- E-mail: unisuas24h@sedest.df.gov.br

Centro da Diversidade – Funciona provisoriamente no SGAS 614/615, Lote 104 (L2 Sul).

- Telefone: 3224 4898

- E-mail: centrodadiversidade@sedest.df.gov.br

Cras Brasília – Funciona provisoriamente na SEPN 515 – Bloco A, S/N, Edifício Banco do Brasil, 2º andar.

- Telefones: 3306-1411 / 3306-2907

Cidade

Ariano Suassuna dá show durante homenagem

16 de abril, 2014

Foto: Mariana Raphael

Foto: Mariana Raphael

Um dos destaques da programação da II Bienal, o escritor paraibano deu aula de simpatia e bom humor durante evento

Aplaudido de pé pela plateia que aguardava sua palestra, Ariano Suassuna esbanjou simpatia e arrancou gargalhadas do público que lotou o auditório do Museu Nacional da República, na noite desta terça-feira (15). O escritor – junto ao uruguaio Eduardo Galeano – é o homenageado da II Bienal do Livro de Brasília, que tem programação até o dia 21 de abril. As atividades, gratuitas, acontecem em uma estrutura montada na Esplanada dos Ministérios.

Durante a cerimônia, Suassuna recebeu do secretário de Educação, Marcelo Aguiar, o troféu Bienal. Na ocasião, o secretário de Cultura, Hamilton Pereira, disse que o escritor paraibano honrou a cidade ao aceitar o convite para participar do encontro literário. “Nós trouxemos uma referência de um povo que não se envergonha de si mesmo. Uma figura que encarna com irreverência e humor o forte sotaque nordestino com que essa cidade foi construída”, lembrou. Hamilton ressaltou também o papel da cultura como forma de resistência à ditadura militar. A II Bienal conta com uma programação diária sobre os 50 anos do golpe militar.

“Peço desculpas pela voz feia, fraca e rouca”, iniciou Suassuna arrancando da plateia muitas risadas. O escritor agradeceu a presença de todos, em especial da esposa Zélia de Andrade Lima. Em seguida, ele, que foi professor de filosofia da arte, começou uma verdadeira aula sobre o cômico, refletindo sobre conceitos de beleza, grotesco e o risível.

Suassuna falou também sobre sua produção, em especial o Auto da Compadecida, sua obra mais conhecida. “Já me perguntaram com qual personagem eu me identifico mais. Eu não sou esperto como João Grilo; como escritor, eu me identifico mais com Chicó, que é mentiroso”, afirmou. Ele finalizou sua fala sob uma chuva de aplausos ao dizer que no futuro o Brasil iluminará o mundo. “Vamos ter um país à altura do nosso povo”.

Para a estudante de artes cênicas Giselle Ando, a palestra do escritor foi marcante. “Pra mim foi um presente escutá-lo. Estou fazendo monografia sobre o cômico, e ele deu uma aula como se estivesse apenas conversando com a gente”, disse. Colega de curso de Giselle, Yuri Fidelis também se surpreendeu. “A própria vida dele é material artístico”, acrescentou.

MAIS ATIVIDADES - A II Bienal Brasil do Livro e da Leitura ainda tem extensa programação até o dia 21 de abril. Espetáculos de teatro, música, lançamento de livros, palestras e seminários entre escritores e especialistas acontecem diariamente.

Cultura

Nomeação de novos professores na rede pública

16 de abril, 2014

Deputado Professor Israel. Foto: Renato Perotto

Deputado Professor Israel. Foto: Renato Perotto

Foi aprovado em segundo turno, no plenário da Câmara Legislativa, o Projeto de Lei 446/2011, que obriga a Secretaria de Educação a nomear professores aprovados em concurso no caso de aposentadoria de outros docentes e na criação de novos cargos. O objetivo da iniciativa, de autoria do deputado Professor Israel (PV), é garantir a presença do professor em sala de aula e dar continuidade ao ciclo escolar. O texto, que foi votado nessa terça-feira (15), segue agora para a sanção do governador Agnelo Queiroz.

Na maior parte das vezes, os alunos ficam dias sem aula ou tem seus professores trocados repetidamente porque a Secretaria de Educação, no lugar de nomear candidatos aprovados para o cargo de professor efetivo, acaba contratando professores substitutos “em claro prejuízo ao ciclo educacional”, conforme a redação do PL.

Pelo texto do projeto, terão direito à nomeação, de acordo com o número de cargos efetivos vagos ou criados, os candidatos aprovados no concurso, ainda que façam parte do cadastro de reserva.

No que se refere à contratação de professores substitutos, “que também desempenham importante papel”, lembra Israel, deve-se limitar às hipóteses legais de contratação por tempo determinado para atender a necessidade temporária de excepcional interesse público, conforme previsto na Constituição Federal.

Política ,

Seplan promove audiência pública sobre LDO 2015

16 de abril, 2014

Versão preliminar do projeto de lei está disponível para consulta

A Secretaria de Planejamento e Orçamento (Seplan) promove Audiência Pública para apresentar e discutir o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias para o próximo ano – PLDO 2015. O evento será realizado no dia 24 de abril (quinta-feira), das 09 às 12 horas, no auditório do Departamento de Trânsito do Distrito Federal – Detran/DF, atrás do Palácio do Buriti.

Serão abordados temas relacionados à evolução da execução de receita e despesa do Distrito Federal para que a população saiba onde e como estão sendo aplicados os recursos dos contribuintes. Também serão discutidas as formas de participação popular no processo de elaboração do orçamento do Governo do Distrito Federal (GDF) para o exercício de 2015, acompanhando as orientações do Orçamento Participativo do Distrito Federal – OPDF.

Sobre a LDO – A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) estabelece as diretrizes para a Lei Orçamentária Anual (LOA), contendo as metas e prioridades da administração pública. Dispõe também sobre critérios e normas que garantam o equilíbrio das receitas e despesas do orçamento do Estado para o exercício financeiro seguinte.

A versão preliminar da LDO 2015 está disponível para consulta no site da Seplan ( www.seplan.df.gov.br).

Cidade, Economia ,

MPF quer assegurar controle externo do Sistema S

15 de abril, 2014

Para instituição, ato editado por serviços sociais afronta princípios da legalidade, moralidade, eficiência e obrigatoriedade de prestação de contas

O Ministério Público Federal (MPF) recomendou ao Serviço Social do Transporte (Sest) e ao Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Senat) a anulação, em até 30 dias, do Ato Normativo 161/2012, considerado um entrave às atividades fiscalizatórias do Tribunal de Contas da União (TCU) e da Controladoria-Geral da União (CGU).

O documento, assinado pela procuradora da República Márcia Zollinger, foi encaminhado ao presidente das entidades, senador Clésio Andrade, pelo procurador-geral da República Rodrigo Janot em 10 de abril, como prevê a Lei Complementar 75/93.

O MPF alega que a norma impugnada viola princípios constitucionais ao disciplinar, de modo restritivo, a forma como devem atuar os agentes de controle interno e externo da União em auditorias. Entre as regras contestadas pela procuradora destacam-se, por exemplo, tempo mínimo para agendamento de visitas, meios de recepção dos agentes, restrição para fornecimento de documentos e informações, além de formas específicas de se realizar a oitiva de empregados.

O ato impede, ainda, o acesso a qualquer documento ou informação pelo servidor que não atender às condições estabelecidas. Análise já feita pela CGU aponta que, na prática, a orientação dos Conselhos Nacionais do Sest/Senat tem sido utilizada como fundamento para a recusa de solicitações em auditorias realizadas pelos órgãos de controle.

O Sest e o Senat são organizações voltadas a determinadas categorias profissionais e integram o denominado Sistema S, composto de pessoas jurídicas de direito privado que recebem subsídios do governo por exercerem atividades próprias do Estado.

Além disso, as entidades têm autorização legal para arrecadar recursos públicos com vistas à manutenção de suas atividades. “Essas receitas são públicas e com natureza de tributos; por isso, devem ser fiscalizadas pelos órgãos de controle externo da União”, sustenta o MPF.

Controle sem impedimentos - O poder de fiscalização sobre atos públicos, atribuído ao TCU e à CGU nos âmbitos externo e interno respectivamente, encontra amplo respaldo constitucional e legal, em que o livre exercício de fiscais e equipes de auditorias é apresentado como fator indispensável à sua concretização.

Para o MPF, a edição do ato normativo, somada à natureza jurídica do Sest/Senat e ao papel de auditoria da CGU e do TCU, evidencia nítida “ilegalidade na tentativa de embaraçar o trabalho de fiscalização dos órgãos de controle”.

A recomendação é um instrumento de atuação extrajudicial e não tem caráter impositivo. Apenas notifica a instituição e sugere medidas administrativas que possibilitem a melhoria dos serviços públicos e de relevância pública. Com isso, visa corrigir situações irregulares sem a necessidade de intervenção do Poder Judiciário.

Justiça

Sinepe/DF participa do IV Encontro Sebrae 2014

15 de abril, 2014

Professores e gestores de escolas do Distrito Federal estão convidados a participar, nesta quarta-feira, 16 de abril, das 11h às 12h, de palestra sobre bullying e cyberbullying. O evento faz parte da programação do IV Encontro Sebrae 2014 que oferece até dia 16, no Estádio Nacional Mané Garrincha, uma série de palestras com personalidades como Zico e Bernardinho, além de rodadas de negócios e mostra de artesanato. A entrada é gratuita.

Para discutir o tema, a convidada é a antropóloga Cléo Fantes, uma das principais especialistas em bullying e suas diferentes manifestações no País. Ela fará uma abordagem sobre como os gestores, que estão à frente de instituições de ensino, podem lidar com o fenômeno. A presidente do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal (Sinepe/DF), Fátima de Mello Franco, participará da discussão.

Bullying é uma situação que se caracteriza por agressões intencionais, verbais ou físicas, feitas de maneira repetitiva, por um ou mais alunos contra um ou mais colegas. O termo tem origem na palavra inglesa bully, que significa valentão, brigão. Mesmo sem uma denominação em português, é entendido como ameaça, tirania, opressão, intimidação, humilhação e maltrato.

Cidade

PDT-DF oficializa apoio à candidatura de Rollemberg

15 de abril, 2014

eleições-2014

Em reunião realizada nesta segunda-feira (14), o PDT oficializou apoio à candidatura de Rodrigo Rollemberg (PSB). O deputado federal Reguffe já havia dito que não participaria da corrida ao Buriti e demonstrado apoio ao candidato, antes mesmo da decisão do partido. O apoio a Rollemberg tem também o aval do presidente nacional do PDT, Carlos Lupi.

Inicialmente, alguns dirigentes pedetistas não viram com bons olhos a decisão de Reguffe, tomada sem deliberação do partido. Internamente, alguns integrantes do PDT preferiam apoiar a candidatura de Agnelo Queiroz (PT). A pressa de Reguffe quase causou uma série crise no partido envolvendo, inclusive, o senador Cristovam Buarque. Depois disso tudo, o senador agora se sente até mais livre para apoiar a candidatura de Eduardo Campos (PSB).

A disputa pelo governo do Distrito Federal começa a ganhar forma. Além de Rollemberg, Agnello Queiroz (PT) e José Roberto Arruda (PR) também estão na corrida eleitoral.

Política , , ,

GDF busca fortalecimento do setor náutico

15 de abril, 2014

Secretaria de Desenvolvimento Econômico participa do Rio Boat Show 2014 com a intenção de atrair indústrias do ramo para Brasília e gerar mais oportunidades

Localizado em pleno cerrado do Centro-Oeste brasileiro, o Distrito Federal detém atualmente a terceira frota náutica do Brasil, com mais de 11 mil embarcações registradas. Buscando atrair ainda mais investimentos para o setor e transformar a região em um crescente polo de negócios, o GDF por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, participa da 17ª edição do Rio Boat Show 2014, na capital carioca.

O evento, que acontece de 9 a 15/4 na Marina da Glória, é considerado o maior salão náutico ao ar livre da América Latina. São mais de 100 expositores, nacionais e internacionais, de embarcações, serviços e acessórios, que devem receber até o final do encontro mais de 43 mil visitantes, entre altos executivos, empresários e formadores de opinião. A previsão é movimentar R$ 200 milhões em negócios realizados.

Produção - “A ideia é estabelecer parcerias com empresas que já sinalizaram interesse em se instalar em Brasília, apresentando nossos incentivos e o perfil do nosso mercado, que integra o maior PIB do país. O DF consome, mas não produz insumos para o ramo e a vinda dessas indústrias contribuirá para que possamos atender a demanda local”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, Hermano Carvalho.

A prospecção de negócios teve início, principalmente, a partir de um encontro com Eduardo Colunna, presidente da Associação Brasileira dos Construtores de Barcos e seus Implementos (ACOBAR), que reconhece o potencial de Brasília. “É um local que possui mão de obra qualificada, além de estar localizada em um ponto estratégico do Brasil”, disse. Em seguida, representantes de outras indústrias receberam o secretário para conhecer melhor os incentivos que o Distrito Federal oferece ao empreendedor.

Ainda de acordo com Hermano Carvalho, as vantagens da atração deste tipo de mercado vai além. “Se começarmos a abrigar fábricas que atendam ao setor, os produtos ficarão mais baratos para os consumidores não apenas de Brasília, como do centro-oeste. Com a proximidade do produtor, não vamos mais precisar importar insumos. O frete fica mais barato e as condições de assistência seriam mais eficazes”, conclui.

Cidade, Economia

BRASÍLIA, 54 ANOS Mundial Universitário de Triathlon

15 de abril, 2014

amoA cidade Brasília recebe no próximo dia 20 de abril cerca de 100 atletas universitários, entre homens e mulheres, representantes de 17 países para disputar o 12º Campeonato Mundial Universitário de Triathlon 2014.

Apoiado pela Secretaria de Esporte e Secretaria de Turismo, o evento fará parte das comemorações dos 54 anos da fundação da Capital Federal do Brasil, além de ser a primeira atividade visando a preparação para a Universíade de 2019, na cidade.

O lançamento do evento esportivo ocorre hoje, às 16h, no gabinete da Secretaria de Turismo.

Provas – Os atletas disputarão uma prova de natação onde os competidores percorrerão a distância de 1500 metros no Lago Paranoá, uma corrida de bicicleta com o percurso de 40 km, divididos em quatro voltas de 10 km passando pela Ponte JK e por fim uma corrida de rua de 10 km.

Os atletas começam a desembarcar na cidade nesta quinta-feira (17). O Congresso Técnico do Mundial está marcado para acontecer a partir das 16h, no Hotel Oficial do campeonato, Carlton Hotel Brasília.

O 12º Campeonato Mundial Universitário de Triathlon da FISU é uma realização da Confederação Brasileira do Desporto Universitário em conjunto com a Federação Internacional de Esporte Universitário e a Confederação Brasileira de Triathlon e recebe o apoio local do Governo do Distrito Federal por meio da Secretaria de Esporte e Secretaria de Turismo, da Federação Brasiliense de Triathlon e do Ministério do Esporte por meio da lei do incentivo ao esporte.

Cidade

MANÉ GARRINCHA Escolha certa

15 de abril, 2014

Em evento no estádio, Zico e Júnior, ídolos do Flamengo, elogiam decisão do time carioca de escolher a arena brasiliense como a segunda casa da equipe da Gávea novamente em 2014

O Flamengo joga no Estádio Nacional de Brasília no próximo domingo (20/04) contra o Goiás, na rodada de abertura do Brasileirão. E dois dos principais ídolos da equipe da Gávea foram as estrelas nesta segunda-feira (14/04), no Mané Garrincha, na abertura do 4º Encontro de Negócios Sebrae 2014. Zico e Júnior falaram sobre a decisão do Flamengo de escolher a capital do país como a sua segunda casa e elogiaram a arena brasiliense, que vai receber sete jogos na Copa do Mundo da FIFA.

“O Flamengo sempre teve uma receptividade muito boa e com grandes públicos em Brasília, que sempre foi uma segunda casa desde o nosso tempo”, afirmou Júnior, jogador que mais atuou vestindo a camisa rubro-negra, num total de 865 partidas.

Para Zico, o jogador mais famoso da equipe carioca, o clube acertou na decisão de escolher Brasília: “O Flamengo não é só Rio de Janeiro. O Flamengo é Brasil e pode usufruir disso. Os jogos em outras praças são uma maneira de dar condições para que toda a torcida veja o time de perto”.

Recorde – Em 2013, a equipe carioca jogou oito vezes no Mané Garrincha pelo Brasileirão, levando mais de 323,7 mil torcedores ao estádio. A partida do time da Gávea com o Santos, na despedida do jogador Neymar, foi recorde de público e renda da competição.

Os ex-jogadores falaram ainda sobre empreendedorismo e oportunidades de negócios no futebol e na Copa do Mundo FIFA para uma plateia de pequenos empresários. Também ex-jogadores da Seleção Brasileira, os dois defenderam a construção das arenas que receberão os jogos da Copa do Mundo da FIFA™ e demonstraram otimismo quanto à realização do megaevento no país.

“O Mané Garrincha é espetacular. Acho que todas as arenas são maravilhosas e o Brasil estava precisando”, afirmou Zico, que disputou três Mundiais vestindo a camisa canarinho. Júnior concordou: “Estive aqui na inauguração, entre Brasília e Brasiliense, e foi um espetáculo. Um estádio como esse é muito funcional, um legado que tem que ficar”.

Oportunidade – Para Zico, os brasileiros deveriam abraçar o Mundial. “Sinto falta de ver o Brasil mostrando a cara. E tem que se expor porque essa é uma oportunidade única”, desabafou. Ídolo no futebol de campo e de areia, Júnior considera a Copa do Mundo da FIFA™ um leque de oportunidades. “Temos possibilidades antes e depois dos jogos”, ressaltou.

A escolha do Mané Garrincha para sediar o evento do Sebrae tem justamente relação com essas oportunidades. “A Copa é uma porta para o desenvolvimento e o Mané Garrincha servirá não apenas para jogos de futebol, mas também para oportunidades como essa”, destacou o diretor-superintendente do Sebrae-DF, Antônio Valdir Oliveira Filho, exaltando a função multiuso da arena.

Programação – Nesta terça-feira (15/04) o empresário e técnico da seleção masculina de vôlei, Bernardinho, fará a palestra motivacional “Transformando Suor em Ouro”.

Na quarta-feira (16/04), último dia do evento, três personalidades marcarão presença. A apresentadora de televisão e apaixonada por futebol Maria Paula falará de “Tendências e perspectivas dos megaeventos no Brasil. O publicitário Washington Olivetto debaterá “Comunicação e criatividade”, e o apresentador e consultor de moda Arlindo Grund encerrará as participações com o tema “Oficina de moda: Tendências de mercado”.

SERVIÇO

4º Encontro de Negócios Sebrae 2014

Data: 14, 15 e 16/04

Horário: 8h às 17h

Local: Estádio Nacional de Brasília Mané Garrincha (acesso pelo portão 31, em frente ao Eixo Monumental).

Inscrições gratuitas no local do evento. Vagas limitadas.

Esportes

BRASÍLIA, 54 ANOS Exposição comemora aniversário

14 de abril, 2014

O público poderá conferir o trabalho dos fotógrafos Márcio Borsoi e Carlos Neto até o dia 27 de abril, no Piso 2 do Pátio Brasil Shopping

amoAté o dia 27 de abril, quem passar pelo Piso 2 do Pátio Brasil vai se reapaixonar por Brasília uma, duas, três… vinte vezes! Isso porque os corredores do shopping estão ocupados por vinte imagens belíssimas dos fotógrafos Márcio Borsoi e Carlos Neto. A exposição começou nesta segunda-feira e foi montada especialmente para o aniversário da capital. A entrada é franca e o público pode visitar o espaço durante o horário de funcionamento do shopping.

Márcio Borsoi é bastante conhecido entre os principais jornais da cidade. Várias de suas fotografias nas áreas de arquitetura e design de interiores já foram publicadas nos jornais Correio Braziliense, Jornal de Brasília e Jornal da Comunidade. Suas fotos também foram selecionadas para exposições em todo o país e para um concurso em Madri, na Espanha. Já Carlos Neto é engenheiro carioca e acabou virando fotógrafo por vocação. Suas fotos geralmente retratam a natureza, a paisagem urbana e as festas populares.

Sem Categoria

Águas Claras recebe novos viadutos de ligação à EPTG

14 de abril, 2014
Foto: Denio Simões/GDF

Foto: Denio Simões/GDF

Obras foram inauguradas nesta segunda-feira e já podem ser usadas para dar mais agilidade ao trânsito na região

Por Fábio Magalhães – Condutores que trafegam pelas avenidas Araucárias e Araçá, em Águas Claras, contam com dois novos viadutos que facilitam o acesso à Estrada Parque Taguatinga (EPTG). Inaugurados nesta segunda feira (14), já estão disponíveis para uso a fim de garantir melhor mobilidade aos moradores da região.

“Com esses viadutos, reduziremos o tempo de deslocamento das pessoas e melhoraremos a qualidade de vida. Essa obra é uma intervenção importante e dará muito mais agilidade ao nosso trânsito”, frisou o governador Agnelo Queiroz, acompanhado do vice-governador, Tadeu Filippelli, durante vistoria às novas vias.

Localizados sobre a linha do Metrô, os viadutos receberam investimento de R$ 5,6 milhões e foram construídos em um período de dez meses. O que está localizado na Avenida Araucárias tem 35m. Já o da Avenida Araçá possui comprimento de 38m.

“Essa inauguração representa mais uma facilidade para os moradores. Ampliando a quantidade de acessos da cidade, os existentes ficam até mais tranquilos, e as pessoas que moram nessa região não precisam mais utilizá-los. Isso desafoga todo o trânsito e melhora a mobilidade”, acrescentou o secretário-adjunto de Obras, Maurício Canovas.

Com a entrega dessas duas obras, a gestão Agnelo Queiroz totaliza três viadutos entregues na cidade. No fim de 2013, outra passagem, na Rua Ipê Amarelo, foi inaugurada. A obra também passa sobre a linha do Metrô e faz a ligação entre as avenidas Araucárias, Castanheiras e Vereda da Cruz. (Agência Brasília)

Cidade ,

Pandora: delação premiada pode não valer mais nada

14 de abril, 2014
Durval Barbosa

Durval Barbosa

Se pedido de arguição de suspeição dos promotores for aceito, Durval Barbosa deve perder benefício

Por Suzano Almeida – O pedido de arguição de suspeição dos promotores responsáveis pela denúncia da Operação Caixa de Pandora pode levar o acordo de delação premiada firmado entre o Ministério Público do Distrito Federal (MPDF) e Durval Barbosa à nulidade e ainda devolver à estaca zero todo o processo.

Os advogados de defesa, entre eles, os do ex-governadores José Roberto Arruda (PR) e do Joaquim Roriz (PRTB), argumentam que os depoimentos de Durval foram utilizados como prova incontestável, porém, na mesma audiência ao Ministério Público Federal (MPF), dada em São Paulo em 2009, as acusações contra os promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco, na época NCOC) do MPDF, de que estariam recebendo dinheiro de esquema na colta de lixo, não teriam sido investigadas com a mesma convicção.

Caso a arguição seja aceita pela 7ª Vara, o primeiro a perder os benefícios seria o próprio Durval Barbosa, já que o acordo foi firmado por ele com os promotores que apresentam agora as denúncias contra Arruda.

Questão de ordem – No depoimento dado em setembro de 2009, e transcrito nos autos da defesa, Durval afirmou que “Deborah Guerner é categórica em afirmar que o pessoal do NCOC também recebe dinheiro do esquema do lixo, com exceção do promotor Eduardo Gazzinelli”. O debate sobre o assunto foi levantado antes do início do depoimento de Durval Barbosa à 2ª Vara de Fazenda do DF, na sexta-feira, e gerou discussão entre os defensores e os promotores na oitiva. Os advogados reiteraram o pedido de que os promotores fossem afastados do caso e que o processo fosse considerado nulo, até que um novo grupo de promotores seja formado e analise o processo.

O advogado do ex-vice-governador Paulo Octávio (PP), Cezar Bitencourt, lembra que se aceita a arguição para que os membros do MPDF sejam afastados, Durval perderá os privilégios que acordou. Desta forma ele passaria de testemunha a réu no caso.

O período em que o acordo foi firmado entre as partes também foi questionado. Segundo o advogado de Arruda, Edson Smaniotto, Durval já teria descumprido acertos firmados com o MP ao apresentar posteriormente outras fitas de políticos recebendo dinheiro. Em parte do acordo, lido pelo defensor em plenário, Durval se comprometia a entregar todos os vídeos. Smaniotto questionou ainda a destruição de provas, mas, segundo Barbosa as mídias eram apenas cópias das cópias e foram destruídas antes do acordo.

O termo de ajustamento de conduta

1 O A citação de Durval que provoca a arguição de suspeição do MPDF tem como base o contrato emergencial, referente ao Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) homologado em novembro de 2007, pelo juiz Álvaro Ciarlini, para que a coleta de lixo não fosse interrompida.

2 As negociações para que o TAC fosse aceito teve a participação do procurador-geral do DF, à época, Leonardo Bandarra e da promotora Déborah Guener.

3 No documento, o TAC foi fixado em 12 meses, para que fosse colocado em prática o Plano Distrital de Resíduos Sólidos.

4 Junto com o TAC foi firmado um contrato total de cinco anos, com valor de R$ 1,16 bilhão.

5 Em 2011, seis promotores de Defesa do Patrimônio Público foram afastados da analise dos contratos, por estarem em conflito com os autores dos pedidos de intervenção feito pelo Conselho Nacional do Ministério Público.

Seria “dois pesos, duas medidas”

No pedido de suspeição, os advogados dos réus do Mensalão do DEM não acusam diretamente o Ministério Público, mas pedem que, assim como o depoimento de Durval serviu para que os acusados fossem investigados, sirva também para verificar as acusações contra os promotores. A decisão da 7ª Vara Criminal ainda não foi divulgada, mas caso seja negada, o pedido de arguição poderá ser remetido a outras instâncias, chegando até ao Supremo Tribunal Federal, o que tecnicamente dá fôlego, principalmente aos que disputarão as eleições deste ano.

O Ministério Público do Distrito Federal (MPDF) divulgou em nota que repudia as ilações sobre a conduta de seus promotores, antes e durante as investigações, e afirma que “todas as provas da Caixa de Pandora estão baseadas em escuta ambiental, áudios, vídeos, documentos apreendidos e laudos periciais”. Diz ainda que “a ação dos advogados seria apenas um expediente utilizado para criar obstáculos no processamento das ações penais”. (Jornal de Brasília)

Justiça, Política ,

PT pode sacrificar vaga do Senado no DF

14 de abril, 2014

 eleições-2014

Por João Bosco Rabello – O diretório regional do PT no Distrito Federal estuda a possibilidade de ceder a vaga ao Senado, para legendas aliadas. Em troca, quer garantir o tempo de televisão como compensação pela debandada de PSB e PDT da base aliada ao governador Agnelo Queiroz (PT).

Inicialmente, o deputado federal Geraldo Magela e o deputado distrital Chico Leite são os nomes do partido para disputar a vaga única ao Senado. Porém, cinco partidos nanicos da base de Agnelo formaram um grupo para pressionar o PT a negociar a vaga com as outras legendas.

PEN, PTC, PTdoB, PHS e PRP se uniram em um grupo denominado G5. Juntos, possuem três deputados distritais – um deles, Alírio Neto (PEN) ex- secretário de Justiça na administração petista. O principal argumento usado é o tempo de televisão que os cinco juntos podem acrescentar na chapa governista. Juntos, teriam aproximadamente dois minutos de propaganda.

Da chapa majoritária vitoriosa em 2010, por enquanto está mantido apenas o PMDB, que terá a vice mais uma vez com Tadeu Filippelli. PSB e PDT devem se unir numa chapa em torno do senador Rodrigo Rollemberg como candidato ao governo. O deputado federal Reguffe (PDT), proporcionalmente o mais votado do país em 2010, pode sair para o Senado.

Política , ,